Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Calendário

Setembro 2021

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

anúncio

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Facebook

Relógio

Misterwhat

Comentários recentes

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search

05
Jan20

3342: Fases da Lua 2020

Tempo no Algarve

Fases da Lua 2020:

 

Janeiro 2020

Lua Nova - Dia 24 às 21:42

Quarto Crescente - Dia 3 às 04:45

Lua Cheia - Dia 10 às 19:21

Quarto Minguante - Dia 17 às 12:58

 

Fevereiro 2020

Lua Nova - Dia 23 às 15:32

Quarto Crescente - Dia 2 às 01:42

Lua Cheia - Dia 9 às 07:33

Quarto Minguante - Dia 15 às 22:17

 

Março 2020

Lua Nova - Dia 24 às 09:28

Quarto Crescente - Dia 2 às 19:57

Lua Cheia - Dia 9 às 17:48

Quarto Minguante - Dia 16 às 09:34

 

Abril 2020

Lua Nova - Dia 23 às 03:26

Quarto Crescente - Dia 1 às 11:21

Lua Cheia - Dia 8 às 03:35

Quarto Minguante - Dia 14 às 23:56

Quarto Crescente - Dia 30 às 21:38

 

Maio 2020

Lua Nova - Dia 22 às 18:39

Quarto Crescente - Dia 30 às 04:30

Lua Cheia - Dia 7 às 11:45

Quarto Minguante - Dia 14 às 15:03

 

Junho 2020

Lua Nova - Dia 21 às 07:41

Quarto Crescente - Dia 28 às 09:16

Lua Cheia - Dia 5 às 20:12

Quarto Minguante - Dia 13 às 07:84

 

Julho 2020

Lua Nova - Dia 20 às 18:33

Quarto Crescente - Dia 27 às 13:32

Lua Cheia - Dia 5 às 05:44

Quarto Minguante - Dia 13 às 00:29

 

Agosto 2020

Lua Nova - Dia 19 às 03:42

Quarto Crescente - Dia 25 às 18:58

Lua Cheia - Dia 3 às 16:59

Quarto Minguante - Dia 11 às 17:45

 

Setembro 2020

Lua Nova - Dia 17 às 12:00

Quarto Crescente - Dia 24 às 02:55

Lua Cheia - Dia 2 às 06:22

Quarto Minguante - Dia 10 às 10:26

 

Outubro 2020

Lua Nova - Dia 16 às 20:31

Quarto Crescente - Dia 23 às 14:23

Lua Cheia - Dia 1 às 22:05

Quarto Minguante - Dia 10 às 01:39

Lua Cheia - Dia 31 às 14:49

 

Novembro 2020

Lua Nova - Dia 15 às 05:07

Quarto Crescente - Dia 22 às 04:45

Lua Cheia - Dia 30 às 09:30

Quarto Minguante - Dia 8 às 13:46

 

Dezembro 2020

Lua Nova - Dia 14 às 16:17

Quarto Crescente - Dia 21 às 23:41

Lua Cheia - Dia 30 às 03:82

Quarto Minguante - Dia 8 às 00:37

 

Fonte. OAL

19
Jan19

3150: Eclipse Total da Super Lua (21/01/2019)

Tempo no Algarve

Na madrugada de 21 de janeiro vai ocorrer um eclipse total da Lua, que se encontra em Super Lua. A Lua entra na penumbra da Terra às 2h35min e a partir deste instante a Lua escurece progressivamente adquirindo tons mais acinzentados. A seguir, às 3h34min a Lua entra na sombra da Terra, começando a ficar com tons mais avermelhados e acastanhados.

 

O começo do eclipse total ocorre às 4h41min, quando a Lua entra totalmente dentro do cone de sombra da Terra. Embora fique totalmente na sombra, a Lua não deixa de ser visível mas apresenta uma cor avermelhada e acastanhada. De facto, durante um eclipse lunar os raios solares incidem na Lua após atravessarem a atmosfera terrestre onde são dispersados e perdem uma grande quantidade de luz azul e verde. Assim, durante o eclipse, a Lua não é iluminada com luz branca mas sim com luz mais avermelhada.

 

O máximo do eclipse ocorre às 5h12min e, passados 4 minutos, pelas 5h16min ocorre o instante da fase de Lua Cheia. Como o instante de Lua Cheia ocorre próximo do do perigeu (que atingirá no final do dia) teremos então um Eclipse Total da Super Lua.  Pelas 5h44min termina o eclipse total e progressivamente a Lua sairá da sombra, perdendo o tom avermelhado e ganhando o tom de cinzento-escuro e, por fim às 7h50min a Lua sai completamente da penumbra voltando à sua tonalidade habitual. Mais tarde às 19h59min, a Lua estará no perigeu da sua órbita a uma distância de 357342 km da Terra. Esta proximidade faz com a Lua pareça 14% maior no céu do que quando a Lua cheia ocorre no apogeu.

O próximo Eclipse Total da Super Lua ocorrerá no dia 26 de maio de 2021!

 

A visibilidade da Lua

 

O eclipse será visível  com o mesmo aspeto em todos os lugares da Terra que nesse momento tenham a lua acima do horizonte. Assim, as pessoas que terão oportunidade de ver este Eclipse Total da Super Lua serão aquelas que vivem em Portugal continental e insular, na Europa, bem como na África, América do Sul, América do Norte, extremo leste da Ásia, Oceano Atlântico e Oceano Pacífico.

 Em resumo, a progressão do eclipse em Portugal (hora de Portugal continental) será a seguinte:

A lua entra na penumbra às   …………………………..       02:35

A Lua entra na sombra às   ……………………………..      03:34

Meio do eclipse às   ……………………………………….       05:12

A Lua sai da sombra às   …………………………………      06:51

A lua sai da penumbra às   ………………………………      07:50

Grandeza do eclipse = 1,201 considerando o diâmetro da lua como unidade.

 

O brilho da Lua

 

Normalmente a Super Lua apresenta-se 30% mais brilhante do que uma Lua cheia habitual. Ora,  isto não acontecerá durante um eclipse, em que há uma diminuição de luminosidade. A melhor altura para observar a Super Lua em todo o seu esplendor é como habitualmente no seu nascimento, que no dia 20 ocorre às 17h06min. A Super Lua aparecerá no horizonte como uma Lua gigante avermelhada. Note-se no entanto que este avermelhamento da Lua é diferente do que ocorre durante o eclipse. Enquanto que durante o eclipse, a Lua é iluminada por luz avermelhada,  durante o nascimento/ocaso a Lua é iluminada por luz branca que é posteriormente refletida para a Terra e se torna avermelhada quando dispersa na atmosfera terrestre.

A sombra (umbra) não é uma região de escuridão total. Embora não receba luz direta do Sol, recebe luz indireta, refractada pela atmosfera da Terra. Essa luz é avermelhada pois os comprimentos de onda menores (luz azul e verde) são filtrados e espalham-se pela nossa atmosfera. Daí a origem do nome “Lua de sangue”. Muitas vezes durante um eclipse total, a Lua adquire uma coloração muito bonita que pode variar de um tom amarelo-escuro a um vermelho-alaranjado bastante vivo, ou mesmo cor de cobre. Estas tonalidades estão classificadas pela escala de Danjon (ver figura) e a sua formação  depende essencialmente da quantidade de poeiras existentes na atmosfera. A longa duração do eclipse poderá permitir observar uma progressão das tonalidades na Lua.

Fonte: OAL

09
Jan19

3145: Fases da Lua 2019

Tempo no Algarve

Fases da Lua 2019:

 

Janeiro 2019

Lua Nova - Dia 6 às 01:28

Quarto Crescente - Dia 14 às 06:45

Lua Cheia - Dia 21 às 05:16

Quarto Minguante - Dia 27 às 21:10

 

Fevereiro 2019

Lua Nova - Dia 4 às 21:04

Quarto Crescente - Dia 12 às 22:26

Lua Cheia - Dia 19 às 15:54

Quarto Minguante - Dia 26 às 11:28

 

Março 2019

Lua Nova - Dia 6 às 16:04

Quarto Crescente - Dia 14 às 10:27

Lua Cheia - Dia 21 às 01:43

Quarto Minguante - Dia 28 às 04:10

 

Abril 2019

Lua Nova - Dia 5 às 09:50

Quarto Crescente - Dia 12 às 20:06

Lua Cheia - Dia 19 às 12:12

Quarto Minguante - Dia 26 às 23:18

 

Maio 2019

Lua Nova - Dia 4 às 23:45

Quarto Crescente - Dia 12 às 02:12

Lua Cheia - Dia 18 às 22:11

Quarto Minguante - Dia 26 às 17:34

 

Junho 2019

Lua Nova - Dia 3 às 11:02

Quarto Crescente - Dia 10 às 06:59

Lua Cheia - Dia 17 às 09:31

Quarto Minguante - Dia 25 às 10:46

 

Julho 2019

Lua Nova - Dia 2 às 20:16

Quarto Crescente - Dia 9 às 11:55

Lua Cheia - Dia 16 às 22:38

Quarto Minguante - Dia 25 às 02:18

 

Agosto 2019

Lua Nova - Dia 1 às 04:12

Quarto Crescente - Dia 7 às 18:31

Lua Cheia - Dia 15 às 13:29

Quarto Minguante - Dia 23 às 15:56

Lua Nova - Dia 30 às 11:37

 

Setembro 2019

Lua Nova - Dia 28 às 19:26

Quarto Crescente - Dia 6 às 04:10

Lua Cheia - Dia 14 às 05:33

Quarto Minguante - Dia 22 às 03:41

 

Outubro 2019

Lua Nova - Dia 28 às 03:38

Quarto Crescente - Dia 5 às 17:47

Lua Cheia - Dia 13 às 22:08

Quarto Minguante - Dia 21 às 13:39

 

Novembro 2019

Lua Nova - Dia 26 às 15:06

Quarto Crescente - Dia 4 às 10:23

Lua Cheia - Dia 12 às 13:34

Quarto Minguante - Dia 19 às 21:11

 

Dezembro 2019

Lua Nova - Dia 26 às 05:13

Quarto Crescente - Dia 4 às 06:58

Lua Cheia - Dia 12 às 05:12

Quarto Minguante - Dia 19 às 04:57

 

Fonte. OAL

24
Jul18

3033: Eclipse lunar dia 27 de Julho (6ª feira)

Tempo no Algarve

Está a aproximar-se o maior eclipse lunar total do século XXI. O fenómeno astronómico, conhecido por "Lua Sangrenta", ocorre no próximo dia 27 de Julho e vai pintar a Lua de tons avermelhados. O céu vai ficar mergulhado em escuridão por uma hora e 43 minutos.

 

Durante este tempo, o satélite vai estar completamente tapado pela sombra da Terra – em Portugal, o eclipse será apenas parcial, sendo que parte da Lua ficará coberta pela sombra da Terra e a restante parte não.

 

"Este é um eclipse muito interessante," afirmou à revista TIME Noah Petro, geólogo planetário no Centro de Voo da NASA, nos EUA. O cientista referiu ainda que este evento tem uma significado especial, "por ser o mais longo eclipse que acontecerá este século".

 

Mas o que é um eclipse lunar?


Um eclipse da Lua acontece quando esta, a Terra e o Sol estão alinhados e a Lua coloca-se atrás da sombra da Terra. A parte mais escura da sombra, a umbra, é o que torna possível o fenómeno, que acontece tipicamente três vezes por ano - a última delas no dia 31 de Janeiro deste ano, eclipse que ficou conhecido por "Lua Sangrenta Azul".

 

O eclipse classifica-se, no entanto, pelos vários tipos de sombra da Terra e de como tapam a Lua. No eclipse total, a Lua vai ficar vermelha devido à reflexão da luz do Sol sobre a atmosfera da Terra durante o pôr e o nascer do sol. "É como se o nosso planeta projectasse o nascer e o pôr-do-sol simultaneamente na Lua", exemplificou Petro.

 

Haverá ainda o eclipse lunar penumbral, em que a Lua passa pela penumbra da Terra – a região da sombra que recebe apenas alguma luz do Sol – e o eclipse lunar parcial, que é um misto das duas anteriores.









 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


"Quando estiver completamente engolida, a Lua vai ficar em tons de cobre ou vermelho do sangue", afirmou Petro. "No ponto mais alto do eclipse, estará em vermelho vivo." E, ao contrário de um eclipse solar, neste fenómeno não será necessário usar protecção específica, sendo possível ver a Lua eclipsada a olho nu.

 

E qual o melhor local para ver o eclipse?


Enquanto o eclipse lunar não será visível nos Estados Unidos da América – para pena do seu presidente, Donald Trump -, a Grécia, o Médio Oriente e África serão os locais predilectos para presenciar o evento celestial.

 

De acordo com uma lista da revista TIME, as cidades com melhor visibilidade e maior duração do eclipse são: Cairo, no Egipto; Limassol, no Chipre; Santorini, na Grécia; Dubai, nos Emirados Árabes Unidos e Harare, no Zimbabué.















A melhor hora dependerá, claro, do local onde estiver. Na América do Sul, Oeste de África e Europa – como Portugal-, o eclipse lunar apenas será parcialmente visível após o pôr-do-sol, assim que a Lua começar a subir o céu. No Este da Ásia, Oceânia e o Oeste do Oceano Pacífico, o fenómeno será visível enquanto o sol for nascendo.

 

Para quem não puder acompanhar este eclipse lunar total, não precisa de desesperar. O próximo será no dia 21 de Janeiro de 2019, com duração de uma hora e dois minutos e também poderá ser visto (parcialmente) em Portugal

 

Fonte: Sábado

 

 

 

 

 

07
Ago17

2780: Eclipse parcial da Lua esta noite

Tempo no Algarve

A Lua vai nascer com menos brilho, esta segunda-feira, devido a um eclipse parcial. O fenómeno é visível em Portugal, mas não vai poder ser observado na sua totalidade.

 

O início do eclipse é às 16:48 e atinge o auge às 19:21. Contudo, em Lisboa, a Lua só nasce às 20:35, quando já está na penumbra, portanto não será possível ver o eclipse na fase máxima. O espetáculo termina às 21:53, quando a Lua sai da penumbra.

 

Em Portugal continental e nas Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira o eclipse será visível apenas na penumbra pois começa quando o nascimento da lua já se encontra dentro da penumbra”, pode ler-se no site do Observatório Astronómico de Lisboa.

 

Na Madeira, a Lua nasce às 20:57 e o fim do fenómeno é às 21:53. Já nos Açores, o nascimento da Lua é às 20:41 e o eclipse termina às 20:53.

 

Na Ásia, na Oceânia e no Leste de África vai ser possível ver o eclipse na sua totalidade.

 

O Observatório explica que o eclipse parcial da Lua “é um fenómeno celeste que ocorre quando a Lua penetra, parcialmente, no cone de sombra projetado pela Terra. Isto acontece sempre que o Sol, a Terra e a Lua se encontram próximos ou em perfeito alinhamento, estando a Terra no meio destes outros dois corpos. O eclipse parcial da Lua só pode ocorrer quando coincide com a fase de Lua cheia e passagem dela pelo seu nodo orbital”

 

Fonte: TVI24

27
Set15

2418: Eclipse total da Super Lua a 28 de Setembro de 2015

Tempo no Algarve

É já na noite de domingo para segunda-feira que se poderá observar um eclipse total da Lua especial, que não se via há mais de 30 anos. O fenómeno poderá ser visto em Portugal, na madrugada de segunda-feira, quando a Lua atravessar a sombra da Terra, ganhando a cor da ferrugem.

 

Nessa altura, a Lua vai estar particularmente perto de nós, no chamado perigeu. A órbita da Lua é elíptica. Por isso, numa parte da sua órbita ela fica mais perto da Terra e noutra parte fica mais longe. Na madrugada de domingo, o satélite natural da Terra estará apenas a 356.877 quilómetros de distância, ou seja, 49.600 quilómetros mais próximo de nós do que se estivesse no ponto mais distante, o apogeu.

 

A órbita da Lua e o seu perigeu não coincidem com as fases lunares. Mas no domingo será dia de Lua cheia. Como ela estará especialmente perto, o resultado é que parecerá 14% maior e terá 30% mais brilho do que se estivesse no apogeu. Nesta situação, estamos na presença de uma super-Lua. Será então uma super-Lua que vai sofrer um eclipse, o que é uma conjugação bastante rara. Apesar dos eclipses lunares acontecerem duas vezes por ano, a última vez que a Terra tapou uma super-Lua foi em 1982, há 33 anos, e a próxima só acontecerá em 2033, daqui a 18 anos.

 

Segundo o site do Observatório Astronómico de Lisboa, a Lua vai entrar na penumbra na madrugada de segunda-feira à 1h10 (hora do continente), quando deixar de ser tocada por parte dos raios solares. A partir das 2h07, ficará completamente à sombra da Terra durante três horas e vinte minutos. Sairá da sombra às 5h27 e da penumbra às 6h24, marcando o fim do eclipse.

 

Durante a fase em que atravessar a região da sombra, a Lua não estará completamente escurecida, poderá antes apresentar um brilho avermelhado, de ferrugem. Esta cor é causada pela atmosfera da Terra, que dispersa os raios e absorve muitos deles, principalmente aqueles que estão no comprimento de onda do azul e do verde. Desta filtragem resulta que, durante o eclipse, a Lua é iluminada não com luz branca mas sim com luz avermelhada.

 

O eclipse será visto em todos os locais da Terra que naquele momento têm a Lua acima do horizonte: em Portugal continental, nos Açores e na Madeira, na Europa Ocidental, na África Ocidental, na América do Sul e Central e no Leste da América do Norte.

 

Quem não estiver disposto a ficar acordado durante a madrugada de segunda-feira – que será uma noite amena com uma mínima de 17 graus, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera – poderá ver, já durante o dia de domingo, uma super-Lua também encarnada, embora brilhante. O astro irá nascer às 19h10 e também terá nessa altura a cor da ferrugem. Mas ao contrário do fenómeno do eclipse, a luz que atingirá então a Lua é branca. No entanto, como a luz do Sol que é reflectida pela Lua chega até nós atravessando a atmosfera terrestre, parte dessa luz também é absorvida e perdida, restando no final, aos nossos olhos, uma Lua vermelha.

 

Fonte: Publico

15
Mar15

2290: Eclipse Parcial do Sol no dia 20 de Março 2015 em Portugal

Tempo no Algarve

No dia 20 de Março de 2015 ocorre um eclipse total do Sol que será visível como eclipse parcial em todo o território português. O eclipse total será visível no extremo norte do oceano Atlântico, nas Ilhas Faroé, Svalbard e região Ártica (passa no pólo norte), numa faixa com largura entre os 410 e os 480 km.

Em Agosto de 2008 a tripulação da ISS (Estação Espacial Internacional) fotografou a faixa de totalidade dum eclipse que também percorreu a região Ártica do planeta (na foto à esquerda, clique para ver maior). Note-se a gradação da iluminação crescente saindo da zona da umbra e entrando pela penumbra solar, além da coloração amarelada (realista pois é reflexão no gelo branco) devida à dispersão atmosférica.

Não teremos a sorte dum eclipse total em Portugal, mas a percentagem da parcialidade atinge os 77% nas ilhas do Corvo e das Flores, nos Açores, sendo menor para latitudes inferiores (veja nos mapas).

ATENÇÃO: a observação do Sol pode ser perigosa!

 

Certifique-se que conhece todos os perigos e as formas seguras de observar. Consulte a nossa página com informação completa: OBSERVAR O SOL EM SEGURANÇA

A duração total do eclipse aproxima-se das 2h com início cerca das 8h UT, o máximo próximo das 9h e o término perto das 10h. Os tempos exatos bem como as percentagens de área solar coberta, para as várias capitais de distrito do continente (62% a 74%) e para as regiões autónomas dos Açores (70% a 77%) e da Madeira (~57%).

 
 
 

Sendo produzidas pelo HM Nautical Almanac Office, pode ver aqui animações do eclipse parcial em várias cidades do continente: Braga, Porto, Coimbra, Lisboa e Faro.

Coimbra_eclipse2015Mar20_anim

 

Fonte: OAL

02
Nov13

1948: Eclipse parcial do Sol visível amanhã em Portugal

Tempo no Algarve

No próximo domingo, a 3 de Novembro, olhe-se para o céu por volta do meio-dia. Uma pequena sombra vai cair sobre Portugal continental, que será mais escura nos arquipélagos dos Açores e da Madeira. Um eclipse parcial do Sol estará a essa hora em crescendo, atingindo o pico, em Lisboa, às 12h23, com 14% do Sol ocultado.

 

Mas quem estiver na região equatorial de África vai ter direito ao fenómeno completo. No Gabão, às 13h52 (hora de Lisboa), a Lua vai passar em frente à Terra e tapar completamente o Sol.

 

Países vizinhos vão conseguir ver um eclipse parcial considerável. Em Cabo Verde, o Sol vai ficar 85% encoberto às 11h59 (hora de Lisboa). Em Bissau, será de 82%, às 13h44; e em Luanda será de 73%, às 14h02. São Tomé vai ter um eclipse quase completo: 98% do Sol vai ficar escondido às 13h44.

 

O fenómeno astronómico será ainda visível no leste da América do Norte, no Norte da América do Sul, no extremo da Europa Ocidental, na África e no Médio Oriente.

 

Em Portugal continental, a sombra do eclipse vai aumentando de norte para sul. Segundo dados do Observatório Astronómico de Lisboa, em Bragança vai ver-se uma sombra ténue. O eclipse parcial começará aqui às 11h53 e terminará às 13h01. Só 7,5% do Sol é que ficará ocultado, provocando um obscuridade de 2,4%. Em Faro, o eclipse dura entre as 11h35 e as 13h18, com 16% de ocultação do Sol às 12h26, com uma obscuridade de 7,9%.

Os Açores e a Madeira estão mais próximos da linha em que o eclipse vai traçar na Terra. Em Ponta Delgada, o Sol vai ficar 33% oculto, com 21,7% de obscuridade. Aqui, o eclipse parcial inicia-se às 9h47 (hora local) e termina às 11h52, sendo a maior fase às 10h47. No Funchal, o eclipse iniciar-se-á às 10h58, atingindo a maior fase às 12h05 e terminando às 13h17. O Sol irá ficar tapado em 34% e os madeirenses vão observar uma obscuridade de 22,6%.

O Centro de Interpretação Ambiental da Pedra do Sal, em São Pedro do Estoril, perto de Cascais, abrirá as portas abertas e terá telescópios apontados ao céu no domingo para ver o eclipse parcial do Sol, entre as 11h30 e as 13h30. A participação é gratuita.

 

No Observatório Geofísico e Astronómico da Universidade de Coimbra, a partir das 11h, vai haver um conjunto de actividades sobre o eclipse parcial do Sol. A iniciativa, chamada Uma Dentadinha no Sol, conta com a palestra Eclipse Solar? O que É?, a observação do fenómeno pelo telescópio, uma visita à colecção do observatório e, finalmente, uma ligação em directo com São Tomé e Príncipe, onde o eclipse será quase total. Esta última actividade integra-se num programa denominado Eclipse 2013 – História e Ciência no Príncipe, a ocorrer no país africano, que conta com o apoio de algumas instituições portuguesas como o Museu de Coimbra ou o Observatório Astronómico de Lisboa.

No Observatório Astronómico de Lisboa, também haverá uma sessão de observação do eclipse parcial. No local, estarão disponíveis telescópios com filtros apropriados para o público poder observar este fenómeno. A sessão inicia-se às 11h e termina às 13h30.

Durante a observação do eclipse é importante usar óculos e filtros especializados, pois não há outra forma de olhar para o Sol com segurança. Sem filtros, olhar para o Sol pode causar cegueira.

 

O próximo eclipse solar observável em Portugal ocorrerá em 2015.

 

Fonte: Publico

Calendário

Setembro 2021

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

anúncio

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Facebook

Relógio

Misterwhat

Comentários recentes

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search