Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Calendário

Março 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

reserva

Booking.com

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Facebook

Relógio

Misterwhat

Comentários recentes

  • Tempo no Algarve

    Olá Cláudia.Desde já, agradeço a sua informação e ...

  • Cláudia

    Olá!Queria avisar que já descobri os novos horário...

  • Tempo no Algarve

    Olá Cláudia. A empresa que efectua o transporte ai...

  • Cláudia

    Olá! Podem actualizar o horário para Julho 2018, p...

  • Tempo no Algarve

    Pode clicar na localização no local de embarque e ...

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search

31
Mar11

Dados da Estação Meteorológica em Olhão (não oficial)

Tempo no Algarve

Dados referentes ao mês de Março de 2011


 


Dia

Temperatura


Máxima (ºC)



Temperatura


mínima (ºC)



Precipitação


(mm)


         Observações              
1 16.1 8.5 0 Céu pouco nublado
2 14.5 6.9 0  Céu pouco nublado 
3 16.0 6.7 0 Céu nublado 
4  16.2  6.6 1 Céu nublado. Aguaceiros 
5 13.9  8.5  20

Céu nublado. Trovoadas.


Aguaceiros. 


6 16.4 8.8  3

 Céu pouco nublado.


Aguaceiros fracos.


7 17.0  10.9  4 Céu nublado 
8 16.2  11.6  56

Céu nublado. Chuva forte.


Trovoada. 


9 17.9  10.1  0 Céu nublado 
10 17.8  10.4  0 Céu nublado a pouco nublado 
11 16.8  10.0  19 Céu nublado. Aguaceiros fortes 
12 18.2  8.2  0 Céu pouco nublado 
13 16.5   9.8   7

Céu nublado. Aguaceiros e


trovoada 


14 14.7  10.8  28

Céu nublado. Chuva durante a


madrugada e manhã 


15 15.6  6.2  1 Céu pouco nublado 
16 18.8  8.1  3

Céu nublado durante a manhã


Aguaceiros durante a noite. 


17  17.9  8.4  0 Céu  nublado 
18  19.0  8.1  0 Céu pouco nublado 
19  22.0  12.2  0 Céu limpo 
20  21.0  9.2  0 Céu limpo 
21  19.5  10.7  0  Céu pouco nublado
22  18.1  11.2  0 Céu pouco nublado 
23  20.7  10.8  0 Céu pouco nublado 
24  20.3  13.6  0 Céu nublado 
25  19.6  13.3  0 Céu pouco nublado a nublado
26  19.2  11.2  0 Céu nublado com abertas 
27  18.5  8.2  0 Céu nublado 
28  18.7  8.5  0 Céu nublado/ pouco nublado 
29  20.7  13.4  0

Céu nublado durante a manhã


Céu pouco nublado à tarde 


30  23.3  10.2  0 Céu limpo 
31  24.1  16.1  0 Céu limpo 
Booking.com
30
Mar11

1279: Olhão: Expomar “de olho” nas zonas costeiras entre 7 a 10 de Abril

Tempo no Algarve

A EXPOMAR, Feira do Mar e das Actividades Náuticas de Olhão está de volta ao Jardim Pescador Olhanense, de 7 a 10 de Abril, para a sua oitava edição, este ano dedicada ao Desenvolvimento Sustentável das Zonas Costeiras.


 


O setor ligado à investigação será um dos pontos fortes do certame que irá exibir ainda inovações ao nível da pesca e aquacultura.


 


Pesca desportiva, embarcações de recreio, campismo, caravanismo, artigos de desporto e respetivos equipamentos ocuparão, por sua vez, mais de uma dezena de stands.


 


No Espaço Lúdico e Cultural estarão patentes as exposições “Riscar a Ria” e os “Meios e Actividades da Marinha” e estão previstas e demonstrações de cães de água, nos dias 9 e 10 de Abril às 17h00.


 


Um passeio na Ria Formosa a bordo do Caíque Bom Sucesso, vai zarpar nos dias 9 e 10 de Abril às 16h00 devendo os interessados realizar as inscrições no secretariado da feira.


 


Já a limpeza da praia na Ilha da Armona, a 8 de Abril, entre as 09h30 e as 13h00 integra, a campanha de sensibilização ambiental que habitualmente se associa à Expomar, organizada pela Divisão de Ambiente e Recursos Naturais do Município de Olhão.


 


O ponto de encontro será no Cais T de Olhão, às 09h00 e os voluntários deverão inscrever-se através do tel 289 700 100 ou do e-mail aqui.


 


A organização da feira é da empresa municipal Fesnima e da a Efeito Eventos e conta com a colaboração da Universidade do Algarve, Ministério e Direcção Geral das Pescas e Aquicultura, IPIMAR e Parque Natural da ria Formosa.


 


Fonte: Observatório do Algarve

Booking.com
30
Mar11

1278: Apanha de bivalves interdita a toda a Ria Formosa

Tempo no Algarve

A apanha e comercialização de bivalves, interdita em mais de 30 quilómetros da costa algarvia desde sábado último devido a uma toxina, foi hoje alargada a toda a Ria Formosa, entre Vila Real de Santo António e Vilamoura.


 


A interdição, que começou por abranger apenas a zona costeira entre Vila Real de Santo António e Tavira, prolonga-se agora também até Vilamoura, numa extensão de cerca de 60 quilómetros.  


A proibição da apanha e comercialização de todo  o tipo de bivalves abrange agora as  áreas de jurisdição da Autoridade Marítima de Faro, Olhão, Tavira e Vila  Real de Santo António.  


 


Fonte: CM

Booking.com
29
Mar11

1277: Apanha de bivalves interdita entre VRSA e Tavira

Tempo no Algarve

A Autoridade Marítima está a avisar os pescadores e os apanhadores de bivalves entre Vila Real de Santo António e Tavira para não capturarem bivalves devido a uma toxina que pode ser prejudicial para os consumidores.


 


Segundo disse à Lusa o comandante da capitania local, a interdição temporária foi implementada no sábado pelas autoridades que tutelam os recursos biológicos e inibe a apanha e comercialização de todo o tipo de bivalves naquela faixa costeira.


 


"Temos estado nesta primeira fase a avisar os pescadores e os apanhadores apeados para as consequências da captura de bivalves mas depois poderemos vir e autuar quem não acatar a ordem", referiu Sameiro Matias.


 


A Polícia Marítima está a tentar chegar ao maior número de pescadores possíveis, através de avisos de rádio e contactos com as associações.


 


Fonte: Observatório do Algarve

Booking.com
28
Mar11

1276: Previsão meteorológica para a semana de 28 de Março a 3 de Abril de 2011

Tempo no Algarve

Previsão meteorológica no Algarve para os próximos dias:


 


Dia 28 (2ªfeira) - Céu pouco nublado temporiamente nublado. Vento . Vento moderado de oeste.


 


Máximas: 17ºC - 21ºC
mínimas: 6ºC - 10ºC


 


Estado do mar:  Ondas de sudoeste com 1 a 1.5 metros. Temperatura da água do mar: 16ºC


 


Dia 29 (3ªfeira) - Céu  nublado diminuindo de nebulosidade durante a tarde. Vento moderado de noroeste. Pequena subida de temperatura máxima.


 


Máximas: 18ºC - 22ºC


mínimas:  7ºC - 11ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1 a 1.5 metros. Temperatura da água do mar: 16ºC.


 


Dia 30 (4ªfeira)  - Céu pouco nublado. Vento fraco a moderado de oeste. Prquena subida de temperatura.


  


Máximas: 19ºC - 23ºC


mínimas: 9ºC - 13ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1 a 1.5 metros.


 


Dia 31 (5ª feira) - Céu pouco nublado. Vento moderado de leste. Pequena subida de temperatura.


 


Máximas: 21ºC - 25ºC


mínimas: 9ºC - 13ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1 metros passando a ondas de sueste com 1 a 1.5 metros.


 


Dia 1 (6ª feira) - Céu pouco nublado. Vento moderado de leste. Pequena subida de temperatura.


 


Máximas: 23ºC - 27ºC


mínimas: 10ºC - 14ºC


 


Estado do mar: Ondas de sueste com 1.5 a 2 metros.


 


Dia 2 (Sábado) - Céu pouco nublado temporiamente nublado. Vento moderado de leste. Pequena descida de temperatura.


 


Máximas: 21ºC - 25ºC


mínimas: 10ºC - 14ºC


 


Estado do mar: Ondas de sueste com 2 metros.


 


Dia 3 (Domingo) - Céu pouco nublado temporiamente nublado. Venfo moderado de leste


 


Máximas: 17ºC - 21ºC


mínimas: 8ºC - 12ºC


 


Estado do mar:  Ondas de sueste com 1 a 1.5 metros.

Booking.com
26
Mar11

1275: Quatro crias de Lince Ibérico morreram este mês no Centro de Reprodução em Silves

Tempo no Algarve

Quatro crias de lince ibérico morreram este mês no Centro Nacional de Reprodução do Lince Ibérico de Silves (CNRLIN), duas das quais por hipotermia, 12 horas após o nascimento, depois de terem sido abandonadas pela progenitora.


 


Segundo a informação avançada no sítio da internet do CNRLI, a morte das duas crias do sexo feminino, nascidas em 28 de Fevereiro, “está directamente associada ao abandono pela mãe e às consequentes hipotermia e hipóxia”. Houve também duas mortes a 11 de Março, resultantes de um “aborto antes do prazo previsto para o parto”.

O Centro Nacional de Reprodução do Lince Ibérico de Silves, sob a responsabilidade do Instituto de Conservação da Natureza e Biodiversidade (ICNB), integra a rede de centros de reprodução da espécie, cuja população é gerida pelo Comité de Cria em Cativeiro do Lince Ibérico.

De acordo com o sítio do CNRLI, a fêmea “Biznaga” registou os primeiros sinais de parto ao 64.º dia de gestação, tendo abandonado a primeira cria cerca de duas horas após o parto, “sempre sob a vigilância” da equipa do centro.

“O protocolo de actuação ante abandono de ninhadas aconselha a que se esperem até duas horas antes de tomar a decisão de intervir para salvar crias que não estão a ser bem atendidas pela mãe”, lê-se na página da internet daquele centro.

A intervenção da equipa do CNRLI verificou-se quando a progenitora abandonou a segunda cria. Recolheu as duas transportou-as para a sala artificial, onde foram “reanimadas colocadas em incubadoras” oferecidas pela Maternidade Alfredo da Costa.

Danos “demasiado extensos”

Contudo, 12 horas após a sua recuperação, “ficou patente que os danos eram já demasiado extensos” e ambas as crias acabaram por morrer.

A necrópsia efectuada em Espanha apurou que a morte das crias “está directamente associada ao abandono pela mãe”.

Os pequenos linces nascem com os olhos fechados e são totalmente dependentes da mãe para receber imunidade através do leite, calor, protecção e limpeza.

Apesar de lamentar a perda da ninhada, o centro de Silves considera “cumprido o objectivo de recuperar mais uma fêmea fundadora do programa para a reprodução, após um longo período em cativeiro, sem contribuição para o programa e já com metade da sua vida reprodutiva cumprida”.

A 11 de Março, Fresa, uma outra fêmea, abortou duas crias antes do prazo previsto para o parto, que segundo o CNRLI, “confirma os dados estatísticos da mortalidade perinatal, que é superior a 70 por cento para fêmeas primeiriças”.

Para o CNRLI, “as expectativas desta época de reprodução em Silves não são muito altas, dado ser comum o comportamento de abandono de crias”.

Em 2010, as duas primeiras e únicas crias nascidas em Silves da fêmea “Azahar” também não sobreviveram, acabando por morrer “de forma aguda num curto espaço de tempo”.

A época de reprodução dos linces ibéricos decorre entre Dezembro e Junho, tendo sido conseguido no centro de Silves que todas as subadultas “copulassem pela primeira vez”.

A funcionar desde 2009, o CNRLI de Silves foi o terceiro a abrir na Península Ibérica, após a transferência de 16 animais, provenientes de três centros espanhóis de reprodução.

Actualmente, a população residente do único centro português, é composta por 19 linces, 16 adultos e três jovens, dos quais 11 machos e oito fêmeas.


 


Fonte: Publico


Booking.com
26
Mar11

1274: Sismo de magnitude 4 sentido esta manhã no Algarve

Tempo no Algarve

Um sismo de magnitude 4.0, que foi sentido, ocorreu esta manhã, às 7h36, a Este de Monchique, informa o site do Instituto de Meteorologia.


 


O IM precisa, em comunicado, que o sismo de magnitude 4.0 (Richter) teve epicentro localizado a cerca de 12 km a Norte-Nordeste de Silves.

Aquele organismo acrescenta que o sismo foi sentido com intensidade máxima IV (escala de Mercalli modificada) nas regiões de Monchique, Silves, Albufeira e Lagoa. Foi ainda sentido com menor intensidade noutros locais do Algarve e Alentejo.

Vários leitores confirmaram ao barlavento.online que o sismo foi sentido em todo o Algarve, em especial na zona do Barlavento, e ainda no Baixo Alentejo.

O sismo não provocou quaisquer danos pessoais ou materiais.

Ainda segundo os dados do site do IM, este foi o sismo de maior magnitude registado este ano na rede sismológica nacional.


 


Fonte: Barlavento Online

Booking.com
23
Mar11

1273: Catástrofes: Conhecer os riscos para ter comportamentos adequados pode poupar vidas

Tempo no Algarve

O conhecimento dos riscos existentes em determinado local e comportamentos adequados permitem reduzir a vulnerabilidade e são a melhor forma de poupar vidas numa catástrofe natural como a que aconteceu no Japão, defendeu um Geólogo da Universidade da Madeira.


 



Domingos Rodrigues deu hoje uma palestra da Universidade do Algarve sobre o "Risco Geológico da Madeira: evento de fevereiro de 2010" e demonstrou como os conhecimentos que as pessoas têm do que devem ou não fazer perante uma catástrofe são decisivos para o número de vítimas que pode fazer.


 


"Ponho a tónica na vulnerabilidade das pessoas. O risco depende não só do fenómeno mas também da vulnerabilidade das pessoas, da capacidade que as pessoas têm de resistir a esses tipo de processos", explicou Domingos Rodrigues à Lusa no final da palestra.


 


O professor da Universidade da Madeira frisou que no Japão, atingido por um violento sismo seguido de tsunami há cerca de duas semanas, "há alarmes e as pessoas têm comportamentos adequados" que lhes permite "saber o que fazer perante um tremor de terra".


 


"Isso é indicativo e fruto de uma educação que começa na família, vai pelos anos todos da escolaridade e permite que, em casos de eventos destes, consigam minimizar ou diminuir os efeitos destes perigos através só do comportamento", explicou, precisando que assim "a probabilidade de resistirem e sobreviverem é maior".


 


Rodrigues considerou que houve um número de mortes "significativo", mas sublinhou que se a preparação do país e dos japoneses não fosse tão grande para saber o que fazer em caso de sismos "o número de vítimas teria sido outro e muito mais parecido ao do tsunami que aconteceu na Ásia em 2004".


 


"Se as pessoas souberem quais as atitudes a tomar, souberem como se comportar, a probabilidade de serem afetadas e conseguirem resistir é muito maior. Estas questões da vulnerabilidade social, da resiliência das pessoas, são um fator determinante quando acontecem catástrofes deste tipo", reiterou.


 


Para Domingos Rodrigues, os comportamentos de risco estiveram na origem de muitas mortes nas inundações e deslizamentos de terras que assolaram a Madeira em 2010, mas o problema não é exclusivo do arquipélago.


 


"Não posso dizer que a questão seja da Madeira. Eu não posso dizer que, se houver um sismo hoje em Lisboa, as pessoas tenham as atitudes tão adequadas como os japoneses. Isto não é uma questão madeirense, é nacional", acrescentou.


 


O professor da Universidade da Madeira precisou que os riscos "devem ser abordados de uma maneira aplicada ao local onde as pessoas vivem, de modo a que saibam o que podem acontecer e tomem as atitudes indicadas".


 


"É um problema transversal a todo o Portugal e a única coisa que se tem que fazer é investir na educação", afirmou.


 


Fonte: Observatório do Algarve


Booking.com
23
Mar11

1272: Barra de Cacela mantém-se… para já

Tempo no Algarve

A nova barra de Cacela, aberta no início do verão passado, deverá manter-se, não estando agendada qualquer medida para repor a configuração original daquela faixa litoral do concelho de Vila Real de Santo António, que assim ganhou uma nova ilha e viu diminuída a linha contínua de praia entre a foz do Guadiana e a vila histórica de Cacela Velha.


 


Da mesma forma, e porque aquele não é um lugar onde seja necessária assegurar a navegabilidade em todas as condições de maré, também não deverá ocorrer o encerramento da barra antiga, apesar de o seu assoreamento já permitir o atravessamento pedonal da ria nas horas de baixa-mar.

A nova barra de Cacela visou resolver o problema da fraca ação das marés que se vinha sentindo naquele troço final da Ria Formosa (delta), o que estava a afetar os viveiros da zona, conforme foi alertado pela Cooperativa Formosa.

A intervenção foi planeada pela Administração da Região Hidrográfica (ARH) do Algarve e financiada pela Câmara Municipal de Vila Real de Santo António.

Na prática, a operação limitou-se a fazer um rasgão no cordão dunar, a nascente de Cacela Velha, cujas correntes e ação marítima vieram repor o ciclo das marés e evitar a acumulação excessiva de areias.


 


Fonte: Barlavento Online

Booking.com
21
Mar11

1271: Aviso Amarelo no Algarve

Tempo no Algarve

Faro

Última actualização da informação:

Segunda-feira, 21 de Março de 2011

Agitação Marítima

Amarelo

Agitação Marítima

Para o período de: 2011-03-21 17:00:00
até: 2011-03-23 13:59:59

Altura Significativa das Ondas

Na costa Sul ondas de sueste com 2 a 3 metros.

 

Fonte: IM

Booking.com

Pág. 1/4

Calendário

Março 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

reserva

Booking.com

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Facebook

Relógio

Misterwhat

Comentários recentes

  • Tempo no Algarve

    Olá Cláudia.Desde já, agradeço a sua informação e ...

  • Cláudia

    Olá!Queria avisar que já descobri os novos horário...

  • Tempo no Algarve

    Olá Cláudia. A empresa que efectua o transporte ai...

  • Cláudia

    Olá! Podem actualizar o horário para Julho 2018, p...

  • Tempo no Algarve

    Pode clicar na localização no local de embarque e ...

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search