Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Calendário

Junho 2019

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

reserva

Booking.com

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Facebook

Relógio

Misterwhat

Comentários recentes

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search

09
Jun19

3224: Sand City 2019 em Lagoa

Tempo no Algarve

O FIESA mudou para Lagoa e passa a chamar-se Sand City.

 

O Festival A SAND CITY, em Lagoa, é atualmente o Maior Festival de Esculturas em Areia do Mundo, sendo também considerado um dos melhores parques temáticos do Algarve por ser único e diferente, ocupa uma área de 6 hectares, é construído por mais de 60 artistas provenientes dos vários continentes que vem esculpir cerca de 65.000 toneladas de areia.

 

Nova localização na Estrada Nacional EN(125), mesmo em frente à Nobel International School Algarve, no concelho de Lagoa, onde durante anos funcionou um viveiro de jardinagem.

 

O Sand City está aberto de 8 de Junho a 30 de Novembro.

 

Preços:

Adultos: 11.90 €

Seniores: 9.50 €

Crianças: 6 aos 12 anos : 5.90 €

Entrada Livre - Até aos 5 anos

 

Para mais informações, consulte o site: www.fiesa.org

 

Fonte: Fiesa Sand City

Booking.com
27
Fev19

3176: Carnaval no Algarve 2019

Tempo no Algarve

Loulé

As selfies, popularizadas pelo Presidente da República, inspiraram a organização do Carnaval para a edição deste ano. “Circo Selfie” é o mote daquele que é o mais antigo corso do país e que constitui o principal cartaz turístico do Algarve nesta altura do ano.

Tendo a sátira política como ingrediente principal, e que tanto agrada aos visitantes, a Avenida José da Costa Mealha – conhecida como o “sambódramo louletano” – vai ser ocupada por palhaços, malabaristas, trapezistas e muitas personagens do mundo circense, totalizando perto de 600 figurantes. As escolas de samba, grupos de animação, cabeçudos, gigantones e uma série de performers irão juntar-se nesta “tenda de circo gigante” que será montada durante três dias (3, 4 e 5 de março) na principal artéria da cidade onde irão desfilar 14 carros alegóricos.

Durante a apresentação do evento à Imprensa, que decorreu na Oficina/Museu onde durante meses uma vasta equipa de criativos põe de pé um dos maiores corsos do país, por entre os carros ainda em construção e asi imagens de figuras de destaque da atualidade política, social, desportiva e social nacional e internacional, o autarca Vítor Aleixo enfatizou a grande novidade desta edição: a introdução de copos ecológicos no recinto do Carnaval. “Este ano os milhares de copos que servem para as pessoas beberem dentro dos bares serão copos de papel prensado e não de plástico como acontecia anteriormente. Trata-se de um material que pode ser reutilizado 3, 4, 5 vezes e, no fim, poderá ser objeto de um processo de compostagem e reaproveitado para a agricultura. É um material biodegradável que pode integrar o ciclo de atividade agrícola”, explicou o presidente da Câmara Municipal de Loulé.

Esta iniciativa vai ao encontro da preocupação ambiental e sustentabilidade que tem estado na base das políticas do Município. “Essa iniciativa reveste-se de grande importância, não apenas pela redução dos custos financeiros, mas sobretudo pelo sinal que dá em termos pedagógicos a todos os visitantes, turistas, foliões, no sentido de que nós fazemos a nossa parte no que diz respeito a cuidar do ambiente”, sublinhou o edil.

No vasto programa de iniciativas que decorrem durante as celebrações carnavalescas, Vítor Aleixo destacou o Carnaval Infantil (dia 1 de março, às 10h00), também este com uma forte componente pedagógica. “As crianças vivem a festa popular que é o Carnaval, com fortíssimas tradições locais, com o envolvimento das escolas, das crianças e dos professores. Ensinamos às crianças que a festa, a brincadeira, a diversão fazem parte da vida de cada um de nós”, considerou.

Já no contexto desportivo, de entre as iniciativas previstas, o presidente da Autarquia falou do “grande impacto” que se prevê com a realização do 45º Torneio Internacional de Vela de Carnaval, um clássico da modalidade nesta altura do ano. “Este ano será particularmente participado, teremos muito foco na mediatização deste acontecimento já que Vilamoura, como centro de atividades náuticas, está num processo de notoriedade externa crescente”, salientou.

A Autarquia estimula o público a participar e envolver-se mais ativamente neste evento vestindo “uma nova pele” daí que disponibilize o seu espólio de fatos para aluguer, na Loja do Carnaval, este ano a funcionar na Rua 1º de Dezembro.

Quanto à segurança, a organização faz questão de ser “muito rigorosa” uma vez que se trata de um evento com uma numerosa afluência de público daí que, todos os anos, seja aprovado pelas entidades competentes um Plano de Segurança.

O desfile decorre entre as 15h00 e as 17h30. As entradas têm um custo de 2 euros e todas as receitas de bilheteira revertem a favor de instituições de solidariedade do Concelho e do movimento associativo que participa no corso. “As IPSS locais são numerosas e fazem um trabalho de apoio social a idosos, crianças e pessoas em situação de carência verdadeiramente notável”, considerou ainda Vítor Aleixo.

Este ano, o investimento total da organização do corso rondou os 350 mil euros o que, segundo este responsável, corresponde a uma “ligeira redução” relativamente a 2018.

 

Quarteira e Alte

 

As celebrações do Carnaval têm na cidade de Loulé o principal palco na região algarvia. No entanto, no Concelho de Loulé existem outros desfiles que se destacam pela originalidade e entusiasmo dos foliões: Alte e Quarteira.

Nos dias 3 e 5 de março (domingo e terça-feira), aquela que já foi considerada uma das “aldeias mais portuguesas de Portugal” recebe o mais tradicional Carnaval do Algarve. Em Alte, a folia começa às 15h00, com o início do corso. À noite, pelas 21h00, a festa faz-se no baile na Casa do Povo, animado por Valter Cabrita a quem se junta, na terça-feira, Luisinho de Portugal (autor do hit “Põe a Mão na Cabecinha”). No dia 3 haverá um Concurso de Máscaras e no dia 5 serão entregues os prémios para os melhores carros alegóricos e melhores foliões.

Este é, sem dúvida, um corso marcado pela criatividade e empenho da organização daí que, ano após ano, atraia muitos visitantes a esta zona do interior. O preço dos bilhetes é de 2 euros.

No litoral, o Carnaval de Quarteira ganha cada vez mais espaço no programa de atividades desta época do ano. A Avenida Infante de Sagres recebe, nos dias 2, 3 e 5 de março, das 15h00 às 17h30, “A Volta ao Mundo em 3 dias”. O título da obra de Júlio Verne é o mote para este desfile, precisamente numa cidade marcada por várias nacionalidades. Tendo como pano de fundo a praia, esta vai ser uma viagem inesquecível durante três dias pelo reino da alegria.

Já no dia 6 de março, quarta-feira, pelas 21h00, as festividades em Quarteira encerram com outro grande momento: o Enterro de Entrudo.

O Carnaval de Quarteira tem entrada livre.

Estas são duas propostas diferentes, alternativas ou complementares ao desfile de Loulé, que contribuem também para mostrar a diversidade do Concelho de Loulé e para dinamizar a economia local destas duas localidades nesta altura do ano.

 
 

 

Fonte: CM Loule

 

Olhão e Moncarapacho

 

É já na próxima sexta feira, 1 de março, a partir das 10h00, que as crianças olhanenses têm o seu desfile de Carnaval, como habitualmente na Avenida da República. Cerca de 1.100 alunos que frequentam o pré-escolar e o 1º Ciclo das escolas públicas e privadas do concelho trazem para a rua a alegria e a irreverência características desta época.

 

O Município de Olhão e a empresa municipal Fesnima organizam, naquela que é uma das principais avenidas da cidade, um desfile infantil cheio de cor e ritmo, onde não faltarão artistas de rua e muita música. Estes festejos assinalam o início das comemorações carnavalescas no concelho, que se prolongam até 5 de março, dia de Entrudo.

Na sexta feira haverá ainda desfiles em Pechão, também às 10h00, na baixa ribeirinha da Fuseta, às 10h30, e em Moncarapacho às 11h15, onde participam os alunos das escolas ali situadas, numa organização do Município que conta com o apoio das respetivas juntas de freguesia, e onde também não faltará animação de rua promovida pela Autarquia.

O corso carnavalesco de Moncarapacho, o mais antigo da região algarvia e que nesta edição comemora 120 anos, traz à rua foliões de todo o Algarve e turistas nos dias 3 e 5 de março, a partir das 15h00. Organizada pela União de Freguesias de Moncarapacho e Fuseta, a Batalha das Flores conta com o apoio do Município de Olhão e da empresa municipal Fesnima.

Este ano, desfilam na Avenida da República, ao som da Banda Filarmónica 1º de Dezembro, de Moncarapacho, os jardins de infância das Luzinhas, do Centro de Educação e Desenvolvimento Infantil "Porta Mágica” da ACASO, da Cruz Vermelha de Pechão e da Cruz Vermelha de Olhão, do Infantário Maria Helena Rufino da Santa Casa da Misericórdia de Olhão, para além de várias turmas das escolas EB 2,3 Prof. Paula Nogueira, EB1/JI de Quelfes, EB Nº7, Nº6 e Nº1.

Os pequenos foliões desfilam envergando disfarces alusivos a temas como Príncipes e Princesas, Contos Tradicionais, Os Cupidos, Os Marinheiros, Olhão Usos e Costumes, Abelhas e Flores, Cultura Africana, Mundo da Fantasia, Mar, Lendas de Olhão, Instrumentos Musicais ou Jogos Tradicionais.

 

Fonte: CM Olhão

Booking.com
27
Fev19

3175: Feira dos Enchidos em Monchique 2019

Tempo no Algarve

Monchique é terra de muitas tradições. Quem visita o concelho, quer voltar e por isso a proposta para mais uma edição da Feira dos Enchidos é homenagear a tradição, os usos e os costumes.

 

Em busca da tradição e, através de unidades especialmente concebidas para este certame, os visitantes terão a oportunidade de apreciar os mais típicos sabores da gastronomia local.

 

A presença de várias Unidades de Produção de Enchidos e de Cozinhas Tradicionais conferem ao evento a genuinidade de sabores e saberes.

 

Para além da gastronomia, o artesanato tem também uma forte presença, havendo ainda stands dedicados à doçaria, medronho, pão e outros produtos, gerando assim um evento que agrega outras atividades económicas.

 

O público infantil terá uma zona privilegiada nesta 26ª edição. O “Espaço Bolota”, especialmente criado a pensar nos mais pequenos, proporcionará atelieres sobre o porco explorando a relação deste animal com a natureza, os seus hábitos alimentares, as características do seu habitat, a sua organização social e o imaginário humano com ele relacionado.


Estas oficinas, de carácter expressivo e criativo, permitirão que a criança integre estes conhecimentos de uma forma lúdica trabalhando criativamente.



O certame conta com a “Praça Sabores, a área de restauração que reúne diversas propostas gastronómicas.

 

O visitante poderá, ainda, assistir e participar no “Laboratório de Cozinha – Partilha de Saberes e Sabores” dinamizados pela Tertúlia Algarvia, tendo como principal foco de criação e confeção, os enchidos de Monchique.

 

Ainda na vertente gastronómica o visitante poderá assistir ao “Cataplay”, uma peça de teatro recheada de feitiços e contradições protagonizada por Mário Spencer e Tânia Silva. Mário interpreta o Afamado Al- Chef e Tânia é a Marafada Cozinheira. No final do espetáculo  os espectadores podem degustar uma receita de cataplana confeccionada pela equipa da Tertúlia Algarvia.

 

Em termos de animação musical, a edição deste ano oferece um cartaz com o Concerto da Carminho no dia 2 de março, às 22h00 e com o Concerto da Sara Tavares no dia 3 de março, às 19h00.

 

Irá decorrer, durante o certame, o Prémio Lima Duque atribuído a um produtor de enchidos, com o intuito de perpetuar a lembrança do Dr. Luís Fernando Maia de Lima Duque, médico veterinário e pessoa desde sempre ligada a esta feira.

 

O evento vai contar, ainda, com a presença da Unidade Móvel de Saúde da UCC Mons Cicus com o intuito de prestar serviços de rastreio à população, bem como com a presença da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve que tem como objetivo prestar esclarecimentos sobre assuntos relacionados com a agricultura e pecuária. Todos os interessados deverão contactar o Município a informar sobre o interesse nesta questão para marcação de horário durante a feira.

 

Organizado pelo Município de Monchique, o certame decorre das 10h00 às 23h00, no dia 2, e das 10h00 às 21h00 no dia 3, no Heliporto Municipal e tem entrada livre.

 

Programa

 

Dia 2

» 10h00 - Abertura da Feira e Receção aos expositores

» 10h00 - 22h00 - Oficinas para crianças no Espaço “Bolota”
- “Jardins Portáteis” - Oficina de construção tridimensional
- “Livros Pop Up” - Oficina de construção de livros
- “Monoprinting” - Oficina de impressão
- “A grande Árvore” - construção de um modelo de ecossistema
- “Uma história feita por todos” - escrita criativa

» 10h00 - 23h00 - Praça Sabores
Zona de restauração com produtos locais

» 11h00 - Abertura oficial da 26ª Feira dos Enchidos de Monchique pelo Presidente da Câmara Municipal de Monchique, Dr. Rui André
Visita aos produtores e expositores

» 11h30 - Laboratório de Cozinha - Partilha de Saberes e Sabores
Parceria: Tertúlia Algarvia

» 15h00 - Demonstração pela Academia de Karaté de Monchique

» 17h00 - Demonstração de Ginástica Rítmica pelo Clube Desportivo e Cultural da Nave

» 18h00 -  Cataplay
cataPlay uma peça de teatro recheada de duelos, feitiços e contradições, protagonizada por Mário Spencer e Tânia Silva. No final do espetáculo, os espetadores podem degustar uma receita de cataplana confecionada pela equipa.

» 22h00 - Concerto com Carminho

» 23h00 - Encerramento da Feira

 

Dia 3

» 09h00 - 12h00 - Passeio de BTT
Org.: Clube BTT Monchique

» 10h00- Marcha Corrida
Local de concentração: Piscinas Municipais de Monchique
Inscrições/informações: Piscinas Municipais - 282910234 | emanuel.varela@cm-monchique.pt;

» 10h00 - Abertura da Feira

» 10h00 - 21h00 - Oficinas para crianças no Espaço “Bolota”
- “Jardins Portáteis” - Oficina de construção tridimensional

- “Livros Pop Up” - Oficina de construção de livros
- “Monoprinting” - Oficina de impressão
- “A grande Árvore” - construção de um modelo de ecossistema
- “Uma história feita por todos” - escrita criativa

» 10h00 - 21h00 - Praça Sabores
Zona de restauração com produtos locais

» 11h00 - Laboratório de Cozinha - Partilha de Saberes e Sabores
Parceria: Tertúlia Algarvia

» 15h00 - Entrega do prémio Lima Duque pelo Presidente da Câmara Municipal de Monchique, Dr Rui André

» 18h00 -  Cataplay
cataPlay uma peça de teatro recheada de duelos, feitiços e contradições, protagonizada por Mário Spencer e Tânia Silva. No final do espetáculo, os espetadores podem degustar uma receita de cataplana confecionada pela equipa.

» 19h00 - Concerto com Sara Tavares

» 21h00 - Encerramento da Feira

 A decorrer durante a Feira dos Enchidos a Mostra Gastronómica pelos Restaurantes aderentes

Para facilitar a circulação de trânsito a organização coloca ao dispor um comboio com os seguintes horários e paragens:
- Sábado: 10h00 - 23h00
- Domingo: 10h00 - 21h00

Paragens:

  • Junto à entrada principal do pavilhão da feira
  • Largo dos Chorões/Praça de Táxis
  • Rotunda de S. Sebastião (Junto ao Eco Ponto)
  • Junto às Bombas do Intermaché/Rotunda

 

26ª Feira dos Enchidos

 

Fonte: CM Monchique

Booking.com
06
Fev19

3161: IX Feira de Chocolate em Loulé 2019

Tempo no Algarve

Realiza-se entre 9 de Fevereiro e 17 de Fevereiro de 2019, a 9ª edição da Feira de Chocolate em Loulé. O evento decorre no Mercado de Loulé.

 

Chocolate no Mercado de Loulé

  

A origem do chocolate remonta às civilizações pré-colombianas da América Central. A partir dos Descobrimentos, foi trazido para a Europa. O chocolate, tal como é consumido hoje, é resultado de sucessivos aprimoramentos realizados desde o início da colonização da América. O produto era consumido pelos nativos na forma de uma bebida quente e amarga. Os europeus passaram a adoçar e a misturar especiarias para adequá-lo ao seu gosto. Com o desenvolvimento dos processos industriais e técnicas culinárias, surgiu o chocolate com leite e depois na forma de um sólido. O Mercado de Loulé recebe mais uma feira deste “precioso” artigo, que delícia crianças e graúdos.

 

697.jpg

 

 

Fonte: CM Loulé

Booking.com
27
Dez18

3138: Passagem de Ano 2019 no Algarve

Tempo no Algarve

Garrafa de champanhe na mão, doze passas no bolso e muita energia nas pernas para dançar e assistir ao fogo de artifício. São estes os três principais requisitos para quem estiver a pensar celebrar a chegada do Novo Ano no Algarve, onde estão a ser preparadas festas ao ar livre para todos os gostos, quase todas junto ao mar e com entrada gratuita.

 

O Sul do país é habitualmente um dos locais mais procurados para celebrar a chegada de 2019. Como este ano o feriado de 1 de janeiro calha numa terça-feira e muitas pessoas têm a hipótese de fazer ‘ponte’ no último dia do ano, as perspetivas são ainda melhores.

Segundo confirmou ao CM o presidente da Região de Turismo do Algarve, João Fernandes, "estão reunidos todos os ingredientes para que seja uma excelente Passagem de Ano no Algarve, com previsões interessantes da vinda de mais turistas portugueses e espanhóis e a recuperação de britânicos".

 

Com o calendário e o bom tempo a ajudar, só falta a escolha do local, que está dependente do gosto musical. Em Lagos, a festa vai contar com um espetáculo dos Amor Electro, na praça do Infante. Já em Portimão, a animação começa com concertos de Richie Campbell (29) e de David Fonseca (30).

 

Na noite de 31 será a banda Axé Brasil a animar a Zona Ribeirinha, onde o céu será iluminado pelo fogo de artifício. Em Armação de Pera a festa vai acontecer junto à praia dos Pescadores, ao som da música brasileira de Edna Pimenta e dos DJ algarvios Geeks are. Em Albufeira, Fernando Daniel, Wilson Honrado e HMB prometem animar a praia dos Pescadores.

Mais para Sotavento, em Quarteira, a praça do Mar será o centro da animação com o DJ Rahim e Quinta do Bill. Já em Faro, a festa vai decorrer no jardim Manuel Bívar, com os Íris e a música eletrónica do DJ Chistian F.

 

No jardim Pescador Olhanense, em Olhão, sobe ao palco o Duo Reflexo.

 

Em Tavira, a festa será na praça da República, com A.S. Band e os DJ Sérginho e Kaycell.

 

Já em Monte Gordo, o grupo Republika promete aquecer a noite.

 

691.jpg

 

Fonte: CM

Booking.com
23
Ago18

3059: Festival F 2018 em Faro

Tempo no Algarve

O último grande festival de Verão regressa a Faro de 30 de Agosto a 1 de Setembro. Na 5ª edição, o Festival F volta a reunir nas zonas históricas da Vila Adentro e da Ria Formosa, os maiores nomes da música portuguesa, distribuídos por 7 palcos. A programação complementar conta com exposições, teatro (numa parceria com o LAMA - Laboratório de Artes e Media do Algarve), stand up comedy, animação de rua, video mapping, tertúlias, artes plásticas, programação infantil e artesanato de autor. O espaço de street food, um sucesso nas edições anteriores, reforça a sua oferta em 2018, não apenas através dos restaurantes e bares situados na Vila Adentro mas também com diversos food trucks. Os bilhetes para o Festival F já se encontram disponíveis nos locais habituais.

 

Sérgio Godinho, The Gift, Raquel Tavares, D.A.M.A, Moonspell, que apresentam o espectáculo *1755, The Legendary Tigerman, Diogo Piçarra, Aurea e Revenge of the 90’s são apenas alguns dos destaques de um cartaz vasto e diversificado, com mais de 40 artistas. Salvador Sobral integra o alinhamento deste ano, com um dos espectáculos mais aguardados, após ter sido cancelado em 2017. Eduardo Madeira, Hugo Sousa e Môce dum Cabréste são as primeiras confirmações para o palco de stand up comedy. A programação anunciada pode ser consultada abaixo.

 

Perto de 35.000 pessoas passaram pelo Festival F em 2017, numa edição marcada pelo crescimento, com a expansão do recinto e da programação, com uma terceira noite. Em 2018, perante o sucesso da edição anterior, o evento consolida este modelo, continuando a valorizar o património, com raízes bem estabelecidas na zona histórica da Vila Adentro e espraiando-se até à Ria Formosa, que durante três dias é enriquecida por uma programação cultural de referência.

 

O Festival F é uma iniciativa do Município de Faro, do Teatro Municipal de Faro, S.M., da Ambifaro e da produtora Sons em Trânsito.

 

 Horário e preços dos bilhetes
 

Abertura de portas: 18h00
Encerramento do recinto: 04h00


Passe 3 dias €40,00  
Bilhete Diário €15,00

Crianças até aos 12 anos não pagam bilhete.

Os passes de 3 dias e bilhetes diários comprados em pré-venda devem ser trocados por pulseira na entrada do evento.

Postos de venda: Teatro das Figuras, www.bol.pt, rede Fnac, Worten e CTT.

 

 

Cartaz

 

Resultado de imagem para festival f 2018 cartaz

 

Fonte: Festival F

Booking.com
21
Ago18

3058: Dias Medievais 2018 em Castro Marim

Tempo no Algarve
Cerca de 90.000 visitantes são esperados entre quarta-feira e domingo na vila algarvia de Castro Marim, durante os cinco dias da XXI Edição dos Dias Medievais, evento com cada vez mais preocupações ambientais.

 

Filomena Sintra, vice-presidente da Câmara de Castro Marim, organizadora da iniciativa, disse à agência Lusa ser difícil quantificar o número exato de pessoas que se deslocam à localidade durante os Dias Medievais, porque a entrada no castelo tem um custo e há pessoas que apenas visitam a vila.

 

“Temos uma estimativa de 90.000 visitantes, face àquilo que são as nossas vendas. No castelo seguramente entram menos pessoas, na ordem das 40.000 a 50.000, mas estimamos ter na ordem dos 90.000 visitantes entre a vila e o castelo, ao longo dos cinco dias”, afirmou Filomena Sintra.

 

A vice-presidente da autarquia algarvia, uma das 16 do distrito de Faro, explicou que, após ter comemorado a XX edição em 2017, o evento tem de “ser repensado” e “melhorar aspetos organizativos”, permitindo “trazer outras preocupações para o evento”, como a ecologia e o ambiente.

 

“Estamos a tentar converter os Dias Medievais de Castro Marim num eco evento, com redução da produção de resíduos. Já temos um copo de barro, que é o único que se pode utilizar no castelo, e são proibidos pratos descartáveis, e há zonas para lavagem de louça”, precisou.

 

A autarca destacou também a “valorização dos artesãos” do concelho no evento, “reforçando o apoio e a forma de contratação aos artesãos do território do município” e “incentivando jovens a pegar nessas artes para que possa ser dada continuidade ao evento ao longo dos anos e possa haver uma transmissão do saber fazer”.

 

Por outro lado, disse Filomena Sintra, haverá também “três zonas, uma no castelo e duas na vila, exclusivamente dedicadas às crianças, com perímetros delimitados, onde os pais podem estar de uma forma mais descontraída enquanto os filhos brincam”.

 

“Reforçámos também os dispositivos de segurança, dentro e fora do castelo, com o apoio das forças de segurança públicas, da proteção civil e dos bombeiros”, afirmou ainda a vereadora.

 

Filomena Sintra considerou que a animação e o cenário do castelo, com a recriação de 45 profissões, são “o que distingue os Dias Medievais de Castro Marim das outras recriações históricas do país”.

 

“O nosso grande investimento e, sem dúvida, na animação”, afirmou a autarca, referindo-se a um programa que integra grupos de música, de teatro, recriações de torneios medievais a cavalo, lutas de espadas, entre outras atuações.

 

Filomena Sintra destacou ainda a parceria entre a autarquia e a empresa de cafés Delta, que vai “colocar um estabelecimento” no evento e “as receitas reverterão para a Santa Casa de Misericórdia de Castro Marim.

 

Os bilhetes de acesso ao mercado e ao castelo são gratuitos até aos 11 anos e têm custos de três e sete euros, respetivamente, a partir dos 12 anos. O banquete medieval, no qual se pode participar mediante reserva, tem um custo de 35 euros por pessoas, enquanto um passe de cinco dias custa 15 euros, a partir dos 12 anos, 7,5 euros dos 07 aos 11 anos, sendo gratuito para as crianças até aos 05 anos.

 

Fonte: Lusa

Booking.com
14
Ago18

3053: Cartaz Fatacil 2018 em Lagoa

Tempo no Algarve

HISTÓRIA E ENQUADRAMENTO
A FATACIL - Feira de Artesanato, Turismo, Agricultura, Comércio e Indústria de Lagoa surgiu em 1980, com a 1ª Feira Regional de Lagoa, considerada uma iniciativa pioneira ao nível de certames empresariais no Algarve, num período em que o Turismo começou a ser o principal motor económico da região, favorecida pela localização da Cidade de Lagoa no centro litoral algarvio, junto ao seu principal eixo rodoviário, fatores que contribuíram para o sucesso imediato e o rápido crescimento da FATACIL, que passou a considerada desde finais dos anos 80 como a maior feira de atividades económicas do Sul de Portugal.

UMA MARCA DE PRESTÍGIO DO ALGARVE
A FATACIL assume-se como uma indiscutível plataforma para a criação e concretização de negócios do Verão algarvio, para a promoção e comercialização de marcas, produtos e serviços de empresas expositoras e patrocinadoras da feira, junto dos residentes e dos turistas nacionais e estrangeiros em férias no Algarve.

UMA OPORTUNIDADE PARA O SEU NEGÓCIO
A FATACIL tem créditos firmados na estratégia comercial de muitas empresas, como uma referência incontornável no calendário de feiras de atividades económicas generalistas em Portugal, tendo registado na última edição a presença de cerca de 700 expositores e mais de 170.000 visitantes.

UMA FEIRA ABRANGENTE E MULTIFACETADA
A FATACIL integra, além das grandes áreas de exposição de Agricultura, Comércio, Indústria, Artesanato, Gastronomia, complementos de animação de excelente qualidade, com destaque para os concertos musicais com artistas do top nacional, os espetáculos de arte equestre, as atuações de ranchos folclóricos e de outras interpretes genuínos da cultura portuguesa, que fazem da FATACIL o principal palco no roteiro de animação turística do verão algarvio.

 

Cartaz

 

 

 

Cartaz Picadeiro

 

 

Bilheteira

 

Ingressos
Bilhete Diário – 1 pessoa …………………….. €3,50
Bilhete Diário – Família (4 pessoas) ………… €12,50
Bilhete 10 Dias – 1 pessoa …………………… €20,00
 
– Os visitantes até aos 12 anos têm entrada gratuita, mediante a apresentação do respetivo documento de identificação;
– Os ingressos podem ser comprados nas bilheteiras do recinto durante os dias da Feira. Também podem ser adquiridos online através da BOL – Bilheteira Online.
 

 

Fonte: Fatacil

Booking.com
09
Ago18

3050: Feira Medieval de Silves 2018

Tempo no Algarve

A décima quinta edição da FEIRA MEDIEVAL DE SILVES realiza-se entre os dias 10 e 19 de agosto de 2018, no centro histórico desta cidade algarvia. Serão 10 dias de recriação histórica do período medieval da antiga capital do Reino do Algarve.

 

Elementos como a dança, a música e a poesia são fundamentais neste cenário, mostrando a vitalidade e a diversidade das artes no quotidiano árabe medieval e dando a conhecer uma cidade vibrante no que à cultura e às artes diz respeito.

 

Entre as 18h00 e a 01h00 os visitantes terão oportunidade de viver aventuras únicas, experiências memoráveis que os farão regressar a outras épocas, aos tempos áureos em que Silves era a capital do Al-Gharb.


Dois torneios a cavalo por dia, animação exclusiva no Castelo de Silves, manjares medievais, dança e animação, levarão os visitantes numa verdadeira viagem no tempo, onde será possível ter uma visão do que a cidade terá sido outrora e da sua importância incontornável na história da região. A azáfama nas ruas do centro histórico será constante, respirando-se uma atmosfera com características particulares, num ambiente e cenário únicos, constituídos pelo traçado peculiar do tecido urbano e pela imponência dos seus monumentos.

 

A Câmara Municipal de Silves, organizadora do evento, mantém a aposta neste evento de referência nacional, que promete ser uma das mais aliciantes propostas de animação da região.

 

Preços

 

A XV Feira Medieval de Silves já tem os preços de todos os seus eventos definidos, havendo, este ano, uma novidade: a possibilidade de quem o desejar poder jantar no Banquete “A Mesa Real”, localizado na Praça Al-Mutamid/Largo Maria Keil.

Este banquete, habitualmente destinado em exclusivo aos convidados da autarquia, será, este ano, aberto ao público que, desejando jantar na Feira e viver uma experiência diferente e exclusiva, o possa provar.

O menu é pensado para poder dar nota de alguns dos pratos medievais que habitualmente estariam nas mesas reais. Os interessados em provar estas iguarias deverão efetuar a compra da refeição com 24 horas de antecedência ou nas bilheteiras no recinto ou na BOL (https://www.bol.pt/), que terá um custo de 25,00€ por pessoa.


• Espetáculo no Castelo – 5,00€
• Torneio de Armas a Cavalo – 5,00€
• Entrada Diária (com copo) – 3,00€
• Entrada Diária (sem copo) – 2,00€
• Entrada de grupo (sem copo) – 8,00€ 
• Pulseira de Livre Circulação (até ao dia 9 de agosto) – 3,00€ (consulte aqui os locais de venda antecipada)
• Pulseira de Livre Circulação (depois do dia 9 de agosto) – 4,00€
• Aluguer de Traje (adulto) – 3,00€
• Aluguer de Traje (criança) – 2,00€
• “A Mesa Real” (Banquete) – 25,00€
• Experiência Medieval (adulto) – 60,00€
• Experiência Medieval (criança) – 30,00€

 

Bilhetes à venda na BOL.

 

Eventos diários

 

18h00
Abertura da Feira Medieval de Silves
Cortejo pelas Ruas e Largos da Medina

18h30
Leitura da Xaria do Dia
Portas da Cidade

20h00
Torneio de Armas
Praça Al-Mu’thamid

22h30
Espetáculo “Sitiados no Castelo: Do Cerco à Rendição”
Castelo

22h30
Torneio de Armas
Praça Al-Mu’thamid

 

» Saiba mais sobre os espetáculos aqui

 

Para mais informações, consulte: https://www.cm-silves.pt/pt/menu/979/xv-feira-medieval-de-silves.aspx

 

Fonte: CM Silves

Booking.com
09
Ago18

3049: Festival do Marisco 2018 começa amanhã em Olhão

Tempo no Algarve
O Festival do Marisco de Olhão começa já esta sexta feira, este ano com a presença de Marcel Lesoille, recordista do mundo de abertura de ostras. Até dia 15 de agosto, o Jardim Pescador Olhanense veste-se mais uma vez a rigor para receber o maior evento gastronómico a sul do País, ponto de passagem obrigatório no verão algarvio.
 
Uma gastronomia de excelência e um cartaz musical que traz à cidade cubista alguns dos nomes de maior sucesso são os motivos que trazem a Olhão, ano após ano, um número cada vez maior de visitantes, que procuram os mais frescos mariscos e bivalves, cozinhados das mais diversas formas, como só os olhanenses sabem.

 
As iguarias vindas do mar português e da Ria Formosa são acompanhadas por um cartaz musical de luxo, que este ano é composto por Agir (10 de agosto), Pedro Abrunhosa (11 de agosto), Ana Moura (12 de agosto), Vanessa da Mata (13 de agosto), Calema (14 de agosto) e Xutos & Pontapés (15 de agosto).

 
A edição de 2018 do Festival do Marisco traz a Olhão Marcel Lesoille, mestre cozinheiro francês e recordista do mundo de abertura de ostras.

 
Lesoille, que é também consultor e formador em produtos do mar, encontrar-se-á no espaço do Lusitano Ginásio Clube Moncarapachense no Festival do Marisco, todos os dias, até às 22h00, onde fará uma demonstração da sua “arte” e tentará chegar à marca das mil ostras abertas no período de uma hora.

 
Encontram-se, portanto, reunidos todos os ingredientes para que a edição de 2018 do Festival do Marisco de Olhão se salde em mais um sucesso, chegando mais uma vez às dezenas de milhares de visitantes nos 6 dias do certame.

 

Fonte: CM Olhão

Booking.com

Calendário

Junho 2019

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

reserva

Booking.com

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Facebook

Relógio

Misterwhat

Comentários recentes

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search