Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Calendário

Fevereiro 2010

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28

Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Google

Comentários recentes

  • Anónimo

    Horários e preços já muito desatualizados.E para a...

  • Tempo no Algarve

    Boa noite. Hoje já foi publicado os dados climatol...

  • Anónimo

    Bom dia, onde estão os dados climatológicos refere...

  • Anónimo

    Bom dia, gostaria que atualizassem os dados deste ...

  • Botas de Mulher

    Informação sem dúvida muito útil apar quem pretend...

Ofertas de Emprego - Faro

Pesquisa

Custom Search

subscrever feeds

Mais sobre mim

21
Fev10

905: Aviso Amarelo no Algarve

Tempo no Algarve

Faro

Última actualização da informação:

Domingo, 21 de Fevereiro de 2010

 

Vento

Amarelo

Vento

Para o período de: 2010-02-22 01:00:00
até: 2010-02-23 00:59:59

Rajada Máxima do Vento e Velocidade Média do Vento

No litoral, vento forte (ate 50 km/h) com rajadas ate 70 km/h.

 

Precipitação

Amarelo

Precipitação

Para o período de: 2010-02-22 03:00:00
até: 2010-02-22 14:59:59

Chuva/Aguaceiros

Periodos de chuva ou aguaceiros, temporariamente fortes e por vezes acompanhados de trovoadas.

 

 

Fonte: IM

21
Fev10

904: Ria Formosa: Mau tempo antecipa demolições na Ilha da Fuzeta

Tempo no Algarve

A destruição de casas na Ilha da Fuzeta nos últimos dias, devido ao mau tempo, levou as autoridades a decidirem antecipar as demolições previstas para aquele local.


 




Depois de uma visita à Ilha da Fuzeta, a secretária de Estado do Ordenamento do Território e das Cidades, Fernanda do Carmo, anunciou a antecipação das demolições previstas para aquele local.


 


Recorde-se que a Ilha da Fuzeta foi fustigada pelo mau tempo, que conjugado com marés vivas, já destruiu mais de 20 habitações desde Dezembro de 2009 As casas, todas elas clandestinas, estão incluídas no lote de demolições a realizar no âmbito do Programa Polis Litoral da Ria Formosa. Medida que apenas devia ser concretizada em Outubro deste ano e que agora será antecipada para Março/Abril.


 


“Para garantir situações de segurança na própria Ria vamos fazer, após este ciclo de intempéries que se pressupõe que esteja concluído no início de Março, a remoção imediata dos destroços, alguns deles ainda no local e outros espalhados quer no areal, quer no fundo da Ria, e a remoção das estruturas edificadas que ainda estão no local”, anunciou Fernanda do Carmo, que admite que até ao fim do período de marés vivas mais habitações venham a ser destruídas.


 


“É uma situação que exige que haja uma actuação imediata e não como estava programada anteriormente”, acrescenta.


 


Segundo a secretária de Estado optou-se por uma redefinição de prioridades, uma vez que todas as intervenções já estavam programadas: “no Plano de Ordenamento da Orla Costeira está prevista a intervenção de requalificação deste cordão dunar, os projectos estavam em curso, as disponibilidades financeiras e os outros meios técnicos estavam também equacionados”, diz.


 


Mar abre nova barra na Fuzeta


 


A actual barra da Fuzeta está a ficar assoreada e a acção do mar está a abrir uma nova barra noutro local, acção da natureza que está a ser estudada pelos técnicos para garantir tanto condições de navegabilidade e a sustentabilidade dos viveiros existentes na zona, como a segurança da zona ribeirinha da Fuzeta.


 


“Para garantir condições de navegabilidade aos pecadores e garantir as actividades económicas de viveiros e etc. na própria Ria, tem de haver a necessidade de abrir, reforçar ou estabilizar a barra que venha a ser aberta pelo mar”, anuncia Fernanda do Carmo.


 


A secretária de Estado adverte, todavia, que a decisão sobre as medidas a aplicar no local “vão depender do que acontecer nos próximos tempos e de estudos técnicos que estão a ser acelerados para ver qual é a dinâmica de todo aquele sistema”.


 


Na visita à Ilha da Fuzeta, Fernanda do Carmo teve oportunidade de observar a destruição provocada pela força do mar, acompanhada por Joaquim Dias de Sousa, um pescador local que conhece bem as ‘manhas’ das ondas.


 


Os destroços estão espalhados por uma longa extensão de areal e algumas das casas, cujas paredes teimaram em resistir aos últimos acontecimentos, dão sinais de grande fragilidade (ver fotos).


 


Após a visita à Ilha, cujo regresso foi surpreendido pela chuva, a Secretária de Estado reuniu com os responsáveis da Administração da Região Hidrográfica (ARH) do Algarve, o presidente da Câmara de Olhão, Francisco Leal, e com a Governadora Civil, Isilda Gomes.


Neste momento continuam de pé 46 casas na Ilha da Fuzeta, número que se poderá alterar com o agravamento do estado do tempo previsto para as próximas horas.















 















 



 


Fonte: Observatório do Algarve


 

21
Fev10

903: Tragédia na Madeira: Sobe para 40 o número de mortos na Madeira

Tempo no Algarve

O número de mortos vítimas do mau tempo que ontem assolou a Madeira subiu para 40, segundo o balanço mais recente, que aponta ainda para mais de 120 feridos e cerca de 250 desalojados. O número de desaparecidos ou de pessoas incontactáveis ascende a 248.

 

O balanço final dos temporal que ontem deixou um rasto de destruição na Madeira, em particular nos concelhos da Ribeira Brava e do Funchal, ainda está por fazer. O secretário regional dos Assuntos Sociais, Francisco Ramos, adiantou que as autoridades locais vão continuar com 'a prospecção de corpos', um trabalho que irão realizar em conjunto com equipas do continente.

 

A caminho da Madeira está já um avião C-130 com uma equipa de 43 elementos: seis mergulhadores da Força Especial dos Bombeiros 'Canarinhos', cinco elementos do Instituto de Medicina Legal, dois do Grupo de Intervenção Protecção e Socorro e dois cães, além de 30 agentes da PSP.

 

Para a ilha já partiu também a fragata Côrte-Real, levando a bordo equipas e meios das Forças Armadas. 'A bordo seguiram um destacamento de helicóptero, um destacamento de mergulhadores, uma secção de fuzileitos com capacidade de escalada, uma equipa médica treinada para situações de apoio às populações, um contentor com material de DISTEX - material de apoio para emergência/catástrofe', especificou a Marinha Portuguesa em comunicado.

 

Fotos: Eduardo Gaspar

 

TEMPO MELHOR AJUDA NAS OPERAÇÕES DE LIMPEZA

 

Depois de um dia de muito mau tempo, a Madeira acordou este domingo com pouca chuva e algum sol. A melhoria permite que as máquinas trabalhem incessantemente na remoção de entulhos e pedras no centro do Funchal.

Mas, um dia depois, são muitas as localidades que continuam isoladas ou sem água ou luz. As aldeias de Eiras no Monte, da Serra d'Água, Furna e Pomar da Rocha, além de S. Vicente e Porto Moniz estão separadas do resto da ilha devido às difíceis comunicações.

 

PIOR TRAGÉDIA DOS ÚLTIMOS 100 ANOS

 

A tragédia que ontem assolou a Madeira é a pior dos últimos 100 anos. Em 1929, uma derrocada de terras em São Vicente, provocada por um aluvião, causou 32 mortos, um número inferior ao balanço mais recente do temporal. De igual forma, os estragos registados ontem pelo mau tempo superam em larga escala aqueles que há 90 anos ocorreram na ilha da Madeira. 

 

Fonte: Correio da Manhã

 

O Blog Tempo no Algarve envia as condolências às famílias enlutadas e um grande abraço aos madeirenses nesta hora tão difícil e trágica.

20
Fev10

902: Aviso Amarelo no Algarve

Tempo no Algarve

Faro

Última actualização da informação:

Sábado, 20 de Fevereiro de 2010

 

Vento

Amarelo

Vento

Para o período de: 2010-02-20 21:00:00
até: 2010-02-21 07:59:59

Rajada Máxima do Vento e Velocidade Média do Vento

Vento do quadrante sul ate 55 km/h com rajadas da ordem dos 75 km/h.

 

Precipitação

Amarelo

Precipitação

Para o período de: 2010-02-20 21:00:00
até: 2010-02-21 05:59:59

Chuva/Aguaceiros

Periodos de chuva por vezes forte.

 

Agitação Marítima

Amarelo

Agitação Marítima

Para o período de: 2010-02-20 21:00:00
até: 2010-02-21 08:59:59

Altura Significativa das Ondas

Ondas de sudoeste com 4 a 5 metros.

 

 

Fonte: IM

20
Fev10

901: Fuzeta está segura mesmo em caso de abertura de barra natural

Tempo no Algarve

A potencial abertura de uma barra natural na chamada Ilha da Fuzeta, num local em frente à localidade com o mesmo nome da praia, não causaria inundações na Vila. No fundo, seria de esperar um retorno à situação que se vivia nos anos 40 do século XX, altura em que a barra se situava sensivelmente nesse local.


 


A garantia foi dada ao barlavento.online pelo geólogo da Administração da Região Hidrográfica (ARH) do Algarve Sebastião Teixeira, que já afirmou que há 50 por cento de hipóteses entre a formação de uma barra natural e a ocorrência de galgamentos do cordão dunar.



Numa entrevista dada ao jornal «Público», o presidente da Câmara de Olhão defendeu a realização de uma operação de emergência de reforço do cordão dunar da Ilha da Fuzeta, para evitar a abertura de uma barra, situação que, alegou, traria risco de inundações para a Vila da Fuzeta.



Sebastião Teixeira, por outro lado, diz que isso não deverá acontecer. «Caso se abra uma barra, formar-se-ão dois deltas de maré, um de enchente e outro de vazante», explicou.



Ao mesmo tempo, será de esperar «a formação de cabeços», já que a areia seria depositada pelo mar «em frente à Fuzeta». «Ainda se podem ver alguns bancos de areia que existem desde os anos 40», referiu.



Entretanto, a secretária de Estado do Ordenamento do Território Fernanda do Carmo visita amanhã, às 9h45, a Ilha da Fuzeta, para analisar os efeitos que o avanço do mar e as tempestades de Inverno estão a provocar naquela zona.



Após esta visita de trabalho, está programada uma reunião com responsáveis autárquicos e técnicos para a análise da situação e medidas a adoptar. Este encontro vai decorrer a partir das 11h15 nas instalações da Junta de Freguesia da Fuzeta.



O mar, que já deitou abaixo 29 casas clandestinas na Ilha da Fuzeta desde o início do Inverno, deverá voltar a fazer estragos no início da próxima semana, altura em que é esperada a ocorrência de uma tempestade, associada a marés vivas.



Tendo em conta as previsões, é possível que mais 10 casas sejam afetadas. A Ilha da Fuzeta conta com perto de 80 casas, todas de veraneio e identificadas no Plano de Ordenamento da Orla Costeira como imóveis a demolir.


 


Fonte: Barlavento Online

19
Fev10

900: Quercus defende desocupação das ilhas-barreira e penínsulas na Ria Formosa

Tempo no Algarve

A associação ambientalista Quercus apelou hoje ao Governo para ponderar a possibilidade de, a médio prazo, desocupar por completo as duas penínsulas e as ilhas-barreira da Ria Formosa, atingidas esta semana pelo mau tempo.


 


Numa nota enviada às redações, a Quercus considera que, face às consequências dos temporais na costa sul, as autoridades deveriam, além das construções clandestinas, criar um programa para a desocupação total das duas penínsulas e cinco ilhas barreira, "mesmo que tal implique indemnizar os proprietários".



"Os custos de manutenção da atual situação são muito superiores aos da opção pela renaturalização dos sistemas dunares de proteção dos valores naturais", defende a Quercus.



Os recentes temporais "vêm provar que a única solução adequada para proteger pessoas e bens contra o recuo e erosão acentuados da orla costeira é remover todo o tipo de construções e infraestruturas existentes", consideram os ambientalistas.



Em resposta, o Ministério do Ambiente, contactado pela Lusa, disse que "muito em breve haverá novidades" sobre esta matéria e que será feito um ponto da situação dos trabalhos para a zona, abrangida pelo programa Polis da Ria Formosa.



A Quercus sublinha ainda que a solução mais ambientalmente sustentável face à erosão costeira é a deslocalização de pessoas e bens para o interior, "diminuindo a pressão humana nas orlas costeiras".



Os ambientalistas criticam os sucessivos governos por terem nas últimas décadas investido em esporões e na alimentação artificial das praias "sem qualquer sucesso".



"O avanço do mar continua inexorável, nalguns locais a um ritmo de cerca de seis metros por ano", afirmam, lembrando a verba disponibilizada este ano para "enchimento de praias e obras pesadas de proteção costeira".



A Quercus defende igualmente que o enchimento das praias é um "paliativo de eficácia reduzida" que apenas permite adiar um eventual agravamento das condições na orla costeira.



Sobre esta matéria, o Ministério afirma que está a desenvolver o programa de ação para o litoral, que se prolonga até 2013, "onde se inserem ações de combate à erosão da orla costeira".



"No total serão investidos 500 milhões de euros oriundos de fundos nacionais e comunitários", sublinha o Ministério do Ambiente e Ordenamento do Território.



Estão igualmente a ser desenvolvidas medidas de prevenção das situações de risco, designadamente ao nível da contenção da edificação na zona costeira, recorda.


 


Fonte: Barlavento Online

17
Fev10

899: Aviso Amarelo no Algarve

Tempo no Algarve

Faro

Última actualização da informação:

Quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2010

 

Vento

Amarelo

Vento

Para o período de: 2010-02-18 14:00:00
até: 2010-02-19 08:59:59

Rajada Máxima do Vento e Velocidade Média do Vento

Nas terras altas: Vento de nordeste forte (40 a 55 km/h), com rajadas ate 75 km/h.

 

Precipitação

Amarelo

Precipitação

Para o período de: 2010-02-18 14:00:00
até: 2010-02-18 20:59:59

Chuva/Aguaceiros

Periodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes e acompanhados de trovoada.

 

 

Fonte: IM

17
Fev10

898: Próxima maré viva prevista pode destruir mais casas na Fuzeta

Tempo no Algarve

Em dois meses marés vivas e ondulação forte do mar destruíram quase 30 casas de férias da Ilha da Fuzeta, mas há mais 10 habitações em risco iminente de cair com as marés vivas previstas segunda-feira.


 


Em declarações à Lusa, a presidente da Sociedade Polis Ria Formosa, Valentina Calixto, disse que há neste momento 10 casas na Ilha da Fuzeta em risco iminente de destruição pelo mar e que esse facto pode registar-se com as próximas marés vivas, previstas para a próxima segunda-feira.


 


A destruição das casas através de um fenómeno natural apenas veio antecipar a demolição programada pelo Polis Ria Formosa, um projeto de 87 milhões de euros que prevê uma intervenção em 48 quilómetros de frente costeira.


 


A destruição das casas pelo mar por antecipação ao polis não significa, no entanto, um trabalho mais facilitado e económico para as autoridades responsáveis pela renaturalização das ilhas da Ria Formosa, observou Sebastião Teixeira, geólogo da Administração Hidrográfica Regional do Algarve.


 


A operação de remoção do lixo e o seu carregamento para terra ficou mais dificultada, porque o lixo está mais disperso pela praia e pela Ria Formosa, explicou.


 


Sebastião Teixeira acrescenta ainda que os destroços das casas podem aumentar o perigo para os pescadores e mariscadores durante a faina, nomeadamente à noite, altura em que a observação de obstáculos é mais difícil.


 


Contudo, a Polícia Marítima indicou que os destroços que flutuam serão madeiras de pequeno porte e que não apresentam um "verdadeiro risco para a navegação".


 


Valentina Calixto disse que neste momento está a correr um processo de preparação para um concurso público de remoção dos destroços e das ruínas, cujo objetivo é retirar todo o lixo da praia e Ria Formosa até à Páscoa.


 


As casas destruídas na Fuzeta este inverno são fruto de um fenómeno natural registado numa frente costeira de cerca de 100 metros, onde o mar rasgou a duna e em consequência galgou para a Ria Formosa, um sistema lagunar natural.


 


"A ilha da Fuzeta já estava muito frágil e acabou por ceder. Neste momento a duna desapareceu e nessa frente de 100 metros já só há praia", explicou o geólogo Sebastião Teixeira.


 


Desde dezembro de 2009, e até hoje, o mar já destruiu, total ou parcialmente, 29 casas na Ilha da Fuzeta.


 


"Depois da tempestade vem a bonança" e se neste momento o mar está a rasgar e a romper, assim que a tempestade terminar vai repor", afirmou Sebastião Teixeira.


 


Fonte: Lusa

16
Fev10

897: Faro: Mar invade casas e estrada na ilha

Tempo no Algarve

Forte ondulação sudoeste, com 5 metros de altura, e preia-mar de marés vivas, cerca das 04h00 de hoje, fez o mar galgar a duna e invadir a área urbana do lado nascente da praia de Faro. 5 casas destruídas na Fuzeta.


 




 


Segundo Marques Ferreira, comandante da Polícia Marítima a ondulação com cerca de cinco metros de altura aliada às marés vivas provocou esta madrugada a destruição de cinco casas na ilha da Fuzeta e de parte do cordão dunar na ilha de Faro, levando ao corte de trânsito.


 



Fonte da Administração Regional Hidrográfica do Algarve (ARHA) disse à agência Lusa que cinco casas na ilha da Fuzeta “foram total ou parcialmente destruídas esta noite, mas não há nenhuma vítima a registar.



Segundo Sebastião Teixeira, geólogo da ARHA, com a destruição destas cinco casas, são já dez as habitações destruídas em dois dias.


O comandante da Polícia Marítima, Marques Ferreira, explicou que, cerca das 04h00 de hoje, ocorreu uma forte ondulação de sudoeste, com cinco metros de altura, e uma preia-mar de marés vivas que fez com que o mar galgasse a duna e as areias invadissem a área urbana do lado nascente da praia de Faro.


Marques Ferreira acrescentou à Lusa que a estrada teve de ser cortada ao trânsito e que a Câmara de Faro e a Polícia Marítima estão a remover pedras, pedregulhos e areia com retroescavadoras.


Também em declarações à Lusa, o presidente da Câmara de Faro, Macário Correia, estimou que “se não houver mais marés vivas, a situação pode voltar à normalidade”.


No entanto, refere, “estamos a sofrer as consequências de urbanização anárquica do cordão dunar desde há 50 anos”.




 


Fonte: Observatório do Algarve

16
Fev10

896: Ilha da Fuseta: Frente de galgamento tem 80 metros e destruiu cinco casas

Tempo no Algarve

O mar rompeu o cordão dunar na ilha da Fuseta ontem à tarde, cerca das 15h00, no pico da maré cheia. A água salgada passou por cima da ilha, para a margem do lado da Ria , numa frente com cerca de 80 metros de largura, e destruiu mais residências de férias, vazias e já marcadas para demolição ao abrigo do Polis Ria Formosa.



 


A chamada frente de galgamento abriu-se a 300 metros para Leste do cais comercial daquela ilha-barreira do concelho de Olhão. Foi resultado da conjugação de marés vivas com mar de sul fortemente puxado a vento. "É similar a uma ocorrência no início do ano", referiu o comandante Sameiro Matias, a exercer interinamente o comando da Capitania de Olhão. Desde o final do ano passado foram destruídas 18 casas pelo mar na ilha da Fuseta, todas elas casas de férias já marcadas para demolição.


 


O director do Departamento de Litoral da Administração da Região Hidrográfica do Algarve (ARH-A) confirma o número. Segundo informações que lhe foram transmitidas, Sebastião Teixeira adianta que mais cinco casas terão sido destruídas pelo mar, ontem à tarde, na ilha.


 


Junto à frente de galgamento que ontem abriu estavam diagnosticados dois pequenos rompimentos. "Cada vez que houver tempestades vai acontecer outra vez", prevê Sebastião Teixeira.


 


O técnico adiantou, ao final do dia de ontem, que eram esperados mais dois picos de maré alta, com possíveis efeitos semelhantes. Um estava previsto às três da manhã de hoje e o último prevê-se para a madrugada de amanhã. Só no final do episódio completo, a ARH-A procederá a uma avaliação da situação.


 


Fonte: Correio da Manhã


 


 



 


 


Fonte: RTP

Calendário

Fevereiro 2010

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28

Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Google

Comentários recentes

  • Anónimo

    Horários e preços já muito desatualizados.E para a...

  • Tempo no Algarve

    Boa noite. Hoje já foi publicado os dados climatol...

  • Anónimo

    Bom dia, onde estão os dados climatológicos refere...

  • Anónimo

    Bom dia, gostaria que atualizassem os dados deste ...

  • Botas de Mulher

    Informação sem dúvida muito útil apar quem pretend...

Ofertas de Emprego - Faro

Pesquisa

Custom Search

subscrever feeds

Mais sobre mim