Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Calendário

Junho 2008

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930

anúncio

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Facebook

Relógio

Google

Comentários recentes

  • Anónimo

    Bom dia, gostaria que atualizassem os dados deste ...

  • Botas de Mulher

    Informação sem dúvida muito útil apar quem pretend...

  • Anónimo

    Boa tardeGostaria de saber qual o horario do barco...

  • Tempo no Algarve

    Olá. Até meados de Outubro serão publicados os mes...

  • Anónimo

    Gostaria de ver os dados relacionados com a temper...

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search

11
Jun08

310: Caos está instalado no Algarve (síntese)

Tempo no Algarve

Bombas fechadas, dezenas de carros avariados ou sem combustível na Via do Infante, pessoas a pé na auto-estrada e supermercados fechados são apenas alguns dos reflexos da paralisação dos camionistas.


A situação provocada pela greve dos camionistas está a parar muitas das principais cidades do Algarve, à semelhança do resto do país.



Muitas são as pessoas que ainda tentam correr às bombas para abastecer, mas muitas não estão a conseguir, pois o combustível já acabou na generalidade dos postos.



O «barlavento» conseguiu abastecer o depósito numa bomba de Tavira, onde estavam cerca de 40 outros automóveis, mas demorou uma hora, sendo que nesta cidade já se encontra fechada, sem uma gota de combustível, a BP.



As bombas da cidade de Olhão também já não têm quase combustível e na estação de serviço da Cepsa, na A22, em Olhão, às 16 horas, havia filas com oito a dez automóveis em cada linha de abastecimento.



A maioria dos veículos que estão a tentar abastecer são carros de empresas, nomeadamente o da Euroscut.



Uns quilómetros mais à frente, na estação de serviço de Loulé, já não havia uma única gota de gasóleo de ambas as qualidades.



Nas estradas, diversos piquetes de grevistas estão situados em alguns pontos da região, como na Estrada Nacional 125, em Olhão, junto ao parque de campismo.



A situação repete-se no nó de Tavira da A22 ou na última saída da mesma via, no sentido Este-Oeste.



Nas principais cidades do Algarve, como Faro, Olhão e Portimão, as corridas às bombas de combustível estão a dificultar o trânsito.



Em Faro, às 15 horas, ainda havia algum combustível nas principais bombas, enquanto em Olhão, as idas às bombas provocaram um trânsito caótico em plena EN 125.



Na cidade de Portimão já não existe combustível nas bombas da V6, bem como nas que se situam perto da rotunda das Cardosas.



A única que se encontrava a funcionar era a da Repsol, junto à Zona Ribeirinha. No entanto, a fila era extensa, chegando quase a entupir toda a avenida.



O «barlavento» apurou junto de alguns automobilistas que a situação era idêntica em Silves, Lagoa e Lagos.



Entretanto, entre os nós de Olhão e Albufeira, o «barlavento» contou pelo menos quinze automóveis parados em plena Via do Infante.



Devido à greve dos rebocadores, os automobilistas não conseguem obter qualquer tipo de assistência, não tendo outro remédio senão «fazer-se ao caminho a pé».



Segundo informação adiantada pela RFM, há cerca de uma dezena de automóveis parados entre Lisboa e o Algarve, nas bermas da A2.



Encontram-se, também, camiões de mercadorias parados nas estações de serviço ao longo da Via do Infante.



Entretanto, o barlavento.online apurou que o supermercado Pingo Doce de Tavira já encerrou por falta de mercadorias.



No Continente de Portimão (centro) também já não há bens essenciais de consumo.

 


 


Fonte: Barlavento Online

11
Jun08

309: Algarve já sofre sem combustível

Tempo no Algarve

Muitas das bombas de Portimão e Lagos já estão "secas" devido à greve dos camionistas. Revendedores dizem que país pode parar.


Os combustíveis acabaram em muitos postos de abastecimento de Portimão, Lagos, Carnaxide, Amadora e Coimbra, segundo a Associação de Revendedores de Combustíveis (ANAREC), que diz que o país pára caso a paralisação dos camionistas continue por mais um ou dois dias. Em Portimão, "há longas horas que Galp, BP, Repsol e Total, já não tinham os principais produtos", e o posto do Modelo "encerrou", disse à agência Lusa o presidente da ANAREC, Augusto Cymbron. Ainda no Algarve, as bombas da Galp estão sem combustíveis desde segunda-feira e a Total esgotou hoje o produtos principais. Situação idêntica na Amadora, onde os postos existentes, das três primeiras marcas, "esgotaram hoje gasóleo e gasolinas", relatou Augusto Cymbron. Estes dados são das 18:00, os últimos de que a associação dispunha cerca das 22:00, ou seja, "agora deve haver já muitos mais postos de abastecimento fechados". "Coimbra estava já muito mal ao final da tarde e em São Domingos de Rana [Sintra] o único posto existente fechou", adiantou o presidente da ANAREC. "O país pára se o bloqueio se mantiver durante um ou dois dias", afirma, "até porque mesmo depois de os camiões-cisterna [de abastecimento] começarem a circular, não é num dia que se normaliza a situação". Existem em Portugal entre 2.200 a 2.300 postos de abastecimento de combustível, que são reabastecidos por camiões-cisterna a partir dos locais de armazenamento, mas "de Aveiras, Setúbal e Sines, não está a sair nem um", alerta o presidente da ANAREC. Este representante do sector apelou ao Governo para que "pense na situação em que o país cairá, caso o bloqueio se prolongue" e defende que a solução passa "pela descida do imposto sobre os combustíveis [ISP]". "Isto não significa sequer menos receita para o Estado porque se recuperavam grandes clientes que neste momento abastecem em Espanha", defende o presidente da ANAREC.

 

Fonte: Observatório do Algarve

 

Nota: Neste momento, em Olhão, BP sem gasóleo e sem gasolina sem chumbo 95, a Galp anda lá próximo e a Repsol idem.

 

A partir da hora do almoço muitos postos devem encerrar por já não terem combustível.
11
Jun08

308. Já falta comida no Algarve

Tempo no Algarve

Algumas das principais cadeias de supermercados com presença no Algarve, dependentes das grandes plataformas de distribuição nacional, já estão a ficar com as prateleiras vazias, em função da greve dos camionistas.


Nos supermercados visitados pelo barlavento.online, ao final da tarde de ontem, não restavam já quaisquer produtos verdes como legumes ou fruta ou mesmo carne e peixe frescos.



No caso do supermercado «Pingo Doce» de Tavira, as zonas de frescos e de carne apresentavam mesmo prateleiras vazias e algumas arcas não continham qualquer produto.



Outros bens de primeira necessidade, como o leite, apresentavam já ruptura de stock em determinadas marcas.



Apesar de uma coluna de camiões adstrita à distribuição daquela cadeia de supermercados ter tido direito a escolta policial, durante o dia de ontem, isso não impediu as rupturas de stock na região.



Uma testemunha disse também ao barlavento.online que diversas lojas de desconto próximas do AlgarveShopping «não continham qualquer produto fresco».



«Chegaram a perguntar-me se eu queria entrar», garantiu a mesma fonte.



O director-geral da Associação Portuguesa das Empresas de Distribuição (APED) também já admitiu que começaram a faltar produtos hortofrutícolas e peixe nos supermercados, principalmente no centro e sul do país, devido à paralisação dos transportes de mercadorias.



José António Rousseaux disse à agência Lusa que "ao terceiro dia de paralisação, a situação se agravou", adiantando também que aumentaram os piquetes nas estradas para impedir a circulação dos veículos que transportam mercadorias.



"Os produtos perecíveis como os hortofrutícolas e o peixe começaram já a faltar em alguns supermercados", referiu, acrescentando que "todas as superfícies estão a ser afectadas da mesma maneira".



Contudo, as zonas Centro e Sul do país são as mais afectadas.





Situação idêntica nos combustíveis



Em Ayamonte, por exemplo, as gasolinas 95 e o gasóleo esgotaram às primeiras horas da manhã de terça-feira.



Fonte de um posto de abastecimento de Tavira assinalou também que, nas imediações de Vila Real de Santo António, há postos que estão a ficar sem combustível.



Por essa razão, as gasolineiras de Tavira registaram pequenas enchentes às primeiras horas da noite, sobretudo depois de a situação ter sido avançada nos noticiários televisivos, verificou o barlavento.online no local.



Situações idênticas de ruptura no mercado dos combustíveis já se fazem sentir em bombas de gasolina das cidades de Portimão e Faro.

 


 


Fonte: Barlavento Online

Calendário

Junho 2008

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930

anúncio

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Facebook

Relógio

Google

Comentários recentes

  • Anónimo

    Bom dia, gostaria que atualizassem os dados deste ...

  • Botas de Mulher

    Informação sem dúvida muito útil apar quem pretend...

  • Anónimo

    Boa tardeGostaria de saber qual o horario do barco...

  • Tempo no Algarve

    Olá. Até meados de Outubro serão publicados os mes...

  • Anónimo

    Gostaria de ver os dados relacionados com a temper...

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search