Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Calendário

Outubro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

reserva

Booking.com

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Facebook

Relógio

Misterwhat

Comentários recentes

  • Fotografia

    Ótimo informativo de previsão do tempo, a previsão...

  • CR

    Grandes treta as bolsas de estacionamento, são esp...

  • Susana

    Sei de fonte segura que já caíram uns flocos de ne...

  • Anónimo

    Parabéns !!!http://gerotempo.blogspot.pt/

  • Anónimo

    Afinal, posso, ou não, confiar nos horários public...

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search

30
Set18

Horário dos barcos para a Ilha de Tavira

Tempo no Algarve

Tavira - Ilha de Tavira

 

665.jpg

 

 

658.jpg

 

 

Local de Embarque: Tavira

 

Estacionamento . Tavira

 

 

4 Águas - Ilha de Tavira

 

666.jpg

 

 

667.jpg

 

 

 

 

662.jpg

 

 

Local de Embarque: 4 Águas

 

Estacionamento : 4 Águas

 

 

Nota Importante: para qualquer informação sobre horários, preços, localização ou outras dúvidas contactem www.silnido.com

 

Fonte: Silnido

Booking.com
25
Set18

3074: Autoridade Marítima Nacional informa sobre a previsão de “Levante” para os próximos dias na costa sul

Tempo no Algarve

A Autoridade Marítima Nacional informa que, nos próximos dias, a costa algarvia será afetada por condições de agitação marítima provenientes de sueste, usualmente conhecidas por condições de "Levante".


​Estas condições irão atingir a costa sul a partir de amanhã, 25 de setembro, até dia 28 de setembro. O pico do "Levante" está previsto, para a madrugada de dia 27 de setembro, em que se preveem ventos que poderão atingir cerca de 56 km/h e ondulação com altura significativa de cerca de 02 metros junto à costa, e 2.5 metros ao largo.

 

A esta situação de "Levante" deverá dar-se especial atenção uma vez que coincide com um período de marés vivas, onde a maior preia-mar irá registar 3.7 metros, no dia 26 de Setembro, pelas 16h18.

 

Apesar deste fenómeno ser regular na costa sul, recomenda-se que os banhistas e todos os que pratiquem atividades lúdicas no mar (embarcações de recreio, motas de água, gaivotas, entre outros) tenham em atenção as seguintes recomendações:

 

- Optar por praias vigiadas;

 

- Respeitar a sinalética das praias, nomeadamente os sinais das bandeiras, bem como os conselhos dos nadadores-salvadores e da Autoridade Marítima / Polícia Marítima;

 

- Manter uma hidratação permanentemente evitando os períodos de maior exposição solar;

 

- Não hesitar em pedir socorro quando em dificuldades, seja no mar ou mesmo em terra;

 

- Vigiar permanentemente as crianças e a uma distância próxima;

 

- Nadar sempre paralelamente à praia;

 

- Respeitar um intervalo de três horas após uma refeição normal antes de tomar banho;

 

- Não efetuar saltos para a água, a não ser em locais vigiados e específicos para o efeito, devendo ser evitadas as acrobacias;

 

- Não tomar banho e/ou nadar sob o efeito de álcool ou drogas;

 

- Respeitar os sinais de perigo de derrocadas das arribas;

 

- Evitar atividades lúdicas ou passeios no mar em condições meteo-oceanográficas menos favoráveis, nomeadamente com motas-de-água, gaivotas, stand-up-paddlle, entre outros, bem como passeios no mar e visitas a grutas, escolhendo para essas  atividades dias em que as condições de mar e vento estejam mais favoráveis.

 

Há Mar e Mar, há ir e Voltar!

 

Fonte: AMN

Booking.com
09
Ago18

3047: Obras na Fuseta deixam banhistas em risco

Tempo no Algarve

Desde fins de maio que decorrem as obras de enchimento da praia da Fuseta-Mar e o reforço do cordão dunar da ilha da Armona, na área da Fuseta. A grande afluência de banhistas, alguns dos quais não respeitam os sinais que delimitam as obras, está, contudo, a preocupar a Autoridade Marítima. Também têm sido detetados casos de embarcações que se aproximam demasiado da draga.

 

"Ontem [terça-feira] os agentes da Polícia Marítima detetaram cerca de duas dezenas de banhistas numa zona proibida e perigosa e que se encontra, aliás, bem identificada", revelou ao CM o comandante Nunes Ferreira, da Capitania do Porto de Olhão, que sublinhou existirem "riscos acrescidos" para os turistas.

 

"Não se trata apenas do facto de as máquinas estarem em operações, mas também da própria areia, que como ainda não está solidificada pode apresentar zonas de areias movediças", explicou aquele responsável, recordando que a areia que agora está a ser depositada é "proveniente da barra do canal da Fuseta" .

 

Nunes Ferreira frisou, por outro lado, que a navegação também deve ter em atenção os trabalhos em curso. "No fim de semana uma embarcação de recreio não respeitou os limites de velocidade definidos na zona e foi contra um cabo de trabalho da draga. Uma criança foi projetada da parte de trás para a frente do barco, mas felizmente ficou ilesa. A verdade é que este tipo de atuação poderia não só ter posto em causa a própria operação de dragagem como causado ferimentos graves nos tripulantes", revelou.

 

Atraso

O programa Polis é responsável pelas obras de dragagem no canal da Fuseta e a reposição de areia na praia da Fuseta-Mar. Os trabalhos deveriam ter sido concluídos em junho, mas atrasaram-se.

 

Queixas

Utentes da praia da Fuseta-Mar não compreendem porque é que estas obras decorrem em agosto. O início dos trabalhos foi atrasado devido a uma contestação ao concurso público.

 

Riscos

Os trabalhos em curso estão a decorrer fora das áreas concessionadas, mas há banhistas que procuram essas zonas - que estão com sinalização de obras - para se instalar, correndo riscos.

 

Fonte: CM

Booking.com
01
Jul18

3018: Duas praias de Albufeira fechadas a banhos por sujidade na água

Tempo no Algarve

As autoridades marítimas detetaram hoje mau cheiro e sujidade em duas praias do concelho de Albufeira, no Algarve, que foram interditadas a banhos por ordem da Administração da Região Hidrográfica do Algarve, disse o capitão do porto de Portimão.

 

Na origem dessa sujidade está “a chuva que se verificou nos últimos dias e que arrastou sujidade e trouxe mau cheiro de uma ribeira próxima, que desagua entre a praia dos Alemães e a praia do INATEL”, disse à agência Lusa o comandante Ricardo Arrabaça, capitão do porto de Portimão, cuja jurisdição abrange também a zona de Albufeira.

 

A situação foi detetada ao final da manhã e as autoridades marítimas “contactaram de imediato a Administração da Região Hidrográfica (ARH) do Algarve”, que determinou o encerramento das duas praias mais próximas da zona afetada.

 

“Foi hasteada a bandeira vermelha e as duas praias estão interditas a banhos, até que se confirme, através de análises, que a água já não tem nenhum problema”, disse ainda o capitão do porto de Portimão.

 

A mesma fonte referiu ainda que foi também “retirada a bandeira azul” enquanto se mantiver a situação.

 

Questionado sobre o tempo que pode demorar a levantar a interdição, a mesma fonte disse que não podia fazer uma estimativa certa, mas que, “sem querer pôr qualquer tipo de pressa à ARH, habitualmente, os resultados das análises deste tipo costumam ser no dia seguinte.

 

O capitão do porto acrescentou que “no local apenas se encontram os nadadores salvadores das concessões” para reforçar o alerta aos banhistas.

 

Fonte: Sapo 24

Booking.com
10
Jun18

3011: Ilha da Fuzeta sem praia até Julho

Tempo no Algarve

A época balnear já começou mas o acesso à praia da ilha da Fuseta, em Olhão, está comprometido.

 

As obras de dragagem no canal da Fuseta e a reposição de areia na praia da Fuseta-Mar, da responsabilidade do programa Polis, estão a impedir a utilização do cais de embarque e desembarque de acesso, travando a entrada de turistas na ilha.

 

A situação está a causar muitos problemas, em particular às empresas que fazem carreiras regulares para a ilha, como é o caso da Harmonia que já perdeu 60 mil euros. "Vivemos com o que não temos", lamentou ao CM Margarida Correia, gerente da empresa, que "trabalha no verão para investir nos barcos no inverno".

 

Segundo o concurso público, anunciado em janeiro deste ano, a obra tinha um prazo de execução de 180 dias e a praia estaria aberta aos utentes em junho.

 

Mas nada disso aconteceu. Entretanto, em maio, o presidente da Câmara de Olhão, António Pina, revelou que houve a contestação de um dos concorrentes ao concurso que atrasou o processo de adjudicação.

 

Questionada pelo CM, a Sociedade Polis Ria Formosa revela que as obras arrancaram no final de maio porque foi quando se reuniram as condições necessárias, admitindo que não há garantias de que a praia esteja aberta ao público em julho, pois tudo depende do estado do mar.

 

Quando terminarem as obras no cais da ilha da Fuseta, arrancam as dragagens do canal até à barra, até final do ano. Estes trabalhos incluem o reforço do cordão dunar. Os pescadores, também criticam a demora e alertam que a barra tem excesso de areia há muito tempo.

Fonte: CM

Booking.com
04
Out17

2817: Calor obriga a precaução nas praias algarvias

Tempo no Algarve

As temperaturas a ultrapassar os 30 graus na região, apesar de o outono já ter chegado, e o feriado de 5 de outubro que se aproxima vão deixar as praias algarvias mais convidativas e com mais afluência, nos próximos dias.

 

A Autoridade Marítima alerta que a época balnear já terminou e a vigilância é mais reduzida. "É muito provável que muitas praias que estiveram vigiadas durante o verão não estejam neste momento. As pessoas têm de ter o dobro da precaução e até olharem umas pelas outras e, especialmente, pelas crianças", alertou ao CM Rui Nunes Ferreira, o comandante da Capitania do Porto de Olhão, lembrando que antes do início da época balnear, com condições meteorológicas semelhantes, "houve fatalidades nas praias".

 

As temperaturas vão manter-se altas até ao fim de semana, altura em que começam a descer.

 

 Pormenores

40% das praias vigiadas

 

Apesar do fim da época balnear, devido ao bom tempo muitos concessionários decidiram aproveitar o feriado e o fim de semana, prevendo-se que 40% das praias estejam com vigilância de nadadores-salvadores.

 

20 pessoas morreram

 

Segundo dados oficiais, morreram 20 pessoas este ano nas praias portuguesas, 9 das quais fora da época balnear. Autoridade Marítima vai dedicar mais atenção aos areais.

 

Apesar dos alertas e sensibilização à população, a Autoridade Marítima vai ainda realocar alguns dos meios já existentes na região para promover mais patrulhamento nas praias algarvias. "Não vamos ter um reforço de meios especial, mas vai haver um esforço superior por parte da Autoridade Marítima, através do Instituto de Socorros a Náufragos (ISN) e da Polícia Marítima, para haver mais vigilância devido à afluência que se espera que haja", realça ainda Rui Nunes Ferreira.

 

Fonte: CM

Booking.com
01
Set17

Horário dos barcos de Olhão para as Ilhas Armona, Culatra e Farol

Tempo no Algarve
Horários de Verão
 
Carreiras entre Olhão e Armona
 
De 1 de Junho a 30 de Junho e de 1 de Setembro a 20 de Setembro
 

Olhão

Armona

07h30

07h50

09h30

10h00

11h30

12h00

12h30

13h00

14h30

15h00

15h30

16h00

17h30

18h00

18h30

19h15

19h45

20h00

 
De 1 de Julho a 31 de Agosto
 

Olhão

Armona

 

7h15 b)

07h30

07h50

08h15

09h00

09h30

10h00

10h30

11h00

11h30

12h00

12h30

13h00

13h30

14h00

14h30

15h00

15h30

16h00

16h30

17h00

17h30

18h00

18h30

19h15

20h00

20h30

 

Nota:
b)
 O horários das 07h15 não se efetua  aos sábados, domingos e feriados.
Realizar-se-ão os desdobramentos que se entender como convenientes.
As horas indicadas estão sujeitas a pequenas flutuações devido, não só, ao regime de marés, como, também, a possíveis dificuldades criadas por assoreamentos existentes no percurso e outros motivos.

 
 
Carreiras entre Olhão - Culatra - Farol
 
De 1 de Junho a 30 de Junho e de 1 de Setembro a 20 de Setembro
 

Olhão

Culatra

Farol

07h00

07h45

7h30

09h00 a)

09h30

10h00

11h00

13h00

12h45

15h00

15h30

16h00

17h15

17h45

18h15

19h30

20h00

20h20


a) De 1 a 14 de Junho e de 14 a 20 de Setembro não há a carreira das 09h00.
 
De 1 de Julho a 31 de Agosto
 

Olhão

Culatra

Farol

07h00

07h45

7h30

09h00

09h30

10h00

11h00

11h30

12h00

13h00

13h45

13h30

15h00

15h30

16h00

17h15

17h45

18h15

19h30

20h00

20h20



Horário de Inverno

 

Carreiras Olhão e Armona

 

De 21 de Setembro a 31 de Março

 

Olhão

Armona

08h30

09h00

12h00

12h30

15h00 c)

15h30

17h00

17h30

 

c) Esta carreira só se efetua durante o mês de outubro e de 15 de dezembro a 5 de janeiro, e aos sábados, domingos e feriados,
de 1 de novembro a 14 de dezembro e de 6 de janeiro a 14 de março.

 

De 1 de Abril a 31 de Maio

 

Olhão

Armona

8h30

09h00

10h00

10h30

12h00

12h30

15h00

15h30

17h00

17h30

19h00

19h30

 

Carreiras Olhão - Culatra - Farol

 

De 21 de Setembro a 31 de Maio

 

Olhão

Culatra

Farol

07h00

07h45

07h30

11h00

13h00

12h45 

15h00

15h30

16h00

18h30

19h00

19h15

 

Fonte: CMO

 

Booking.com
10
Jul17

2757: Albufeira alerta banhistas para arribas em risco

Tempo no Algarve

A Câmara de Albufeira, no Algarve, está a alertar os banhistas para os riscos da instabilidade e queda das arribas em praias do concelho, através de uma campanha de sensibilização que vai decorrer até ao mês de agosto.

 

"É fundamental que as pessoas percebam e que tenham consciência da existência de arribas instáveis, junto às quais não podem permanecer por razões da sua própria segurança", disse à agência Lusa a vereadora da Câmara de Albufeira com o pelouro da Proteção Civil, Ana Vidigal.

 

As ações de sensibilização da iniciativa "Arribas! Colabore - Evite o Acidente!" decorrem em 20 das 25 praias do concelho, em conjunto com a Autoridade Marítima Nacional, a Polícia Marítima e a Associação de Nadadores Salvadores de Albufeira (ANSA), ao longo dos meses de julho e agosto.

 

A informação que alerta para os principais riscos de queda das arribas e a forma de evitá-los é distribuída em folhetos, em português e em inglês, aos utentes das praias, nos acessos ao areal.

"Além da entrega da informação, é feita uma abordagem pessoal, na qual são explicados os procedimentos de segurança que os banhistas têm para se prevenirem dos riscos a que ficam expostos ao colocarem-se em zonas de perigo", frisou a vereadora.

Segundo Ana Vidigal, a iniciativa pretende ser "acima de tudo um meio de reduzir os riscos nas praias, porque o problema da instabilidade das arribas é real, sendo fundamental que os veraneantes adotem medidas preventivas, respeitem a sinalização de perigo, frequentem praias vigiadas, evitando abrigarem-se do sol e do vento na base das arribas".

"Devido à erosão natural, o risco de queda de detritos é permanente", alertou.

A autarca acrescentou que a campanha tem tido "boa aceitação e compreensão" de todas as pessoas, que ficam sensibilizadas e procuram locais no areal longe das zonas de risco.

"Temos verificado que, cada vez mais, as pessoas ficam afastadas das designadas zonas de perigo, o que nos faz crer que os alertas têm tido os resultados esperados", destacou.

Dois dos utentes das praias disseram à Lusa que "a campanha é benéfica para alertar os mais desprevenidos sobre um problema que, por vezes, se pensa que só acontece aos outros".

Carlos Figueiredo, que todos os anos utiliza as praias de Albufeira (distrito de Faro), disse à Lusa que não tem por hábito frequentar locais junto às arribas, "até porque está presente na memória o acidente ocorrido na praia Maria Luísa".

Em 2009, a derrocada de um penedo causou a morte a cinco pessoas na praia Maria Luísa, em Albufeira, no acidente mais grave envolvendo arribas registado em Portugal.

A vereadora com o pelouro da Proteção Civil disse ainda que os alertas sobre a queda das arribas se estendem às escolas do concelho, "para que a sensibilização se inicie nos mais jovens, os quais têm um papel preponderante para chamarem a atenção dos pais".

"O que nós queremos é que passem a palavra. É preciso sensibilizar e nós, cidadãos, temos essa responsabilidade, porque a proteção civil é uma responsabilidade de todos", concluiu a autarca.

Fonte: CM

Booking.com
06
Mai15

2324: Desmoronamentos naturais das arribas no Algarve inferiores à média anual

Tempo no Algarve

Os nove desmoronamentos registados nas arribas no Algarve durante o inverno passado, foram inferiores à média anual e apenas três vão necessitar de uma intervenção controlada, disse à Lusa o diretor regional da Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

“Este inverno, do ponto de vista estatístico, foi até muito suave, tendo em conta que apenas se registaram nove desmoronamentos, contrariando a média anual que é de 13”, indicou o geólogo Sebastião Teixeira, responsável regional no Algarve da APA.

De acordo com Sebastião Teixeira, na sequência dos desmoronamentos naturais, “foram efetuadas até dezembro de 2014, seis derrocadas controladas em arribas e há a necessidade de intervir em mais três”, até ao dia 01 de junho, altura em que tem início oficial a época balnear.

As derrocadas controladas em arribas consideradas instáveis, vão ocorrer nas praias do Monte Clérigo, no concelho de Aljezur, dos Careanos, em Portimão e na D. Ana, em Lagos.

“Os sinais de instabilidade nestas três zonas obrigam a que tenhamos que intervir, para acabar aquilo que a natureza começou”, destacou.

De acordo com Sebastião Teixeira, não há nenhum agravamento da instabilidade das arribas no litoral algarvio, “mas há que ter em atenção que as arribas são sempre instáveis”.

Paralelamente às operações de saneamento controlado das arribas, a APA irá colocar e substituir as placas de sinalização informativa e de alerta sobre o risco de permanência junto das arribas, no sentido de garantir a segurança dos utentes das zonas balneares.

“É importante que as pessoas conheçam quais são as zonas de risco de modo a evitá-las”, concluiu.

As faixas de risco e de segurança no areal são calculadas a partir de uma largura equivalente a uma vez e meia a altura da arriba.

 

Fonte: Região Sul

Booking.com

Calendário

Outubro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

reserva

Booking.com

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Facebook

Relógio

Misterwhat

Comentários recentes

  • Fotografia

    Ótimo informativo de previsão do tempo, a previsão...

  • CR

    Grandes treta as bolsas de estacionamento, são esp...

  • Susana

    Sei de fonte segura que já caíram uns flocos de ne...

  • Anónimo

    Parabéns !!!http://gerotempo.blogspot.pt/

  • Anónimo

    Afinal, posso, ou não, confiar nos horários public...

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search