Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Calendário

Dezembro 2009

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Google

Comentários recentes

  • Anónimo

    Horários e preços já muito desatualizados.E para a...

  • Tempo no Algarve

    Boa noite. Hoje já foi publicado os dados climatol...

  • Anónimo

    Bom dia, onde estão os dados climatológicos refere...

  • Anónimo

    Bom dia, gostaria que atualizassem os dados deste ...

  • Botas de Mulher

    Informação sem dúvida muito útil apar quem pretend...

Ofertas de Emprego - Faro

Pesquisa

Custom Search

subscrever feeds

Mais sobre mim

09
Dez09

820: Tribunal de Contas veta Algarve Litoral e acusa Estradas de Portugal de três violações à lei

Tempo no Algarve
O Tribunal de Contas (TC) concluiu que a Estradas de Portugal (EP) violou a lei no contrato da concessão rodoviária Algarve Litoral, adjudicada ao consórcio liderado pela Edifer, de acordo com o acórdão disponível na página da instituição na Internet.



A ausência de um estudo, exigido por lei, que demonstre que a parceria público-privada (PPP) era o modelo mais adequado à concessão (estudo do comparador público), a "degradação das condições oferecidas" à EP na fase final do concurso e a fixação de um "valor ilegal e desproporcionado" (15 mil euros) para a aquisição dos documentos do concurso são as três violações à lei apontadas pelos juízes do TC.



De acordo com o acórdão, que determina a recusa do visto prévio à concessão Algarve Litoral, "a fase de negociações redundou em condições menos vantajosas para a entidade pública concedente, se comparadas com as que tinha obtido na fase anterior de avaliação inicial das propostas".



Entre a primeira e a segunda fases do concurso, verificou-se uma diminuição do benefício líquido para a EP "em cerca de 140 milhões de euros" e a proposta final apresentada pelo consórcio vencedor "reflectiu um acréscimo no custo de construção, no valor de 31,576 milhões de euros", referem os juízes do TC.



Estas diminuições traduzem-se numa "degradação das condições oferecidas ao concedente [EP] na fase final de negociações" o que, de acordo com o acórdão, contraria as "regras que a própria EP estabeleceu no programa de Concurso", traduzindo-se numa "ilegalidade".



Quanto ao estudo do comparador público, o TC salienta que este documento "é uma exigência material fundamental para a constituição de uma PPP" e afirma que os estudos apresentados pela EP, designadamente o estudo de viabilidade económico-financeira, "não sustentam a configuração de um modelo de parceria que apresente para o parceiro público vantagens relativamente a formas alternativas de alcançar os mesmos fins, nem demonstram a inexistência de alternativas equiparáveis dotadas de maior eficiência técnica e operacional ou de maior racionalidade financeira".



A concessão Algarve Litoral foi lançada em Março de 2008 e contratada em Abril de 2009 ao consórcio Rotas do Algarve Litoral, constituído pela Edifer, Iridium, Dragados, Tecnovia e Conduril.

 

Fonte: Região Sul
09
Dez09

819: Faro promove vigília pelo Clima, à luz das velas, a pé e de canoa

Tempo no Algarve

Uma vigília à luz de velas, em Faro, como parte de um grande dia de mobilização global contra as alterações climáticas, está marcada para 12 de Dezembro, sábado, a partir das 18h00.


 


A vigília tem a particularidade de poder ser feita a pé ou de canoa, na Ria Formosa.



Para a primeira hipótese, a vigília terá lugar na Doca de Faro e está marcada para as 18h00.



Quem preferir participar de canoa, deverá comparecer às 17h30, no Sport Faro e Benfica, também na zona ribeirinha da cidade.



Segundo a organização, este «será um evento breve e simples e para que seja um sucesso só precisamos de aparecer! Basta passar por lá uns momentos, de preferência levando uma vela - e um amigo(a)».

 

«Nesta altura, os nossos governantes estarão em Copenhaga para as negociações climáticas mais importantes do nosso tempo. A mensagem é clara: o Mundo quer um Acordo para Valer - um tratado suficientemente forte para combater as perigosas alterações climáticas», acrescentam os organizadores da vigília em Faro.

 

Quem quiser participar de canoa – a «canoagem é igual a zero poluição e é amiga do Ambiente», salientam os organizadores -, deverá levar velas, pirilampos para sinalizar as embarcações e uma corneta para dar o toque do início da vigília.



Para participar, deve contactar-se o Sport Faro e Benfica - Secção de Canoagem ou enviar um e-mail para ferradamichael@gmail.com.



Para saber mais ou ajudar na organização, deve contactar-se o email clima12dez.faro@gmail.com.



No Algarve, há ainda outras acções marcadas para Portimão, dia 12, às 17h30, na Alameda da Praça da República, e para Tavira, no mesmo dia e à mesma hora, na Praça da República (junto à câmara).


 


Fonte: Barlavento Online

08
Dez09

818: Temperatura em Portugal já aumentou 1,2 graus desde 1930

Tempo no Algarve

Portugal aqueceu 1,2 graus nas últimas décadas e vive fenómenos extremos como chuvadas intensas, ondas de calor e vagas de frio prolongadas. O Instituto de Meteorologia monitoriza este tempo e procura antecipar-se ao futuro catastrófico que estará para chegar.


 


"Os fenómenos extremos podem vir a ter frequência maior do que no passado. Estamos a bater recordes sucessivos de verões mais quentes, ondas de calor mais prolongadas. Nos últimos 30 anos houve uma curva ascendente nas temperaturas médias", alerta Adérito Serrão, presidente do Instituto de Meteorologia (IM).



A temperatura média em Portugal subiu 1,2 graus desde 1930. Antes disso demorara um século para aumentar 0,8 graus. Esta diferença "significativa" explica-se em grande parte pela revolução industrial, que trouxe alterações nas emissões de dióxido de carbono, acrescenta o especialista.



Cada vez mais o aumento da temperatura média e a ocorrência de episódios extremos maiores, como o frio, o calor e a precipitação de curta duração mas intensa, ganham maior consistência, o que a continuar trará perturbações a todos os níveis, desde os recursos hídricos à biodiversidade, passando pela energia, saúde, turismo e actividade económica.



"Se a projecção se mantiver, terá efeitos graves. Tudo o que ultrapassa os dois graus em relação a 1990 tem consequências com irreversibilidade nos ecossistemas e poderá gerar catástrofes, como aconteceram já no passado, mas com mais intensidade".



O Instituto de Meteorologia tem um projecto em parceria com a Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa para estudar estes cenários climáticos e medir os seus impactos no continente.



Os resultados destes estudos podem sustentar políticas de adaptação às alterações climáticas, explica Adérito Serrão.



"Temos que actuar ao nível da adaptação. É necessário estimar o que vai acontecer para que os vários sectores tenham medidas adequadas às alterações climáticas. Tudo o que estiver na mão do Homem deve ser tentado e conseguido".



O IM e a Faculdade de Ciências estão a acompanhar todas estas matérias, através da monitorização do presente, do registo de situações históricas - com a ajuda de uma base de dados reportados a 1931 - e da 'cenarização' do futuro, explicou.



"Com a ajuda da ciência, há espaço para monitorizar e antecipar os efeitos do clima, mas também para encontrar substitutos energéticos, sem perda de competitividade, e sustentar uma política de transportes e mobilidade, sem retroceder", considera.



O destinatário deste trabalho é a Comissão para as Alterações Climáticas.



O IM dispõe também de um observatório de secas que antecipa situações de falta de água para que os serviços tomem medidas de precaução.



Exemplo desse trabalho é a avaliação dos recursos hídricos à superfície e subterrâneos e os seus efeitos na agricultura.



As previsões já apontam para uma diminuição da frequência das chuvas, para um aumento das temperaturas médias e dos valores extremos, o que em termos de vivência humana se traduzirá mais directamente em períodos de excesso de calor ou de frio, seca prolongada, cheias e inundações.



"Precisamos de informação para podermos agir", salienta Adérito Serrão.



É por isso que todos os institutos de meteorologia membros da organização meteorológica mundial estão actualmente a investir fortemente em serviços de clima.


 


Fonte: Barlavento Online

07
Dez09

817: Previsão meteorológica para a semana de 7 de Dezembro a 13 de Dezembro de 2009

Tempo no Algarve

Previsão meteorológica no Algarve para os próximos dias:


 


Dia 7 (2ªfeira) - Céu nublado. Períodos de chuva fraca que pode ser moderada no Barlavento.  Vento moderado de sudoeste. Pequena subida da temperatura mínima.


 


Máximas: 16ºC - 20ºC


mínimas: 11ºC - 15ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1.5 a 2.5 metros  Temperatura da água do mar: 18ºC.


 


Dia 8 (3ªfeira)  -  Céu nublado diminuindo de nebulosidade a partir de manhã. Vento fraco de sudoeste. Pequena descida da temperatura mínima.


 


Máximas: 16ºC - 20ºC


mínimas: 10ºC - 14ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1 a 1.5 metros. Temperatura da água do mar: 18ºC.


 


Dia 9 (4ªfeira)  - Céu pouco nublado temporiamente nublado.  Vento fraco a moderado de leste. 


 


Máximas: 16ºC - 19ºC


mínimas: 10ºC - 14ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1 metro.


 


Dia 10 (5ª feira)- Céu pouco nublado. Vento moderado de sueste. Pequena descida da temperatura mínima.


 


Máximas: 16ºC - 19ºC 


mínimas: 9ºC - 13ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1.5 a 2 metros.


 


Dia 11 (6ª feira)  - Céu pouco nublado. Vento moderado  de sueste. 


 


Máximas: 16ºC - 19ºC 


mínimas: 9ºC - 13ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1 a 1.5 metros.


 


Dia 12 (Sábado)  - Céu pouco nublado. Vento moderado de sueste. Pequena descida de temperatura.


 


Máximas: 15ºC - 19ºC


mínimas: 6ºC - 10ºC


 


Estado do mar: Ondas de sueste com 1 a 1.5 metros.


 


Dia 13 (Domingo) - Céu nublado.  Vento moderado de sueste. Pequena descida da temperatura mínima.


 


Máximas: 13ºC - 17ºC


mínimas: 5ºC - 9ºC


 


Estado do mar:  Ondas de sueste com 1.5 a 2 metros.


 


Precipitação prevista para esta semana: entre 0 a 5 mm


 


*actualizado dia 10 às 22 horas


 

06
Dez09

816: Cimeira do Clima de Copenhaga também é importante para o Algarve

Tempo no Algarve

A Cimeira do Clima das Nações Unidas (COP15) decorre de 7 a 18 de Dezembro, em Copenhaga, na Dinamarca. Apesar de distante, as conclusões da Cimeira terão consequências importantes também para o Algarve, onde os efeitos das alterações climáticas já se fazem sentir.


 


O «barlavento» esteve em Copenhaga para acompanhar os preparativos para a Cimeira e dá aqui conta de algumas das questões que lá se irão discutir e das suas ligações ao Algarve e a Portugal.



A desertificação do país, com o aumento dos períodos de seca e a ocorrência cada vez mais frequente de chuvadas intensas que provocam inundações catastróficas, a escassez de água, o recuo da linha de costa são algumas das consequências das alterações climáticas globais no Algarve.



Mas também têm a ver com a má gestão dos recursos e do território, que, segundo os especialistas, acabam por aumentar os efeitos das alterações climáticas.



Copenhaga receberá a maior cimeira de sempre sobre o Clima, recebendo 15 mil delegados de todo o mundo e 3000 jornalistas.



Até o presidente dos Estados Unidos Barack Obama já disse que estará presente, num sinal que foi visto como uma esperança para os resultados desta Cimeira.



Durante os quinze dias da reunião, muita coisa está em jogo e a ser negociada em 40 diferentes comissões.



O objectivo é tentar chegar a um acordo para a diminuição real e drástica das emissões de gases com efeitos de estufa, que, segundo os cientistas, vão mudar irremediavelmente o clima do planeta se não foram tomadas medidas urgentes.



Porque é que a COP15 é tão importante? Segundo Louise Brinker, assessora de Imprensa do Ministério dos Negócios Estrangeiros dinamarquês, porque «este é o tempo certo para obter um novo protocolo internacional sobre as alterações climáticas».



Falando no seminário «Contagem Final para a COP15», que decorreu na Escola de Jornalismo da Dinamarca, em Arhus, e ao qual o «barlavento» assistiu, Michael Vedso, chefe do Gabinete de Imprensa da Comissão Europeia naquele país nórdico, admitiu que «muitos países e ONG estão a considerar que a Comissão Europeia não está a ser suficientemente ambiciosa» nas suas propostas para a Cimeira.



No entanto, as propostas da CE, que passam pela redução das emissões em 20 por cento até 2020 (em relação a valores de 1999) já seriam boas se fossem aceites.



Tendo em conta as reticências dos Estados Unidos, ou dos chamados países BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China), onde o crescimento industrial se está agora a realizar, com todas as consequências que isso traz para um aumento efectivo das emissões de gases com efeito de estufa, para Michael Vedso um «acordo político quanto às emissões já seria um resultado muito positivo».



É que poucos acreditam que, da Cimeira de Copenhaga, possa sair um Tratado que obrigue todos os países a cumprir as metas de emissões estabelecidas.



Martin Lidegaard, membro da Concito, um think tank verde, vai porém mais longe: «para ainda irmos a tempo de resolver o problema das alterações climáticas, o pico das emissões tem que ser já daqui a cinco anos, depois disso tem que começar a cair». Por isso, sublinhou, «é preciso tomar medidas e já!»



«Estou certo que vamos chegar a um acordo em Copenhaga. Mas que acordo será esse? Se o resultado for: vamos voltar a falar disto daqui a 10 anos, será um desastre!».



Por isso mesmo, todos os olhos estão postos na Cimeira.


 


Fonte: Barlavento Online

02
Dez09

815: Ilhas da Culatra e Farol começam a receber água canalizada

Tempo no Algarve

Os núcleos das ilhas da Culatra e do Farol, na Ria Formosa, vão começar a receber água da rede pública a partir de domingo. É o cluminar de "12 anos de luta".


 


"Vai ser um dia histórico. É uma luta de 12 anos", declarou hoje à Lusa Sílvia Padinha, presidente da Associação da Culatra, referindo que a partir de domingo a população pode começar a fazer os contratos particulares e depois a ligar os contadores da água".


 


Em comunicado de imprensa, a Câmara Municipal de Faro informou hoje que no próximo domingo vai decorrer a "cerimónia de inauguração da ligação da rede em baixa dos núcleos da Culatra e do Farol aos sistemas Multimunicipais de Água e Saneamento do Algarve".


A visita ao reservatório da Culatra está prevista para as 15h45, com o descerramento de uma placa comemorativa e as intervenções do autarca de Faro, Macário Correia, e o presidente da Fagar, David Santos.


 


As obras de abastecimento público de água e de recolha de esgotos nas ilhas estavam a ser realizadas pela empresa Somague - cujo investimento global era de cerca de cinco milhões de euros - mas o perfuramento horizontal dirigido dos tubos no interior da Ria Formosa e debaixo de terra não foi concluído.


 


A obra estagnada levou a um litígio judicial entre o consórcio liderado pela Somague e as Águas do Algarve (empresa responsável pela execução das ligações às Ilhas), facto que bloqueou as obras de abastecimento público de água e esgotos às ilhas, previstas para estarem finalizadas em 2008.


 


Para contornar o litígio judicial e por ser considerado uma questão de saúde pública, o ex-presidente de Faro, José Apolinário, anunciou em Setembro deste ano uma "solução provisória" que passou por colocar tubos na Ria Formosa presos ao fundo da ria com comportas de fecho.


 


Os antigos autarcas da Câmara de Faro - Luís Coelho (PS), José Vitorino (PSD) e José Apolinário (PS) - que ajudaram à realização do projecto vão ser convidados a estar presentes na cerimónia, acrescentou Sílvia Padinha, satisfeita por finalmente aquela ilha ir começar a receber água da rede pública a partir do Continente.


 


Fonte: Onservatório do Algarve


 

01
Dez09

814: Situação nas Albufeiras no Algarve

Tempo no Algarve

Dados referentes a 30 de Novembro de 2009


  


Albufeira do Arade:     2476 dam3  ( 8.72 %)       (- 1.23%)


Albufeira do Beliche:   25182 dam3 ( 52.46 %)    (- 2.74%)


Albufeira da Bravura:  20329 dam3 ( 58.37 %)     (- 2.43%)


Albufeira do Funcho:   8235 dam3 ( 17.26 %)    (- 2.27%)


Albufeira de Odeleite: 78116 dam3 ( 60.09 %)  (- 2.72%)


 


 


(---) - diferença em relação ao mês passado


 


Fonte: INAG

01
Dez09

Resumo do mês de Novembro de 2009

Tempo no Algarve

Novembro de 2009

Média das Máximas: 21.1ºC (+ 1.4ºC)

Média das mínimas: 12.2ºC (+ 1.1ºC)

MÈDIA: 16.6ºC (+ 1.2ºC)

Temperatura MÁXIMA mais alta: 28.1ºC (dia 1)

Temperatura MÁXIMA mais baixa: 17.0ºC (dia 30)

Temperatura mínima mais baixa: 5.7ºC (dia 30)

Temperatura mínima mais alta: 18.1ºC (dia 1)

Nº dias com temperaturas MÁXIMAS superiores a 20ºC: 19

Nº dias com temperaturas mínimas inferiores a 10ºC: 7

Precipitação: 9 mm

Precipitação máxima diária: 5 mm (dia 26)

Nº dias com precipitação: 3

01
Dez09

Previsão Sazonal Inverno 2009/2010

Tempo no Algarve

Vamos ter um Inverno normal e com precipitação da média ou acima da média, Dezembro e Fevereiro serão o meses mais chuvosos.




Dezembro 2009: Mês com temperaturas normais para a média e precipitação acima da média.



Temperaturas: anomalia entre 0.0ºC e os 0.7ºC



Precipitação: entre 120 mm e os 200 mm




Janeiro 2010: Mês com temperaturas dentro da média e precipitação na média ou ligeiramente abaixo da média.




Temperaturas: anomalia entre os -0.5ºC e os 0.3ºC.




Precipitação: entre 50 mm e os 80 mm




Fevereiro 2010: Mês com  temperaturas acima do normal  e precipitação na média ou acima.



Temperaturas: anomalia entre 0.3ºC e os 0.9ºC



Precipitação: entre 70 mm e os 130 mm 

Pág. 4/4

Calendário

Dezembro 2009

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Google

Comentários recentes

  • Anónimo

    Horários e preços já muito desatualizados.E para a...

  • Tempo no Algarve

    Boa noite. Hoje já foi publicado os dados climatol...

  • Anónimo

    Bom dia, onde estão os dados climatológicos refere...

  • Anónimo

    Bom dia, gostaria que atualizassem os dados deste ...

  • Botas de Mulher

    Informação sem dúvida muito útil apar quem pretend...

Ofertas de Emprego - Faro

Pesquisa

Custom Search

subscrever feeds

Mais sobre mim