Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Calendário

Dezembro 2008

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

anúncio

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Facebook

Relógio

Misterwhat

Comentários recentes

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search

08
Dez08

515: Ria Shopping tenta atrair comércio local

Tempo no Algarve

Centro comercial com abertura prevista para Março de 2009
Fachada do projecto
 
O centro comercial Ria Shopping, localizado em Olhão, com data de abertura prevista para Março de 2009, vai garantir 500 postos de trabalho directos, anunciou o promotor, que tenta atrair a oferta de comércio local.

De acordo com o responsável da empresa Sans Frontières, Roger Schiltz, o empreendimento de mais de 9000 metros quadrados de área comercial contará com 80 lojas, “65% das quais já estão alugadas”, disse, à margem de uma sessão de apresentação do centro comercial, realizada na passada sexta-feira.

O Estádio Padinha, propriedade do Olhanense e situado a norte da EN 125, foi abaixo para dar lugar ao Ria Shopping, um investimento superior a 30 milhões de euros num centro urbano em crescimento.

“O projecto foi pensado para um público-alvo de 25 mil pessoas, com uma área de influência de centro local. Mas com as acessibilidades poderá chegar a 70 mil pessoas”, acrescentou Mário Fernandes, responsável da empresa promotora.

Nesta primeira fase, estão garantidos 500 postos de trabalho directos. “O número pode vir a subir até 700 mas no total, incluindo emprego indirecto, será de 1200 postos de trabalho”, salientou Schiltz.

O empresário não teme a proximidade da concorrência (além do Forum Algarve, vai abrir em Tavira, também em 2009, o Gran Plaza). “É a competição normal, natural”, assegurou.

“Eu fiz a minha parte: escolhi a melhor localização possível, com um bom tamanho e seleccionei as lojas mais indicadas. Tudo para que os lojistas possam pagar os seus encargos”, acrescentou.

Mas o responsável da Sans Frontières – detida em partes iguais pelo Schiltz Investment Group, que opera na área de distribuição e centros comerciais, e Grupo Casais, um dos cinco maiores grupos portugueses no sector da construção civil e obras públicas – admite proceder a mudanças se as coisas não resultarem.

“O segredo está na flexibilidade. Se tivermos de nos adaptar às exigências do mercado, vamos fazê-lo. Se algo não funciona, muda-se, porque aquilo que vai abrir em Março de 2009 não será o mesmo um ano depois”, afiançou.

O centro comercial conta com três pisos, servidos por mais de 1000 lugares de estacionamento cobertos. Vai ser construída uma rotunda em plena EN 125, anunciou o promotor, para que o trânsito possa fluir com maior rapidez.

A arquitectura do espaço ficou a cargo da Broadway Malyan, empresa que desenhou o Forum Algarve. “Quisemos unir o facto de ser um centro de forte componente citadina com a envolvente social e natural da cidade”, explicou a arquitecta Margarida Caldeira.

No piso 0, ficará localizado o supermercado, da marca Pão de Açúcar (5142 m2), e algumas lojas de serviços. O piso 1 dedica-se maioritariamente à moda enquanto os espaços de restauração localizam-se no piso 2.

A Box, a Sportzone, a sapataria Loop, a livraria Book It e a Zippy, ligadas ao grupo Auchan (Sonae), são algumas das lojas-âncora já garantidas para este centro comercial.

Portas abertas aos comerciantes locais

As portas do Ria Shopping estão abertas aos comerciantes locais, disponibilizando condições vantajosas para a instalação no centro comercial. “É preciso um ‘cheirinho’ da cidade anfitriã”, disse Clara Chung, da empresa MID, que gere a comercialização do empreendimento.

“Bonificações no preço de cedência fixo e direitos de entrada ou facilidades de pagamento” são dois exemplos de abertura para negociações, que também passam pela Associação do Comércio e Serviços da Região do Algarve (ACRAL).

“Além de condições especiais, teremos também formação mais específica e técnica, porque trabalhar num centro deste tipo é diferente”, acentuou Roger Schiltz.

Em contrapartida, os promotores do Ria Shopping prometem ajudar o comércio local, custeando a cobertura da rua das lojas de Olhão e a colocação de painéis nas duas entradas da cidade, para informar os munícipes sobre eventos comerciais, sociais e desportivos.

“A questão da cobertura está ainda em estudo, porque não é fácil fazê-lo de forma a não prejudicar os moradores. Mas já existe uma proposta, a qual será analisada por câmara e ACRAL”, confidenciou o autarca Francisco Leal.

O edil olhanense elogiou a iniciativa privada – além do centro comercial, um hotel e um aldeamento vão criar “alguns milhares” de postos de trabalho. “Isso é muito importante, num momento de alguma crise financeira, dando resposta a um dos nossos grandes problemas, o desemprego”, sublinhou.

Por outro lado, o Olhanense também beneficiará, uma vez que mantém a posse de mais de 2000 metros quadrados, que lhe proporcionarão uma renda cujo valor ainda não está definido.

 

 

Fonte: Região Sul

Calendário

Dezembro 2008

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

anúncio

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Facebook

Relógio

Misterwhat

Comentários recentes

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search