Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Calendário

Outubro 2010

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

reserva

Booking.com

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Facebook

Relógio

Misterwhat

Comentários recentes

  • Tempo no Algarve

    Já estão disponíveis, os horários para todo o mês ...

  • Tempo no Algarve

    Já estão disponíveis os horários de Setembro.

  • Anónimo

    Boa tarde, onde posso consultar os horários de Set...

  • Tempo no Algarve

    Existe um parque gratuito, mas geralmente está sem...

  • Anónimo

    Qual o horário do parque de estacionamento e valor...

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search

25
Out10

1133: Sorteio da 4ª Eliminatória da Taça de Portugal: Olhanense defronta o Nacional

Tempo no Algarve

Sorteio da 4ª Eliminatória da Taça de Portugal


 


Benfica (L) - Sp. Braga (L)
Sporting (L) - Paços de Ferreira (L)
Olhanense (L) - Nacional (L)
Moreirense (LO) - FC Porto (L)
Beira-Mar (L) - Académica (L)
Portimonense (L) - V. Guimarães (L)
Espinho (2.ª Div.) - Leixões (LO)
Juv. Évora (2.ª Div.) - Santa Maria (3.ª Div.)
Varzim (LO) / Cova da Piedade (3.ª Div.) / Gondomar (2.ª Div.) -Ribeirão (2.ª Div.)
Merelinense (2.ª Div.) - Carregado (2.ª Div.)
Rio Ave (L) - Feirense (LO)
Atlético (2.ª Div.) - Tourizense (2.ª Div.)
Pinhalnovense (2.ª Div.) -Tirsense (2.ª Div.)
Mondinense (3.ª Div.) - Torreense (2.ª Div.)
Marítimo (L) - Setúbal (L)
Bombarralense (3.ª Div.) / Louletano - U. Madeira (2.ª Div.)

Booking.com
25
Out10

1132: Previsão meteorológica para a semana de 25 de Outubro a 31 de Outubro de 2010

Tempo no Algarve

Previsão meteorológica no Algarve para os próximos dias:


 


Dia 25 (2ªfeira) -  Céu pouco nublado temporiamente nublado. Vento moderado de noroeste.


  


Máximas: 21ºC - 25ºC
mínimas: 11ºC - 15ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1 metro.  Temperatura da água do mar: 19ºC.


 


Dia 26 (3ªfeira)- Céu pouco nublado temporiamente nublado por nuvens altas. Vento fraco a moderado de leste.


 


Máximas: 20ºC - 24ºC


mínimas:  10ºC - 14ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1 metro. Temperatura da água do mar: 19ºC.


 


Dia 27 (4ªfeira)  - Céu pouco nublado temporiamente nublado por nuvens altas. Vento fraco de nordeste. 


 


Máximas: 20ºC - 24ºC


mínimas: 10ºC - 14ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1 metro.


 


Dia 28 (5ª feira)- Céu nublado por nuvens altas. Vento fraco variável. Pequena subida da temperatura mínima.


 


Máximas: 20ºC - 24ºC


mínimas: 10ºC - 14ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1 metro.


 


Dia 29 (6ª feira)  - Céu nublado. Vento moderado de sudoeste. Aguaceiros. Pequena descida de temperatura.


 


Máximas: 19ºC - 23ºC


mínimas: 10ºC - 14ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1 a 1.5 metros.


 


Dia 30 (Sábado)  - Céu nublado. Vento moderado a forte de oeste. Aguaceiros.


  


Máximas: 19ºC - 23ºC


mínimas: 11ºC - 15ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1.5 a 2 metros.


 


Dia 31 (Domingo) - Céu nublado . Vento moderado de noroeste. Aguaceiros fracos.


 


Máximas: 19ºC - 23ºC


mínimas: 11ºC - 15ºC


 


Estado do mar:  Ondas de sudoeste com 1 a 1.5 metros.


 


Precipitação prevista para esta semana: 3 mm a 15 mm

Booking.com
22
Out10

1131: SCUT: Comunidade Intermunicipal do Algarve acusa Governo de faltar ao diálogo

Tempo no Algarve

O presidente da Comunidade Intermunicipal do Algarve (AMAL), Macário Correia, acusou hoje o Governo de faltar ao diálogo por não responder a um pedido de reunião formulado há três semanas sobre a introdução de portagens na Via do Infante.


 


No início de outubro, dias antes da manifestação nacional contra as portagens, A AMAL pediu uma reunião ao primeiro ministro para tentar convencer o executivo a adiar a introdução de portagens na A22 até à conclusão da requalificação da EN125.


 


Segundo Macário Correia, até agora não foi agendada qualquer reunião, tendo a entidade que congrega os 16 municípios algarvios apenas recebido cartas a informar que o encontro aconteceria com outros interlocutores.


 


"Primeiro foi-nos dito que a reunião passaria a ser com o ministro das Obras Públicas, depois já era com o secretário de Estado", afirma o social democrata, manifestando estranheza pela forma "anómala" como está a ser conduzido o processo.


 


Macário Correia diz-se preocupado com a atitude do Governo e afirma que a mesma não condiz com a postura de cooperação e diálogo que os municípios algarvios têm tido ao longo dos últimos meses.


 


A AMAL pensa reunir-se antes da data já estipulada - 08 de novembro -, caso a situação evolua de forma desfavorável para o Algarve, já que o Governo admitiu esta semana a possibilidade de portajar a Via do Infante antes de 15 de abril, a data limite para a introdução da portagem.


 


As portagens deverão ser introduzidas nas quatro estradas Sem Custos para o Utilizador (SCUT) ainda gratuitas - a Via do Infante, autoestrada do Interior Norte, Beira Alta, Litoral e Interior.


 


Fonte: Observatório do Algarve

Booking.com
20
Out10

1130: Câmara de Olhão arrisca multa da CCDR Algarve de 44 mil euroa

Tempo no Algarve

A Câmara de Olhão arrisca-se a pagar uma multa de 44 mil euros, devido à deposição de lixo em zona protegida do Parque Natural da Ria Formosa. CCDR-Algarve quer reunião com a autarquia, e tem em curso processo de contra-ordenação.


 



É um problema antigo, que várias entidades já tentaram resolver mas o aterro camarário que existe em Olhão, na frente ribeirinha, parece estar para durar, pelo menos enquanto não avançar o programa Polis da Ria Formosa, que tenderá a requalificar a zona.


 


A denúncia da situação começou ainda em Novembro de 2009, através de um blog de uma associação local, intitulada Somos Olhão, inclusive com fotografias das descargas de entulho por veículos da autarquia. Numa vistoria em Dezembro de 2009 a CCDR-Algarve identificou “descargas recentes de resíduos de construção e demolição”, num local a poente da cidade localizado dentro da área do Parque Natural da Ria Formosa e em área de Reserva Ecológica Nacional e, ainda, numa faixa que corresponde a domínio hídrico.


 


Levada a questão à Assembleia da República, inicialmente pela deputada do Bloco de Esquerda Cecília Honório, o Ministério do Ambiente acabaria , em Janeiro 2010, por considerar a situação “grave”, apesar de existente “há já alguns anos”.


 


Após uma primeira notificação, depois do levantamento de um auto de notícia em Fevereiro, a CCDR-Algarve voltou ao local, desta vez já em Setembro de 2010, para nova acção de fiscalização e constatou-se que ainda persistia a deposição dos entulhos “mais antigos”.


 


Contactada pelo Observatório do Algarve, fonte da CCDR-Algarve admitiu que o assunto não está esquecido, e confirmou que existe um processo em curso, com coimas que oscilam entre os 7.500 e os 44 mil euros.


 


“Estamos a tentar agendar uma reunião para resolver. A Câmara tem um projeto de um ecocentro, com prazo que são longos e também há a questão das obras de requalificação do Polis”, adianta a mesma fonte. É que segundo a CCDR, “a recuperação definitiva de toda a área será enquadrada numa acção de reabilitação do Programa Polis Ria Formosa”.


 


Autarquia não fala, CCDR-Alg quer saber se há compromisso... um ano depois


 


Quanto ao processo instaurado, a CCDR-Alg não quer adiantar para já o montante da coima a aplicar, por se encontrar ainda em fase de instrução, mas salienta que o mesmo dependerá de um compromisso, assumido ou não, para a resolução do problema, na futura reunião entre as partes.


 


Entre as medidas urgentes para minorar os danos ambientais, não cumpridas pela autarquia, está a necessidade de efectuar o recuo da frente do aterro em 2,5 a 3 metros, bem como a construção de uma vedação, não efectuada. A CCDR admite, no entanto, que a colocação de barreiras de terra nos pontos de entrada do aterro, bem como a vala que já existia à volta do aterro, contribuirão “pelo menos provisoriamente para evitar o acesso ao terreno e consequentemente “a existência de novas deposições”.


 


Contactada pelo Observatório do Algarve, fonte da autarquia adiantou que a Câmara Municipal de Olhão não faz comentários sobre o assunto. “Ah isso é aquela coisa do Somos Olhão, mas qual é a novidade?”, questionou, esquecendo a recente vistoria de Setembro.


 


Também não foi possível obter para já informação sobre os planos do Polis Ria Formosa, de que a Câmara Municipal de Olhão é sócia, para a zona onde ainda se encontra o aterro, local recentemente eleito como uma das 7 Maravilhas de Portugal.


 


Fonte: Observatório do Algarve


Booking.com
19
Out10

1129: Autódromo Internacional do Algarve vai produzir eletricidade

Tempo no Algarve

A Parkalgar, empresa gestora do Autódromo Internacional do Algarve, localizado em Portimão, prepara-se para andar à velocidade da luz. Não na pista, mas no complexo fotovoltaico, que, em breve, começará a produzir energia elétrica.


 


Apelidada de central solar fotovoltaica, a construção do equipamento já arrancou em Agosto, prevendo-se que ainda este mês todas as estruturas estejam no terreno. Até ao final do ano, será concretizada a ligação à rede elétrica nacional, iniciando-se a exploração.

De acordo com o administrador da Parkalgar Paulo Pinheiro, o lote de terreno da central situa-se na zona Norte do Algarve Motor Park, a poente do futuro complexo de Hotel/Apartamentos, embora não faça parte do parque tecnológico da estrutura, também em desenvolvimento.

No que se refere às dimensões, a área de painéis a instalar será de 750 metros quadrados, embora o equipamento se insira numa área de 3 mil metros quadrados. Ao todo, serão instalados 504 painéis fotovoltaicos de silício monocristalino de potência unitária de 200 W.

Na globalidade, a potência instalada será de 100 kW, prevendo-se que a produção estimada de energia elétrica a vender à rede seja de 156MWh/ano. Os painéis serão orientados para sul e instalados em suportes fixos com 30º de inclinação.

O modelo de negócio da central fotovoltaica assenta numa parceria criada entre a Parkalgar e a Galp Soluções de Energia (GSE), uma nova unidade da Galp Energia que aposta na otimização da eficiência energética recorrendo, em especial, às energias renováveis.

De acordo com Paulo Pinheiro, o custo do projeto será repartido por ambos os parceiros, prevendo-se que cada empresa venha a investir cerca de 400 mil euros. A receita será depois obtida através da venda da energia à EDP.

À GSE caberá igualmente fornecer o know-how e a manutenção, já que a meta da empresa é assegurar a minimização da fatura energética dos clientes, através de uma plataforma de serviços integrados.

À exceção dos painéis, todos os restantes componentes são de fabrico nacional, potencialidade que será reforçada através de um parceiro português, a Efacec.

De momento, e ao abrigo da legislação em vigor, as dimensões da central não podem ser expandidas, embora a Parkalgar mostre interesse em continuar a investir na área das energias renováveis, até porque este não é o único investimento da empresa algarvia neste segmento.

«O nosso projeto tem uma componente ambiental muito marcada, com objetivo de carbono zero. Além da central solar fotovoltaica, o aquecimento de águas sanitárias no autódromo e no kartódromo é feito através de painéis solares e a rega de espaços verdes recorre à reutilização das águas residuais», avançou o administrador da Parkalgar ao «barlavento».

«Todos estes aspetos estão de acordo com as normas ISO 9001 e ISO 14001 que, em conjunto, irão assegurar a sustentabilidade ambiental» do empreendimento, reforçou ainda Pinheiro, lembrando que a futura unidade hoteleira do Algarve Motor Park também irá recorrer à energia solar.


O projeto em números:

.750 metros quadrados de área total
.504 painéis solares
.100 kW de potência


Leia mais sobre energias renováveis na edição impressa de quinta-feira, dia 21 de Outubro, do semanário «barlavento»


 


Fonte: Barlavento Online

Booking.com
18
Out10

1128: Demolições e realojamentos na Praia de Faro podem começar em 2011

Tempo no Algarve

Não será ainda a grande intervenção de renaturalização do Polis da Ria Formosa, mas Macário Correia admitiu avançar para demolições pontuais na parte central da Praia de Faro, para que se faça o reforço do cordão dunar.


 


A demolição da casas na Praia de Faro e o realojamento de pessoas que têm a primeira habitação em zonas a renaturalizar poderá avançar já em 2011, ainda que apenas em casos pontuais, nomeadamente quando a sua destruição se justifique para reforçar o cordão dunar.

A Sociedade Polis e a Câmara de Faro anunciaram, no passado domingo, que os planos para a Ilha deverão estar concluídos e disponíveis para consulta pública até final do ano.

No ano que vem, já é certo o avanço de alguns projetos, nomeadamente o reforço do cordão dunar em certas zonas e a redefinição do traçado da estrada que atravessa a Ilha, afastando-a da linha de costa em alguns pontos, de modo a evitar que seja galgada pelo mar.

Valentina Calixto, presidente da estrutura que gere o Polis da Ria Formosa, e o presidente da câmara de Faro Macário Correia estiveram no Centro Náutico da Praia de Faro no dia 10, para fazer um ponto da situação resultante do mau tempo que se fez sentir e provocou galgamentos do mar neste zona balnear.

Na mesma ocasião, foi feito o balanço dos trabalhos do Polis para o local.


 


Fonte: Barlavento Online

«Podemos, no decurso de 2011, avançar para algumas intervenções, que podem passar por realojar pessoas de primeira habitação, eventualmente aliviar algumas construções na crista da duna, para criar condições de maior segurança e que podem levar ao realinhamento da própria estrada», disse Macário Correia.

Esta última intervenção, cuja urgência é defendida pelo autarca farense, evitará que «se tenha de tirar areia da estrada, de doze em doze horas, sempre que a maré está mais alta e há mau tempo». Uma ação que «traz enormes custos» à autarquia e obriga a manter máquinas em permanência neste local.

Quanto à grande intervenção de renaturalização prevista no Polis para a Península do Ancão, que prevê a demolição de centenas de casas, ainda não tem data anunciada. O plano para a parte Poente e Nascente será apresentado no decurso do ano que vem, mas as obras em si não devem começar em 2011.

Como revelou Valentina Calixto, o levantamento das habitações existentes nas zonas pertencente ao domínio público marítimo, situadas nas pontas Poente e Nascente da Praia de Faro, ainda continua. «Neste momento, já foram identificadas mais de 50 casas de primeira ou única habitação», num universo «de perto de 400 casas».

Estes casos terão um tratamento diferenciado por parte das autoridades, que se comprometem a arranjar uma habitação alternativa. «Ainda não há decisão quanto ao local. Há pessoas que querem ficar na ilha ou perto dela, mas outras que não se importam de ir para Faro, já que a sua atividade profissional não está ligada à Ria Formosa», ilustrou a mesma responsável.

O Plano de Pormenor que enquadrará a intervenção na parte central da Praia de Faro, já desafetada do Domínio Público Marítimo e sob a alçada da autarquia, está mais avançado. Será este plano que enquadrará as intervenções que Macário Correia prevê que possam avançar já no ano que vem.

O autarca revelou que a Câmara de Faro está a trabalhar em conjunto com o Laboratório Nacional de Engenharia Civil, «para definir a condição exata da cirurgia que se vai ter de fazer aqui».

«Durante o princípio do ano, seguramente estaremos em condições de aprovar o plano para a parte central e dispor dos estudos de engenharia relativos à intervenção global», avançou.

Até que esta intervenção esteja concluída, situações como a que foi vivida no passado fim de semana, com a água e areia a ultrapassarem os muros e a invadir a estrada, «voltarão, seguramente, a acontecer».

«Se ocorrer alguma situação de emergência e alguma casa caia durante o Inverno, a Câmara Municipal assegura o realojamento imediato dessas pessoas», garantiu Macário Correia.

Booking.com
18
Out10

1127: Previsão meteorológica para a semana de 18 de Outubro a 24 de Outubro de 2010

Tempo no Algarve

Previsão meteorológica no Algarve para os próximos dias:


 


Dia 18 (2ªfeira) -  Céu nublado temporiamente pouco nublado. Vento fraco de leste.


  


Máximas: 20ºC - 24ºC
mínimas: 10ºC - 14ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste de 1.5 a 2 metros.  Temperatura da água do mar: 19ºC.


 


Dia 19 (3ªfeira)- Céu pouco nublado temporiamente nublado por nuvens altas. Vento fraco a moderado de leste. Pequena descida da temperatura mínima.


 


Máximas: 20ºC - 24ºC


mínimas:  9ºC - 13ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1 metro tornando-se ondas de sueste. Temperatura da água do mar: 19ºC.


 


Dia 20 (4ªfeira)  - Céu pouco nublado temporiamente nublado por nuvens altas. Vento fraco a moderado de leste. Pequena descida da temperatura mínima.


 


Máximas: 20ºC - 24ºC


mínimas: 8ºC - 12ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1 metro.


 


Dia 21 (5ª feira)- Céu pouco nublado. Vento fraco de leste. Pequena subida da temperatura mínima.


 


Máximas: 20ºC - 24ºC


mínimas: 9ºC - 13ºC


 


Estado do mar: Ondas de sueste com 1 metro.


 


Dia 22 (6ª feira)  - Céu pouco nublado temporiamente nublado por nuvens altas. Vento fraco a moderado de leste.


 


Máximas: 21ºC - 25ºC


mínimas: 10ºC - 14ºC


 


Estado do mar: Ondas de sueste com 1 metro.


 


Dia 23 (Sábado)  - Céu pouco nublado temporiamente nublado por nuvens altas. Vento moderado de oeste.


  


Máximas: 21ºC - 25ºC


mínimas: 11ºC - 15ºC


 


Estado do mar: Ondas de sueste com 1 metro.


 


Dia 24 (Domingo) - Céu pouco nublado. Vento fraco a moderado de leste.


 


Máximas: 21ºC - 25ºC


mínimas: 11ºC - 15ºC


 


Estado do mar:  Ondas de sueste com  1 metro.

Booking.com
17
Out10

1126: Olhanense segue em frente na Taça de Portugal mas só após grandes penalidades

Tempo no Algarve

O Olhanense conseguiu este domingo vencer a eliminatória da Taça de Portugal, ao ganhar ao Sertanense (2ª Divisão), mas apenas nas grandes penalidades, após terminar a zero o tempo regulamentar e o prolongamento.


 


A equipa de Daúto Faquirá teve assim grande dificuldade em ultrapassar o seu adversário, teoricamente mais fraco.

Nas grandes penalidades, o resultado acabou por ficar 1-4, a favor dos algarvios.


3ª eliminatória da Taça de Portugal – resultados de domingo, dia 17 de Outubro

OPERÁRIO 0-2 MOREIRENSE

SANTA MARIA 1-0 PENALVA CASTELO

ANADIA 1-2 FEIRENSE

MERELINENSE 2-1 FARENSE

MIRANDELA 1-1 (2-4) BEIRA-MAR (após GP)

P. FERREIRA 3-1 S. JOÃO VER

SP. ESPINHO 4-1 PONTASSOLENSE

ATLÉTICO 3-1 MAC. CAVALEIROS

CARREGADO 0-0 (3-2) FÁTIMA (GP)

TIRSENSE 5-1 SAMPEDRENSE

TOURIZENSE 2-1 AL. LORDELO (AP)

PINHALNOVENSE 3-0 FAFE

MONDINENSE 2-1 COIMBRÕES (AP)

NAVAL 0-2 MARÍTIMO

LAGOA 0-0 (4-5) TORREENSE (GP)

RIBEIRÃO 2-0 BELENENSES

CESARENSE 1-2 ACADÉMICA (AP)

BOMBARRALENSE 2-1 LOULETANO

PORTIMONENSE 2-0 CINFÃES

JUV. ÉVORA 1-0 SANTA CLARA

SERTANENSE 0-0 (1-4) OLHANENSE (GP)

LEIXÕES 3-2 MAFRA

V. GUIMARÃES 4-0 AT. MALVEIRA

NACIONAL 4-2 PADROENSE

Fonte: Barlavento Online

Booking.com
17
Out10

1125: Mendes Bota: Governos de Sócrates são «maior desastre para o Algarve desde o terramoto de 1755»

Tempo no Algarve

«Os governos presididos pelo eng. José Sócrates foram o maior desastre que se abateu sobre o Algarve, desde o terramoto de 1755» acusou este sábado o deputado algarvio do PSD Mendes Bota, numa reação ao Orçamento de Estado 2011.


 


«Sugaram fiscalmente a Região até ao tutano, reduziram o investimento público à mínima expressão, e destruíram o tecido económico, arrasando a agricultura, a pesca, a floresta, e agora também o comércio, com uma política suicida de licenciamento comercial que faz do Algarve o recordista mundial de grandes superfícies por metro quadrado, por onde se escoa o resto dos recursos financeiros da Região», acrescentou o parlamentar social-democratas.

«Sei que este será um orçamento de emergência, com consequências muito gravosas para o nível de vida dos portugueses e, perante a magnitude do problema, as reivindicações regionais tenderão a ser encaradas como contabilidade de mercearia», disse ainda Mendes Bota numa declaração sobre o OE divulgada este sábado.

«Mas enquanto algarvio, e deputado eleito por esta Região, e por um princípio de coerência com todo um passado de denúncia da discriminação de que tem sido alvo o Algarve, há coisas que não podem deixar de ser ditas, mesmo neste momento em que se apela ao sentido de responsabilidade dos políticos, e à solidariedade entre todos os portugueses», continua o deputado.

«Enquanto os dois últimos Governos gastaram o que tinham e o que não tinham, o Algarve ficou sempre fora da rota do investimento público. Agora, que “não há nada para ninguém”, clamar contra a injustiça que se abateu sobre o Algarve desde 2005, só terá um efeito pró-memória futura deste período negro da nossa história», salienta ainda.

«Excluído artificialmente do Objectivo 1 dos fundos comunitários, com perdas substanciais que se elevam a mais de mil milhões de euros, e sem parcerias público-privadas que se vejam (o Hospital Central do Algarve já foi arrumado na gaveta, e a requalificação da EN 125 ainda mal arrancou), a (des)evolução do PIDDAC é o espelho de uma política de subalternização intolerável do Algarve», acusa também Mendes Bota.

«Os 60 milhões de euros contemplados virtualmente no PIDACC para 2011, representam apenas 25% do montante de há 10 anos».

«Os números falam por si, e constituem um libelo acusatório sobre quem levou todos estes anos a assobiar para o lado e a aplaudir investimentos virtuais que nunca saíram do papel nem do Power Point, de nada lhe valendo chorar agora lágrimas tardias de arrependimento», salienta igualmente o deputado algarvio do PSD, na sua reação ao Orçamento para 2011.


 


Fonte: Barlavento Online

Booking.com
14
Out10

1124: REFER faz obras de 25 milhões de euros na Linha do Algarve

Tempo no Algarve

Os troços Tunes/Lagos e Faro/Vila Real de Santo António da Linha do Algarve estão a ser alvo de obras da responsabilidade da REFER, anunciou hoje esta empresa responsável pela gestão das linhas férreas em Portugal.


 


Trata-se de obras de renovação da superstrutura de via – carril, travessas e balastro - dos troços Tunes/Lagos e Faro/Vila Real de Santo António, numa extensão total de 90 quilómetros, sendo que a sua restante extensão, entre Tunes e Faro, se encontra modernizada desde 2004.

Este investimento, que, segundo a REFER, «decorre dos resultados das inspeções periódicas e sistemáticas efetuadas na rede ferroviária nacional e do respetivo diagnóstico, que confirmou o aproximar do fim da vida útil dos seus elementos constitutivos», visa «aumentar a fiabilidade da exploração, o aumento do conforto para os passageiros e viabilizar a própria manutenção, de forma racional e sustentável, da superstrutura de via».

A intervenção, que consiste essencialmente na substituição de travessas de madeira por betão, novos carris soldados em barras longas para eliminação de juntas e reforço de balastro, representa um investimento de cerca de 25 milhões de euros, sendo o fornecimento dos materiais da responsabilidade da REFER, à exceção do balastro.

Os trabalhos decorrem de forma faseada, durante um período de três anos, e englobam um conjunto de empreitadas divididas em três fases, estando duas delas já concluídas.

Assim, em 13 de Julho passado foram assinados, com as empresas Neopul e Promorail, os contratos das empreitadas relativas à 3ª fase, representando um investimento total de 7,9 milhões de euros.

Os trabalhos desta 3ª fase, que envolvem a substituição de travessas, carril e balastro, tiveram início em Setembro, estando a sua conclusão prevista para Abril de 2011.


 


Fonte: Barlavento Online

Booking.com

Calendário

Outubro 2010

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

reserva

Booking.com

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Facebook

Relógio

Misterwhat

Comentários recentes

  • Tempo no Algarve

    Já estão disponíveis, os horários para todo o mês ...

  • Tempo no Algarve

    Já estão disponíveis os horários de Setembro.

  • Anónimo

    Boa tarde, onde posso consultar os horários de Set...

  • Tempo no Algarve

    Existe um parque gratuito, mas geralmente está sem...

  • Anónimo

    Qual o horário do parque de estacionamento e valor...

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search