Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Calendário

Março 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

anúncio

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Facebook

Relógio

Misterwhat

Comentários recentes

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search

03
Mar11

1253: Carnaval 2011 um pouco por todo o Algarve

Tempo no Algarve

A crise pode até obrigar a alguma contenção nas despesas, mas o engenho sobrepõe-se e um pouco por todo o Algarve há foliões dispostos a animar o Carnaval. O Observatório do Algarve faz-lhe o roteiro das festas.


 


Loulé é um marco nos festejos de Carnaval a nível nacional. Este ano com o tema “… E Nós por Cá…”, a organização pretende retratar o momento atual do país, sobretudo a crise financeira e o défice das contas públicas.


 


A Avenida José da Costa Mealha vai ver passar 14 carros alegóricos, charriots, veículos mecânicos, cabeçudos, gigantones e centenas de figurantes, entre músicos, bailarinos e performers, nos dias 6, 7 e 8 de março, entre as 15h00 e as 18h00, naquele que é o mais antigo corso do país.


 


Paralelamente, logo no sábado, a partir das 15h00, na Avenida José da Costa Mealha, as crianças das escolas do 1º ciclo e jardins de infância desfilam no Carnaval Infantil. Às 16h00 é a vez do Salão de Festas receber a Festa de Carnaval Sénior.


 


A 7 de março, o “Palácio” do NERA, acolhe o Baile de Gala de Carnaval, com o tema “Lucky Night” e animação musical a cargo da orquestra Art & Música Big Band e do Quarteto Fora d’Horas.


 


Saiba mais sobre a programação em Loulé aqui.


 


Alte (Loulé) aposta num Carnaval tradicional, com todo o desfile a ser preparado pela população. Carros alegóricos e grupos apeados saem à rua nos dias 6 e 8 de março, entre as 15h00 e as 18h00. À noite, a partir das 21h30, há baile na Casa do Povo com concurso de máscaras.


 


Já em Quarteira, o programa arranca na sexta feira, dia 4 de Março, com o desfile das crianças dos infantários (10h00) e o desfile das crianças das escolas do 1º ciclo (14h30), na Avenida Infante Sagres.


 


Nos dias 5, 6 e 8, às 15h00, o corso desfila na Avenida Infante Sagres.


 


O Aquashow é o espaço onde decorre o Baile de Máscaras nos dias 5 e 7, às 21h00. As comemorações encerram na Quarta Feira de Cinzas, com o Enterro do Entrudo, pelas ruas da cidade, a partir das 21h00.


 


Saiba mais sobre a programação em Alte e Quarteira aqui.


 


Vila Real de Santo António encurtou este ano o orçamento destinado às festas de Carnaval e ‘guardou’ os carros alegóricos.


 


As comemorações deste ano estão concentradas na Praça Marquês de Pombal e no Centro Cultural António Aleixo, na cidade, e na zona poente de Monte Gordo.


 


Assim, no dia 5 de março há o Baile do Estudante, a partir das 22h00, no Centro Cultural António Aleixo, e à 01h00 começam as Noites Loucas do Carnaval com DJ Flip D’ Palm e DJ Tim Royko, na zona poente de Monte Gordo.


 


Maya e João Manzarra são os anfitriões da Festa de Carnaval, com concurso de disfarces, dia 6, às 15h00, na Praça Marquês de Pombal. À noite, há Baile de Máscaras, no Centro Cultural António Aleixo, às 22h00.


 


A dose repete-se no dia 7, com Baile de Máscaras (Centro Cultural António Aleixo - 22h00) e Noites Loucas de Carnaval com Duo Reflexo, DJ Abel Iglésias e DJ Juan Magan (Zona Poente de Monte Gordo – 00h00).


 


Na terça feira, Maya e João Manzarra vão estar na zona poente de Monte Gordo para o concurso de disfarces (15h00).


 


O programa encerra com o Baile da Mulher, no Centro Cultural António Aleixo, às 22h00, onde se inclui o concerto “As canções ao desafio”, com Miguel Ângelo e Miguel Gameiro.


 


Saiba mais sobre a programação em Vila Real de Santo António aqui.


 


O Entrudo é festejado à moda tradicional em São Brás de Alportel. Há bailes a partir de sábado, nos clubes locais e na terça feira gorda os ‘disfarces’, em carros alegóricos ou a pé saem à rua. Todo o programa aqui .


 


Em Moncarapacho (Olhão) o Carnaval centenário volta a sair à rua nos dias 6 e 8 de março, das 14h30 às 18h00.


 


Carros alegóricos e grupos de animação desfilam pelas ruas da localidade. A iniciativa da Associação Cultural Moncarnaval, com o apoio da Junta de Freguesia local, tem entrada livre.


 


As crianças de Olhão também brincam ao Carnaval com um desfile que irá invadir a Avenida da República, na cidade, dia 4 de março, a partir das 10h00. Há diversos artistas e animação de rua.


 


Saiba mais sobre a programação em Olhão aqui.


 


A Associação Recreativa de Música de Faro (ARCM) organiza dia 5 de março, sábado, um concerto na sua sede com Lena D’Água acompanhada pela banda La Plante Mutante. O tema são os anos 80 e a animação after party, a partir da uma da madrugada, compete a Le DJ Solitaire e Disco Jocker Migas.


 


Em Faro, 23 carros alegóricos e algumas centenas de foliões vão desfilar no Jardim Manuel Bívar, dia 8 de março, a partir das 15h00.


 


Antes, no dia 4, a festa é dos petizes com o Desfile de Carnaval das Crianças, onde participam os alunos do pré-escolar e do primeiro ciclo das escolas do concelho de Faro. O certame começa às 10h00, na Praça da Pontinha.


 


Saiba mais sobre a programação em Faro aqui.


 


Quanto a Lagoa, a festa é na Praia do Carvoeiro a partir das 22h00 do dia 5, com concerto de Tó Neto - Live Act - Black Stove com entrada livre.


 


Em Portimão há baile de Carnaval inspirado nos anos 70, com música dos 7venty 7even, dia 4, a partir das 22h00, no Café Concerto do TEMPO – Teatro de Portimão.


 


O Boa Esperança Atlético Clube Portimonense promove bailes de 5 a 8 de março, a partir das 22h00, e no dia 8 há concurso de máscaras infantil, às 15h00.


 


Ainda para quem gosta de dar um ‘pezinho’ de dança, há bailes no Sporting Glória Ou Morte Portimonense (dias 6, 7 e 8 – 22h00) e na Sociedade Vencedora Portimonense (dias 6, 7 e 8 – 21h30).


 


O Parque da Juventude tem animação no dia 6, a partir das 14h30, e há Festa de Carnaval no Sítio dos Fresquinhos, do Mercado de Portimão, dia 7, às 17h00.


 


Em Alvor a Associação Cultural e Recreativa Alvorense 1.º Dezembro promove bailes nos dias 5, 7 e 8, às 22h00.


 


Na Figueira (Portimão), há desfile de carros alegóricos, promovido pela Sociedade Recreativa Figueirense, nos dias 6 e 8, com passagem pela Estrada Nacional 125, Rua Principal da Mexilhoeira Grande e Rua Principal da Figueira.


 


Saiba mais sobre a programação em Portimão aqui.


 


Tavira convida à diversão com desfile de 10 carros alegóricos e cerca de 300 foliões nos dias 6 e 8 de março.


 


Os carros começam a circular a partir das 15h00, entre a Rua do Cais e a Rua José Pires Padinha.


 


Antes, no dia 4, há o desfile de mais de 800 alunos do pré-escolar e do 1º ciclo do ensino básico, na Praça da República, a partir das 10h00. Certame inclui este ano um concurso subordinado ao tema “Biodiversidade e Florestas”.


 


Ainda neste dia, às 22h30, a banda “La Plante Mutante” inicia os festejos carnavalescos, na sede da Casa do Povo de Santo Estêvão, assinalando, igualmente, o 68º aniversário daquela instituição.


 


Saiba mais sobre a programação em Tavira aqui.


 


“Em Lagos na Rota do Carnaval” é a proposta da cidade de Lagos, que aposta num roteiro cultural para estes dias de folia.


 


Visitas guiadas “À Descoberta do Património”, estão previstas para dia 7 de março, com partida do Posto de Turismo de Lagos (Edifício dos Antigos Paços do Concelho – Praça Gil Eanes), às 10h45 e 14h45.


 


O Centro Histórico da cidade recebe o grupo Sete Mares, com animação de rua, dia 4, a partir das 21h30.


 


Em Odiáxere (Lagos) acontecem desfiles de carros alegóricos, às 15h00, pelas ruas, e espetáculos de carnaval, às 18h00, no Largo do Moinho, ambos a 6 e 8 de março. Nos dias 4 e 8, a partir das 21h00, há baile no Clube Desportivo de Odiáxere.


 


Saiba mais sobre a programação em Lagos aqui.


 


Fonte: Observatório do Algarve

03
Mar11

1252: Concessionária pode ser indemnizada se portagens afastarem automóveis da A22

Tempo no Algarve

O presidente da Comunidade Intermunicipal do Algarve (Amal) entende não estarem claros os montantes a atribuir à concessionária da Via do Infante – a Euroscut –, caso os volumes de tráfego diminuam após a introdução de portagens e fala nos «efeitos perversos» da medida.


 


«Na ótica do Estado, pode estar a criar-se um mau negócio porque os efeitos negativos na economia são superiores à receita de uma eventual portagem que querem cobrar», explicou Macário Correia.

Segundo o líder da Amal, que falava à margem de um debate sobre os efeitos das portagens na economia do Algarve, há aliás «um paradoxo».

E explica: se, por um lado, as portagens vão afastar os automobilistas da autoestrada e aumentar os problemas de circulação e sinistralidade na EN125, por outro lado «os encargos do Estado perante a entidade gestora da Via do Infante não diminuem porque há um determinado volume de trânsito contratado» e que tem de ser pago na mesma.

Posição semelhante é defendida pelo ex-reitor e professor de economia na Universidade do Algarve Adriano Pimpão, que lembra que os contratos definidos com as concessionárias das antigas autoestradas sem custos para o utilizador (Scut) «indicam que, se houver variações de tráfego, há direito a compensações, cujos valores não estão definidos».

«Admitindo uma portagem média de 2,5 euros, sobre um universo de sete milhões de veículos, a receita anual é de 18 milhões de euros. Mas as portagens podem migrar [para a EN 125] cerca de 20 por cento de tráfego, o que equivale a cerca de três milhões de euros a menos», prossegue Adriano Pimpão.

Além disso, afirma existir «uma contradição» entre introduzir portagens e requalificar a EN125, já que o desvio de tráfego faz simultaneamente «diminuir as receitas na A22 e a qualidade de serviço na EN125».

Da mesma forma, Pimpão critica a «falta de transparência da administração pública», frisando não estarem disponíveis nem nos sítios da concessionária, nem do Ministério das Obras Públicas informações sobre o contrato em vigor.

A questão da falta de informação foi igualmente levantada pelo investigador da Universidade do Algarve Fernando Perna, que alerta para a perda de competitividade do Algarve em relação a Espanha.

De acordo com o especialista, depois de introduzidas portagens, uma viagem de 300 quilómetros na Via do Infante (ida e volta) terá 79,9% de carga fiscal associada, o que representará um diferencial de 27 por cento em relação à Andaluzia, onde a carga fiscal numa viagem idêntica não vai além dos 52,8 %.

Feitas as contas ao combustível e às futuras portagens (não existentes na Andaluzia), uma viagem de 300 quilómetros na A22 custará mais do dobro do que o mesmo trajeto em Espanha (51,18 euros versus 23 euros).

Aliás, no cenário atual, ainda sem portagens, uma deslocação de 300 quilómetros na Via do Infante já comporta 61,6% de impostos, enquanto em Espanha não vai além dos 52,8% (8,8 por cento de diferença).

De acordo com o também coordenador do Centro Internacional de Investigação em Território e Turismo (CIITT), o setor da restauração será o mais penalizado caso se registe uma diminuição dos fluxos de excursionistas andaluzes (turistas de um só dia), provocada pelo acréscimo dos custos de transporte.


 


Fonte: Barlavento Online

Calendário

Março 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

anúncio

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Facebook

Relógio

Misterwhat

Comentários recentes

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search