Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Calendário

Novembro 2008

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Google

Comentários recentes

  • Anónimo

    Horários e preços já muito desatualizados.E para a...

  • Tempo no Algarve

    Boa noite. Hoje já foi publicado os dados climatol...

  • Anónimo

    Bom dia, onde estão os dados climatológicos refere...

  • Anónimo

    Bom dia, gostaria que atualizassem os dados deste ...

  • Botas de Mulher

    Informação sem dúvida muito útil apar quem pretend...

Pesquisa

Custom Search

subscrever feeds

Mais sobre mim

20
Nov08

494: Almargem debate espaços verdes e árvores ornamentais

Tempo no Algarve
A associação ambientalista Almargem vai realizar um seminário sobre o tema “Espaços Verdes e Árvores Ornamentais”. As espécies a utilizar, as podas e o uso racional da água de rega são os subtemas.



O evento, que vai contar com a participação do arquitecto paisagista Fernando Pessoa, acontece dia 24 de Novembro no auditório da Biblioteca Municipal Sophia de Mello Breyner Andresen, em Loulé, entre as 17:30 e as 19:30 horas.



Os interessados em participar devem contactar a Almargem a fim de proceder á inscrição.

 

Fonte: Região Sul
20
Nov08

493: Crise global não efecta agricultura biológica no Algarve e apoios podem até aumentar

Tempo no Algarve

O responsável pela Direcção Regional de Agricultura do Algarve disse hoje à Lusa que os apoios para a agricultura biológica na região vão manter-se mesmo com a crise instalada a nível global e poderão mesmo aumentar em relação ao passado.


 


"O Programa de Desenvolvimento Rural - Proder - que está em execução e que vai de 2007 a 2013, mantém os apoios para a agricultura biológica como manteve no passado e eu diria até que aumentou", declarou à Agência Lusa Castelão Rodrigues, à margem do I Colóquio de Agricultura Biológica do Algarve, que se realizou esta terça e quarta-feira, em Faro.



Durante uma visita de campo ao Centro de Experimentação Agrária de Tavira, uma unidade da Direcção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve (DRAPAlg), Castelão Rodrigues referiu que o actual Quadro Comunitário, e todos os seus eixos, "potenciam o apoio à agricultura biológica" e que a crise económica "não vem afectar" esta vertente.



"O Algarve sendo uma região que está em "phasing out" não vai de maneira nenhuma beneficiar menos de apoios que o resto do país", acrescentou o director da DRAPAlg, Castelão Rodrigues.



Castelão Rodrigues admitiu, contudo, que no ano transacto houve 66 pessoas que tiveram de sair da DRAPAlg para o Sistema de Mobilidade Especial, tendo-se notado algum "défice de recursos humanos", nomeadamente no centro de experimentação de Tavira.



A DRAPAlg já obteve entretanto autorização do Ministério da Agricultura para em 2009 aumentar em quatro o número de postos de trabalho, indo duas pessoas para Tavira e outras duas para a sede da instituição no Patacão, Faro.



No Centro de Experimentação Agrária de Tavira há uma unidade de demonstração de produção biológica de citrinos, que é considerada a "maior colecção de citrinos de Portugal, mas também existem ensaios de agricultura biológica com a vinha, uva de mesa, diospiro, o figo ou a nêspera biológica".



As árvores de frutos secos como as alfarrobeiras ou amendoeiras, e as árvores sub-tropicais, como os abacateiros e anoneiras também fazem parte do rol de experiências e todas estão a correr de forma positiva, admitiu Maria Mendes Fernandes, engenheira técnica da DRAPAlg.



"Os dados dos estudos indicam que a região tem óptimas condições ao nível de solo, temperatura e clima para produzir citrinos biológicos", declarou a especialista, frisando que em certos anos "atingem-se produções idênticas às das culturas de citrinos convencionais".



Actualmente a DRAPALg está em conversações com a Universidade do Algarve e com a Câmara de Tavira para "dinamizar mais o Centro de Experimentação de Tavira", através de um maiornúmero de actividades e com mais experiências e ensaios e resultados mais rápidos, indicou ainda Castelão Rodrigues.



No "I Colóquio de Agricultura Biológica do Algarve", a organização registou mais de 200 participantes, nomeadamente agricultores e empresários.



No evento apresentaram-se vários resultados experimentais que a DRAPALg realizou com culturas várias nos mais de 1.500 hectares de terra dedicados à agricultura biológica.


 


Fonte: LUSA

20
Nov08

492: Polis faz levantamento das construções nas ilhas

Tempo no Algarve

O Polis Litoral Ria Formosa anunciou hoje que vai fazer o levantamento das construções existentes nas ilhas barreira e ilhotes do Parque Natural, num período de seis meses.


 



"Este registo é indispensável para a elaboração dos projectos de intervenção e requalificação das ilhas e ilhotes, bem como do plano de pormenor da Praia de Faro, cujas adjudicações irão decorrer até ao final do corrente ano, no âmbito do Polis Litoral Ria Formosa", considera a sociedade em comunicado.


 


O Polis da Ria Formosa acentua também que "os projectos de intervenção e requalificação e o plano de pormenor deverão posteriormente definir quais os espaços edificados a reestruturar e os que serão naturalizados (demolidos), de acordo com as orientações do Plano de Ordenamento da Orla Costeira (POOC) Vila Real de Santo António-Vilamoura".


 


Os trabalhos de levantamento das construções começam a ser realizados segunda-feira "por técnicos de uma empresa especializada" nos ilhotes do Ramalhete, Cobra, Altura, Coco, Ratas e Entre Côcos e Ratas e Ilha Deserta.


 


Após esta fase, será a vez da Culatra, Hangares, Farol, Armona, Fuzeta, Ilha de Tavira e Ilha de Faro, nascente e poente.


Durante o levantamento, serão preenchidos formulários com três partes, uma destinada ao "inventário das construções, outra relativa à caracterização da população residente e uma última às actividades económicas existentes nos núcleos".


 


Entre outros dados, o inventário pretende identificar as características da construção em causa, o tipo de utilização que lhe é dada, qual a actividade dos seus ocupantes, a situação fiscal e se possui ou não embarcação.


 


Os dados recolhidos serão posteriormente cruzados com outros elementos identificativos, a nível fiscal, predial e outros", explicou a nota da sociedade .


 


O Polis da Ria Formosa prevê a intervenção em 48 quilómetros de frente costeira e 57 de área lagunar e abrange cinco concelhos algarvios: Loulé, Faro, Olhão, Tavira e Vila Real de Santo António.


 


Trata-se de um plano considerado estratégico para a valorização e requalificação da Ria Formosa e envolve investimentos na ordem dos 87,5 milhões de euros, a aplicar entre 2008 e 2012.


 


Ainda para este ano estão já anunciadas as primeiras adjudicações de projectos e de intervenções que contemplam um orçamento de 2,7 milhões de euros.


 


Constituída em Junho, a Sociedade Polis Litoral Ria Formosa SA tem um capital social de 22,5 milhões de euros, dos quais 63 por cento são do Estado e os restantes 37 por cento das autarquias de Faro, Olhão, Tavira e Loulé.



 


 


Fonte: Observatório do Algarve

Calendário

Novembro 2008

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Google

Comentários recentes

  • Anónimo

    Horários e preços já muito desatualizados.E para a...

  • Tempo no Algarve

    Boa noite. Hoje já foi publicado os dados climatol...

  • Anónimo

    Bom dia, onde estão os dados climatológicos refere...

  • Anónimo

    Bom dia, gostaria que atualizassem os dados deste ...

  • Botas de Mulher

    Informação sem dúvida muito útil apar quem pretend...

Pesquisa

Custom Search

subscrever feeds

Mais sobre mim