Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Calendário

Dezembro 2009

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

anúncio

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Facebook

Relógio

Google

Comentários recentes

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search

17
Dez09

828: Sismo: Denúncias de fissuras em Portimão alegadamente devidas ao abalo encaminhadas para a Câmara

Tempo no Algarve

Protecção Civil de Portimão está a encaminhar as denúncias de rachas e fissuras em habitações recebidas por cidadãos, alegadamente devidas ao sismo de hoje, para o departamento de Obras da Câmara.


 


Em declarações à Lusa, responsáveis dos serviços municipais de Protecção Civil de Portimão e de Lagos disseram que "apesar da intensidade do sismo, não se registaram danos pessoais, nem materiais".



Contudo, um dos responsáveis da protecção civil de Portimão, revelou que foram recebidos alguns relatos de pessoas que alegam "ter fissuras e rachas nas paredes das habitações".



Segundo o mesmo responsável, "as denuncias estão a ser encaminhadas para os serviços de obras da autarquia, para que sejam verificadas".



O sismo registado hoje de madrugada, sentido com maior intensidade no Sul do país, provocou algum receio na população de Portimão e Lagos, tendo algumas pessoas saído para a rua apenas com a roupa que tinham no corpo.



O sismo com magnitude 6.0 na escala de Richter, e com o epicentro localizado a cerca de 100 quilómetros a Oeste-Sudoeste do Cabo São Vicente, foi registado à 01:37 desta madrugada, e segundo as autoridades algarvias, não provocou vítimas ou danos materiais.



"Estava deitada e acordei com tudo a abanar. Levantei-me, acordei o meu marido e os meus filhos, descemos as escadas a correr e saímos para a rua em pijama e só de meias nos pés", disse à Lusa Fernanda Rosa, que habita o 13.º andar de um edifício de 20 andares, na Praia da Rocha, em Portimão.



"Nunca tinha sentido nada assim. Fiquei tão assustada que cheguei a temer o pior, quando vi vários móveis a moverem-se e coisas a caírem das prateleiras", observou.



Para Fernanda Rosa, a "grande preocupação" foi sair de casa, o mais depressa possível, com a família. "Não pensei em mais nada. Nem me lembrei do telemóvel que é uma coisa que nunca largo".



Segundo aquela moradora de Portimão, a maioria dos habitantes do prédio "fugiram" para o exterior do edifício, "algumas de pijama e outras em roupa interior", tendo o regresso a casa ocorrido largos minutos depois "mas sempre com receio de um novo abalo".



O sismo provocou também "apreensão" em vários habitantes de Lagos, que recearam que o abalo "pudesse ter consequências maiores" devido à sua intensidade.



José Cabrita, de 68 anos, morador em Lagos, disse à Lusa "não ter memória de uma coisa do género em toda a vida".



"Havia poucos minutos que tinha chegado a casa e preparava-me para deitar. Comecei a ouvir um som, tipo vento forte, seguido de uma espécie de explosão. Depois começou tudo a abanar", observou.



"Comecei a gritar pela minha mulher e fugi para a rua, em camisola interior, de calças de pijama e com um chinelo", recordou José Cabrita.



Aquele habitante de Lagos, acrescentou que "o medo foi tão grande" que só passados largos minutos é que regressou a casa, "apenas para ir buscar roupa e calçado", permanecendo na rua com alguns vizinhos, durante o resto da noite.

 


 


Fonte: Barlavento Online/Lusa

17
Dez09

827: Sismo no Algarve provoca pânico entre moradores

Tempo no Algarve

Em Olhão e na Praia da Luz (Lagos), várias pessoas saíram de casa com “medo”. Uma delas até telefonou ao guarda-nocturno, julgando tratar-se de um “assalto”.


 


“Acordei com o sismo, senti tudo a tremer em casa durante cerca de dez segundos, com as coisas a balouçarem de um lado para outro”, disse ao DN.PT Luís Varela, residente em Portimão. Já na cidade de Olhão, várias pessoas saíram para a rua com “medo”, tal como sucedeu na Praia da Luz, perto de Lagos. Uma delas até telefonou ao guarda-nocturno, julgando tratar-se de um “assalto”. “Alguns moradores ouviram coisas a cair dos armários durante uns dez segundos e fugiram em pânico para a  rua. Mas pouco depois, regressaram a casa”, contou ao DN.PT Carlos Tendeiro, guarda-nocturno em Lagos, que por se encontrar no carro não se apercebeu do sismo. Só soube quando a mulher entrou em contacto consigo por telemóvel.


 


“Ouvi um estrondo e tudo começou a abanar. Parecia um carro que tinha batido contra a bomba de gasolina”, descreveu, por seu turno, um funcionário do posto de abastecimento de combustível da BP, situado na EN 125, à saída daquela cidade. “Acordei com um barulho esquisito, repentino. Inicialmente, pensei tratar-se de um carro a passar na rua. Mas ao sentir coisas a tremer no quarto, percebi que era um tremor de terra”, relatou ao DN.PT Maria Silva, de 74 anos.

 


 


Fonte: DN

17
Dez09

826: Sismo: Terra tremeu no Algarve esta madrugada

Tempo no Algarve

O Instituto de Meteorologia informa que esta madrugada, pelas 01h37 (hora local), foi registado nas estações da Rede Sísmica do Continente, um sismo de magnitude 6.0 (Richter) e cujo epicentro se localizou a cerca de 100 quilómetros a Oeste-Sudoeste do Cabo de São Vicente.


 


Já o site de geofísica dos Estados Unidos (USGS - United States Geological Survey), informa que a ocorrência teve o seu epicentro a Oeste de Gibraltar, a Sul de Portugal, a 185 quilómetros de Faro e a 265 quilómetros de Lisboa.



O sismo foi sentido com forte intensidade no Algarve e em toda a área metropolitana de Lisboa.



Testemunhos locais em Tavira afirmaram ter sentido o abalo nas habitações, acompanhado de forte ruído.



Um morador de Quarteira disse igualmente ao barlavento.online ter sentido o sismo «com violência».



Durante o abalo, vários leitores afirmaram ter registado «espelhos a tremer», «portas a vibrar» e «candeeiros a abanar».



Segundos depois do tremor de terra, o sítio do Instituto de Meteorologia ficou bloqueado e assim permaneceu durante boa parte da madrugada.



Pelo menos, no concelho de Lagoa, há registos de falhas eléctricas.



Segundo o porta-voz da Autoridade Nacional de Protecção Civil Pedro Araújo, em declarações à «Antena 1», não há, até ao momento, danos materiais nem vítimas a registar.

 


 


Fonte: Barlavento Online


 


Segundo o Centro Sismológico Europa-Mediterrâneo (EMSC) o sismo foi a 103 km a SW do Cabo de São Vicente e teve uma magnitude de 5.7 na escala de Richter. Até ao momento, já foram registadas 16 réplicas de magnitude inferior a variar entre 1 e 3 na Escala de Richter.


 


*actualizado às 12h10m


 

Calendário

Dezembro 2009

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

anúncio

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Facebook

Relógio

Google

Comentários recentes

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search