Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Calendário

Julho 2010

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

reserva

Booking.com

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Facebook

Relógio

Misterwhat

Comentários recentes

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search

07
Jul10

1039: Tsunami meteorológico foi registado esta manhã no Algarve

Tempo no Algarve

Uma seicha gigante ou tsunami meteorológico foi registado esta manhã em vários pontos de estuários, zonas lagunares e rios do Algarve, causando, segundo testemunhas oculares, variações súbitas da altura da maré de cerca de 50 centímetros.


De acordo com o meteorologista Bruno Gonçalves, este tsunami meteorológico deverá ter-se ficado a dever à passagem da depressão que esta madrugada afetou o Algarve, causando uma acentuada baixa da pressão atmosférica, com ventos, chuva e trovoada.

«Estes tsunamis meteorológicos são fenómenos que raramente ocorrem aqui no Algarve, mas que são mais habituais em zonas como as Ilhas Baleares, no Mediterrâneo, por exemplo», acrescentou.

São fenómenos que acontecem em «locais confinados, como estuários, portos ou rias», que «provocam alterações na evolução normal das marés». Ou seja, numa altura em que a maré está a subir, em vez de continuar a subir, de repente desce.

No caso do Algarve, o fenómeno foi observado esta manhã, entre as 8h30 e as 9h00, pelo menos em dois locais: no Rio Arade, em Silves, e ainda na Ria Formosa.

Ao que o barlavento.online apurou, há relatos de que um operador que estava a embarcar turistas no cais de Silves viu o seu barco ficar em seco de repente, depois das águas do rio terem baixado cerca de meio metro.

Na Ria Formosa, há o caso do barco que fazia a ligação entre Olhão e a Praia do Farol que terá ficado momentaneamente encalhado, quando a altura das águas baixou de forma muito rápida.

No Fórum MeteoPt, que desde há algumas horas está a comentar o caso, diz-se que os marégrafos de Lagos e de Algeciras (Espanha) terão registado estas alterações súbitas no nível das marés.

Nuno de Santos Loureiro, investigador da Universidade do Algarve, acrescentou que o Algarve foi afetado «por uma enorme depressão térmica que deve ter vindo do Norte de África, migrando para cima do Algarve. Pelo vigor, pelo vento que provocou, certamente que deu grandes alterações de pressão atmosférica, repercutindo-se nas marés».

Este investigador esclareceu que «o nível do mar é sempre altamente condicionado pela pressão atmosférica».

Ao que o barlavento.online apurou, investigadores ligados à Universidade do Algarve e a outras entidades estão a recolher dados e a analisá-los para encontrar uma explicação cabal para o fenómeno meteorológico que esta manhã afetou a zona costeira da região.

Em Portugal, por serem muito raros, os tsunamis meteorológicos não têm nenhum nome especial. Mas são conhecidos por rissaga (Catalunha), milghuba (Malta), marrobbio (Itália) ou abiki (Japão).

Fonte: Barlavento Online

Booking.com

Calendário

Julho 2010

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

reserva

Booking.com

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Facebook

Relógio

Misterwhat

Comentários recentes

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search