Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Calendário

Janeiro 2012

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

reserva

Booking.com

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Facebook

Relógio

Misterwhat

Comentários recentes

  • Tempo no Algarve

    Olá Cláudia.Desde já, agradeço a sua informação e ...

  • Cláudia

    Olá!Queria avisar que já descobri os novos horário...

  • Tempo no Algarve

    Olá Cláudia. A empresa que efectua o transporte ai...

  • Cláudia

    Olá! Podem actualizar o horário para Julho 2018, p...

  • Tempo no Algarve

    Pode clicar na localização no local de embarque e ...

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search

31
Jan12

1510: Situação de seca em janeiro de 2012

Tempo no Algarve

De acordo com a informação do Observatório de Secas do Instituto de Meteorologia, I.P., no final do mês de janeiro a totalidade do território do
continente encontrava-se em situação de seca meteorológica, com 11% em seca severa, 76% em seca moderada e 13% em seca fraca.

Os valores de precipitação registados neste mês foram muito inferiores aos respetivos valores normais para janeiro, com um total mensal de 16.3mm, correspondendo a menos de 15% do valor normal o que se traduz numa precipitação total de menos 101mm.

O total de precipitação registada no mês de janeiro deste ano é comparável com os valores normais dos meses de verão, julho (13.8mm) e agosto
(13.7mm).

O ano hidrológico, iniciado em outubro de 2011, apresenta valores de precipitação abaixo do normal, com exceção do mês de novembro que se
classificou como chuvoso

A precipitação registada no continente neste ano hidrológico é, no entanto, superior aos valores verificados na pior situação de seca da última década (2004/2005) até final de janeiro, situação esta fundamentalmente devida à quantidade de precipitação ocorrida durante o mês de novembro.

Esta situação de seca meteorológica resulta da situação sinótica que tem prevalecido, caracterizada pela localização do anticiclone dos Açores que estendendo-se em crista para o território continental vem impedindo que este seja influenciado pelas superfícies frontais normalmente responsáveis
pela precipitação em Portugal nesta época do ano.

Para os próximos 10 dias continua a não se prever precipitação, à exceção de quarta-feira, 1 de fevereiro, em que se prevê a ocorrência de chuva fraca, especialmente no litoral norte e centro do território continental.

Em termos de cenários de evolução da seca meteorológica para fevereiro, e tendo em conta a previsão elaborada pelo Centro Europeu de Previsão do Tempo a Médio Prazo, o cenário mais provável no final do mês aponta para o aumento da severidade da situação de seca meteorológica em Portugal continental.

Em termos de previsão para a primavera, a informação disponível multimodelo continua a prever valores abaixo do normal em todo o território continental a norte do sistema montanhosos Montejunto-Estrela, embora esta informação deva ser utilizada com alguma reserva tendo em conta a fiabilidade que este tipo de previsão ainda tem para a latitude de Portugal Continental.

 

- Para mais informação consulte documento: Ano Hidrológico 2011/2012 – Situação atual (janeiro 2012).

 

Fonte: IM

Booking.com
31
Jan12

Dados da Estação Meteorológica em Olhão (não oficial)

Tempo no Algarve

Dados referentes ao mês de Janeiro de 2012

 

Dia

Temperatura

Máxima (ºC)

Temperatura

mínima (ºC)

Precipitação

(mm)

              Observações            
1 18.2 6.7 0 Céu pouco nublado
2  19.7  9.2   1  Céu nublado 
3 18.1 7.0   0  Céu limpo 
4 19.0 6.0   0  Céu limpo 
5  21.6  7.8   0  Céu limpo 
6 16.9 4.6   0  Céu limpo 
7  18.7  4.5   0  Céu pouco nublado 
8  17.6  10.0   0  Céu limpo 
9 15.9 5.2   0  Céu pouco nublado 
10 17.0  7.7   0  Céu pouco nublado 
11 17.0  7.5    Céu pouco nublado 
12 17.2  9.0   0  Céu nublado 
13 17.0  7.1   0  Céu nublado 
14 16.7  6.2   0  Céu pouco nublado 
15 15.3  9.0   4  Céu nublado. Aguaceiros 
16 14.2  7.0  10 

Céu nublado durante a manhã

Aguaceiros 

17 18.4  7.2  Céu limpo 
18 17.0  7.0  0  Céu limpo 
19 16.8  6.5  0  Céu limpo 
20 16.7  5.8  0 Céu limpo 
21 18.2  9.2  0  Céu limpo 
22 16.6  6.2  0  Céu limpo 
23 17.2  6.5  Céu pouco nublado 
24 17.0  4.8  0  Céu nublado por nuvens altas 
25 16.0  7.2  Céu nublado 
26 17.1  5.8 0  Céu nublado com abertas 
27 15.3  7.0 Céu nublado de manhã  
28 16.3   8.0  Céu limpo 
29 16.3   7.6  0  Céu limpo 
30 15.3   6.7  0  Céu limpo 
31 16.1  3.6  0  Céu limpo 

 

Booking.com
30
Jan12

1509: Previsão meteorológica para a semana de 30 de Janeiro a 5 de Fevereiro de 2012

Tempo no Algarve

Previsão meteorológica no Algarve para os próximos dias:

 

Dia 30 (2ªfeira) - Céu limpo. Vento fraco de nordeste.

 

Máximas: 13ºC - 17ºC
mínimas: 4ºC - 8ºC

 

Estado do mar:  Ondas de sueste inferiores a 1 metro. Temperatura da água do mar: 16ºC

 

Dia 31 (3ªfeira) - Céu pouco nubaldo ou limpo. Vento fraco de oeste.

 

Máximas: 14ºC - 18ºC

mínimas: 4ºC - 8ºC

 

Estado do mar: Ondas de sueste inferiores a 1 metro. Temperatura da água do mar: 16ºC.

 

Dia 1 (4ªfeira)  - Céu nublado. Vento fraco a moderado de oeste rodando para norte. Aguaceiros.

 

Máximas: 14ºC - 18ºC

mínimas: 3ºC - 7ºC

 

Estado do mar: Ondas de sudoeste inferiores a 1 metro.

 

Dia 2 (5ª feira) - Céu pouco nublado temporiamente nublado. Vento fraco de norte.

 

Máximas: 12ºC - 16ºC

mínimas: 3ºC - 7ºC

 

Estado do mar: Ondas de sudoeste inferiores a 1 metro.

 

Dia 3 (6ª feira) - Céu pouco nublado. Vento fraco a moderado de nordeste. Pequena descida de temperatura.

 

Máximas: 11ºC - 15ºC

mínimas: 2ºC - 6ºC

 

Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1 metro.

 

Dia 4 (Sábado) - Céu pouco nublado. Vento fraco de nordeste. Pequena descida de temperatura.

 

Máximas: 10ºC - 14ºC

mínimas: 1ºC - 5ºC

 

Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1 metro.

 

Dia 5 (Domingo) - Céu pouco nublado. Vento fraco de nordeste.

 

Máximas: 10ºC - 14ºC

mínimas: 0ºC - 4ºC

 

Estado do mar:  Ondas de sudoeste com 1 metro.

 

Precipitação prevista para esta semana: 1 mm a 5 mm

Booking.com
28
Jan12

1508: Portugal já está em seca extrema

Tempo no Algarve

Sete anos depois, Portugal volta a viver uma situação de seca severa no Inverno.


A precipitação nos últimos dois meses foi 85% inferior ao normal, pelo que, na avaliação da semana que vem, o Instituto de Meteorologia vai alterar a
classificaçãode seca meteorológica, de há 15 dias, para seca severa.

 

"A situação é, de facto, anormal em alturas de Inverno. Se não chover abundantemente em Fevereiro o País entrará em seca extrema, a situação
mais grave de todas", disse ao CM Vanda Cabrinha, do Instituto Nacional de Meteorologia.

 

Para a meteorologista, os valores deste mês de Janeiro só encontram paralelo em igual período de 2005. "A precipitação média, em Portugal,
no mês de Janeiro é de 117 litros por metro quadrado. No ano passado foi de 102 e este ano, até hoje (ontem), foi de 17, um valor que tem mais a ver com Junho do que com Janeiro", disse Vanda Cabrinha.

 

Quem começa a manifestar grandes preocupações são os agricultores, que já falam em prejuízos efectivos devido à seca.

"Os pastos não crescem e nós somos obrigados a dar forragens ao gado, quando só o costumamos fazer a partir de Maio. O problema é que cada fardo
(rolo) de palha custa cerca de 25 euros e não chega para quatro dias", disse ao CM o agricultor Joaquim Ferreira, de Braga, sublinhando que, devido à falta de pastos, se viu obrigado, na semana passada, a vender três vacas.

 

Segundo José Lobato, presidente da Associação de Defesa dos Agricultores, "são cada vez mais os homens da terra preocupados com a seca que,
nesta altura, o nosso País atravessa".

 

"A situação mais complicada é a das pastagens, mas a falta de água no Inverno torna-se, por norma, um problema muito grave no Verão, uma vez
que não se dá a necessária reposição dos níveis freáticos", diz José Lobato.

 

As previsões meteorológicas apontam para tempo seco e frio até, pelo menos, 6 de Fevereiro, o que provocará, necessariamente, um claro
agravamento do actual estado de seca.

 

OESTE TEME DESCALABRO NA PRODUÇÃO HORTÍCOLA

"Numa zona de produção intensiva, se não chover vai ser um descalabro. O que choveu esta semana não foi nada", desabafa José Artur,
presidente da administração da organização de produtores Horta Pronta, em Atouguia da Baleia, Peniche.

"Tem de chover agora, no Inverno, para depois, na Primavera, o tempo permitir às culturas crescerem", aponta, por sua vez, António Gomes,
presidente da Associação Interprofissional de Horticultura do Oeste. O dirigente agrícola faz notar que "a continuar o tempo assim irá faltar água dentro de dois a três meses".

 

Feliz Alberto Jorge, responsável da Associação de Agricultores do Oeste, indica que os proprietários de explorações e pomares que não disponham
de sistemas de rega "é que vão sentir problemas", comentando, no entanto, que a situação "até poderá levar a que os preços estabilizem, por não haver excesso de produção".

 

DISCURSO DIRECTO

"TEMOS DE APOSTAR NO REGADIO": José Martino, Especialista em Agronomia

 

CMComo pode reduzir-se o prejuízo causado pela seca na agricultura?

José Martino – A única maneira é apostar no regadio. Há projectos na gaveta, de regadios públicos, em zonas como Trás-os-Montes ou Beira Interior, que deveriam avançar. Temos de apostar no regadio, é uma urgência nacional.

A situação de seca que se vive é já problemática?

– É. Embora os pomares, com excepção dos citrinos, estejam em repouso vegetativo, a falta de chuva faz com que os níveis freáticos não sejam
repostos, o que pode conduzir a uma situação catastrófica no Verão.

Que culturas estão já a sofrer com a seca?

– O problema maior é o das pastagens, que não conseguem regenerar-se. Depois, os cereais.

 

Fonte: CM

Booking.com
26
Jan12

1507: 2011 o 6º ano mais quente dos últimos 80 anos

Tempo no Algarve

O Instituto de Meteorologia editou agora o Boletim Climatológico de 2011, o qual para além da informação tradicionalmente apresentada em Boletins
anteriores, inclui informação complementar com aspetos inovadores, particularmente ao nível do apuramento anual e mensal do número de dias com
valores significativos e de extremos absolutos de vários parâmetros meteorológicos: precipitação, temperatura, vento, ondas de calor e de frio, e
ainda informação sobre o número de dias de geada, nevoeiro e trovoada.

 

Neste Boletim confirma-se a informação já veiculada no final do mês de Dezembro, através de relatório preliminar, de que 2011 foi o 6º ano mais quente desde 1931 no continente, com o valor da temperatura média do ar de 16ºC, tendo mesmo registado o maior valor médio da temperatura máxima anual (21,36ºC) dos últimos 80 anos.

 

Em termos de totais de precipitação média no continente, o ano de 2011 registou um valor inferior ao valor normal de 1971-2000, com uma anomalia de -136,6mm, destacando-se os meses de novembro e dezembro com anomalias de +48,9mm e -102,8mm, respetivamente.

 

Nos Arquipélagos da Madeira e dos Açores os valores médios da temperatura do ar foram superiores ao valor médio do período 1971-2000.

Quanto ao total de precipitação anual, no arquipélago dos Açores os valores foram inferiores ao normal, exceto na Horta onde foi muito superior. Quanto à Madeira, os valores foram inferiores ao normal no Funchal e muito superiores em Porto Santo, cerca de 170% em relação ao valor normal.

 

Fonte: IM

Booking.com
25
Jan12

1506: Fevereiro será crucial para a actual situação de seca

Tempo no Algarve

O mês de Fevereiro será crucial para a seca que o país está a atravessar este Inverno, segundo o Instituto de Meteorologia, que espera um agravamento da situação até ao fim de Janeiro.

 

Em Dezembro, choveu o correspondente a 29% da média de 1971-2000 e toda a região a Sul do sistema montanhoso Montejunto-Estrela registou uma percentagem mesmo inferior a 25%. Segundo o boletim climatológico mensal do Instituto de Meteorologia, os valores mensais da quantidade da precipitação no mês passado variaram entre os 3,5 milímetros e os 152,9 milímetros, de acordo com os dados obtidos nas 76 estações do Instituto de Meteorologia e nas 37 estações do Instituto da Água (Inag). A precipitação média anual (1971-2000) em Portugal Continental é de cerca de 882 mm.

“A situação de seca, que no final de Novembro apenas se verificava nalgumas áreas do litoral Norte e Centro, intensificou-se nessas regiões e estendeu-se a quase todo o território do continente”, segundo o boletim.

Até ao final de Dezembro, 83% do território estavam em seca fraca, 6% em seca moderada, 8% em situação normal e 3% em chuva fraca, segundo o índice meteorológico de seca PDSI (Palmer Drought Severity Index), que tem em conta dados da quantidade de precipitação, temperatura do ar e capacidade de água disponível no solo.

Fevereiro será crucial

O Instituto de Meteorologia, em resposta a questões colocadas pelo PÚBLICO, explica esta situação com o facto de o anticiclone dos Açores - que costuma estar localizado a Sul dos arquipélago -, ter estado "desde o início deste Inverno frequentemente a noroeste do Continente, impedindo que as perturbações da superfície frontal polar se desloquem para sul e atinjam o Continente". São estas perturbações "o principal mecanismo responsável pela ocorrência de precipitação no Continente, durante o Inverno".

A escassez de chuva no Inverno pode ser grave, dado que o clima mediterrânico de Portugal concentra grande parte da precipitação durante esta época do ano. Segundo o Instituto de Meteorologia, "em média, cerca de 40% da precipitação anual ocorre durante o Inverno (Dezembro a Fevereiro)".

Como os valores de precipitação estão muito abaixo do valor normal, "será de esperar que no final do mês de Janeiro a situação de seca meteorológica se agrave", admite o instituto. "O mês de Fevereiro irá ser de extrema importância para determinar se a situação de seca irá agravar (caso se mantenha os baixos valores de precipitação) ou se irá diminuir ou mesmo terminar (caso se tenha um Fevereiro com valores de precipitação muito acima do normal).

“Tudo depende do que irá acontecer nos próximo mês”, contou ao PÚBLICO Filipe Duarte Santos, investigador no campo das alterações climáticas da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. Mas este especialista não afasta a possibilidade de a falta de chuva pode ter consequências preocupantes para a agricultura e produção de electricidade pelas barragens. “Acho que estamos no limiar de uma situação que pode ser muito grave para Portugal”.

Segundo dados das Redes Energéticas Nacionais (REN), as barragens que produzem electricidade estavam, no final de Dezembro, com 49% da sua capacidade máxima. Este valor varia substancialmente. Nos últimos seis anos, oscilou entre um mínimo de 45% (2007) e um máximo de 83% (2009).

A preocupação maior, neste momento, refere-se a zonas do país onde o abastecimento de água é garantido por barragens relativamente pequenas, como na região transmontana.

Para os próximos dias, de 26 Janeiro a 3 de Fevereiro, o Instituto de Meteorologia prevê "uma alteração da situação meteorológica que tem vindo a predominar nos últimos dias, com ocorrência de precipitação, em geral fraca, nos dias 26 e 27, em especial nas regiões Norte e Centro e que será sob a forma de neve nas terras mais altas daquelas regiões". No período entre 30 Janeiro e 3 de Fevereiro prevê-se que a influência do anticiclone dos Açores seja pouco relevante e a probabilidade de ocorrência de precipitação a partir do dia 31 varie entre 35 e 65%.

 

Fonte: Publico

Booking.com
23
Jan12

1505: Previsão meteorológica para a semana de 23 de Janeiro a 29 de Janeiro de 2012

Tempo no Algarve

Previsão meteorológica no Algarve para os próximos dias:

 

Dia 23 (2ªfeira) - Céu pouco nublado. Vento fraco de nordeste.

 

Máximas: 14ºC - 18ºC
mínimas: 4ºC - 8ºC

 

Estado do mar:  Ondas de sudoeste inferiores a 1 metro. Temperatura da água do mar: 16ºC

 

Dia 24 (3ªfeira) - Céu pouco nubaldo temporiamente nublado durante a tarde. Vento fraco a moderado de leste.

 

Máximas: 14ºC - 18ºC

mínimas: 5ºC - 9ºC

 

Estado do mar: Ondas de sudoeste inferiores a 1 metro. Temperatura da água do mar: 16ºC.

 

Dia 25 (4ªfeira)  - Céu pouco nublado temporiamente nublado. Vento fraco a moderado de leste.

 

Máximas: 14ºC - 18ºC

mínimas: 4ºC - 8ºC

 

Estado do mar: Ondas de sudoeste inferiores a 1 metro.

 

Dia 26 (5ª feira) - Céu pouco nublado temporiamente nublado. Vento fraco de norte.

 

Máximas: 14ºC - 18ºC

mínimas: 4ºC - 8ºC

 

Estado do mar: Ondas de sudoeste inferiores a 1 metro.

 

Dia 27 (6ª feira) - Céu nublado. Vento fraco a moderado de nordeste. Pequena descida de temperatura.

 

Máximas: 13ºC - 17ºC

mínimas: 4ºC - 8ºC

 

Estado do mar: Ondas de sueste com 1 metro.

 

Dia 28 (Sábado) - Céu pouco nublado temporiamente nublado por nuvens altas. Vento fraco de nordeste. Pequena descida de temperatura.

 

Máximas: 12ºC - 16ºC

mínimas: 3ºC - 7ºC

 

Estado do mar: Ondas de sueste com 1 metro.

 

Dia 29 (Domingo) - Céu pouco nublado. Vento fraco de norte.

 

Máximas: 12ºC - 16ºC

mínimas: 2ºC - 6ºC

 

Estado do mar:  Ondas de sueste com 1 metro.

Booking.com
22
Jan12

Resumo climatológico do mês de Novembro de 2011 no Algarve

Tempo no Algarve

Novembro de 2011 no Algarve

 

Estações

Meteorológicas

Temperatura

Máxima (ºC)

Temperatura

mínima(ºC)

Precipitação

(mm)

Albufeira 21.3 9.3 53.6
Aljezur 24.7 4.2 126.6
Almancil 22.9 * 134.1
Alte 24.5 1.3 159.8
Castro Marim 24.4 3.9 76.0
Faro (Aeroporto) 22.8 7.3 126.1

Lagoa (Sítio das

Fontes)

22.4 3.3 119.4
Lagoa 24.4 2.6 146.0
Messines 23.1 3.2 140.2
Olhão 22.3 6.0 138.0
Portimão 22.8 5.0 142.6
Sagres 21.7 7.0 129.4

São Brás de

Alportel

* * *
Tavira * * *

 

 

Resumo do mês:

Em termos das temperaturas máximas variaram entre os 24.7ºC em Aljezur e os 21.3ºC em Albufeira. As temperaturas mínimas variaram entre os 1.3ºC em Alte e os 9.3ºC em Albufeira.

Quanto à precipitação de notar que o mês de Novembro foi chuvoso no Algarve. A precipitação variou entre os 53.6 mm em Albufeira e os 159.8 mm em Alte.

 

 

Precipitação total em 2011:

 

Estações

Meteorológicas

Precipitação Total

(mm)

Albufeira 398.4
Aljezur 640.4
Almancil 630.7
Alte 724.2

Castro Marim

598.6
Faro (Aeroporto) 514.1

Lagoa (Sítio das

Fontes)

551.9
Lagoa 555.8
Messines 658.2
Olhão 572.0
Portimão 674.9
Sagres 628.7

São Brás de

Alportel

  484.4 *
Tavira 480.6*

 

 

Precipitação no Ano Hidrológico 2011/2012 (1 de Outubro de 2011 a 30 de Setembro de 2012):

 

Estações

Meteorológicas

Precipitaçãol

(mm)

Albufeira 78.7
Aljezur 66.8
Almancil 202.4
Alte 240.6

Castro Marim

170.6
Faro (Aeroporto) 186.3

Lagoa (Sítio das

Fontes)

168.2
Lagoa 180.2
Messines 235.4
Olhão 192.0
Portimão 64.8
Sagres 156.2

São Brás de

Alportel

*
Tavira *

 

* - falta dados devido a falha das estações meteorológicas 

 

Fonte: IM, CCVT, DRAPALG, WU, MeteoFontes

Booking.com
22
Jan12

Resumo do mês de Novembro de 2011

Tempo no Algarve

Novembro de 2011

 

Média das Máximas: 19.2ºC (-0.5ºC)

Média das mínimas: 11.0ºC (-0.1ºC)

MÉDIA: 15.1ºC  (-0.3ºC)

 

Temperatura MÁXIMA mais alta: 22.3ºC (dia 12)

Temperatura MÁXIMA mais baixa: 16.3ºC (dia 20)

Temperatura mínima mais baixa: 6.0ºC (dia 7)

Temperatura mínima mais alta: 16.4ºC (dia 13)

 

Nºdias com temperaturas Máximas superiores a 20ºC: 8

Nº dias com temperaturas mínimas inferiores a 10ºC: 12

 

Precipitação: 138 mm

Precipitação máxima diária: 57 mm (dia 20)

Nº dias com precipitação superior a 10 mm: 3

Nº dias com precipitação: 10

 

 

 

 

 

Booking.com
22
Jan12

1504: Apanha de bivalves proibida perto de Faro devido a descarga de esgotos para a Ria Formosa

Tempo no Algarve

A apanha de bivalves na Ria Formosa junto à cidade de Faro está proibida pelo menos até quarta-feira, devido a uma descarga de esgotos domésticos junto à doca da cidade, disse à Lusa fonte da Capitania de Faro.

 

A descarga para a Ria Formosa, detectada na passada sexta-feira 200 metros a oeste do cais de embarque do Clube Naval da cidade, deveu-se a um entupimento, que impediu as águas residuais de chegarem à estação de tratamento e causou um refluxo para a ria.

De acordo com o comandante Marques Ferreira, assim que teve conhecimento da descarga, sexta-feira, a Capitania elaborou um edital a proibir a apanha de marisco num raio de 500 metros do local de descarga, que entrou em vigor já ao fim daquele dia.

O problema do entupimento foi entretanto resolvido pela empresa municipal responsável pelos esgotos da cidade, a Fagar, e segunda-feira serão recolhidas amostras no local para verificar a qualidade da água.

Os resultados das análises, a levar a cabo pelo Ipimar-Instituto de Investigação das Pescas e do Mar, serão conhecidos na próxima quarta-feira, altura em que a autoridade marítima poderá levantar a interdição, acrescentou Marques Ferreira, admitindo que, caso as análises sejam negativas, só sexta-feira seja reposta a permissão da apanha de bivalves.

 

Fonte: Publico

Booking.com

Pág. 1/3

Calendário

Janeiro 2012

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

reserva

Booking.com

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Facebook

Relógio

Misterwhat

Comentários recentes

  • Tempo no Algarve

    Olá Cláudia.Desde já, agradeço a sua informação e ...

  • Cláudia

    Olá!Queria avisar que já descobri os novos horário...

  • Tempo no Algarve

    Olá Cláudia. A empresa que efectua o transporte ai...

  • Cláudia

    Olá! Podem actualizar o horário para Julho 2018, p...

  • Tempo no Algarve

    Pode clicar na localização no local de embarque e ...

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search