Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Calendário

Maio 2008

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Google

Comentários recentes

  • Tempo no Algarve

    Boa noite. Hoje já foi publicado os dados climatol...

  • Anónimo

    Bom dia, onde estão os dados climatológicos refere...

  • Anónimo

    Bom dia, gostaria que atualizassem os dados deste ...

  • Botas de Mulher

    Informação sem dúvida muito útil apar quem pretend...

  • Anónimo

    Boa tardeGostaria de saber qual o horario do barco...

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search

subscrever feeds

Mais sobre mim

17
Mai08

271: Museu de Portimão abre portas

Tempo no Algarve

Um espaço moderno e dinâmico, voltado para o público, abre hoje as portas em Portimão. Espreite aqui o que lá pode encontrar. (fotos)


 



O processo de criação do Museu Municipal, iniciado em Fevereiro de 1996, altura em que a autarquia Portimonense comprou a antiga fábrica de conservas “Feu Hermanos”, culmina hoje com a inauguração de um espaço onde se pretende dar vida à História.


O novo espaço, integrado na Rede Portuguesa de Museus, segue “um modelo de Museu de Sociedade, Identidade e Território, encarado como um centro multifuncional de formação, de prestação de serviços e de actividades científicas e culturais”, refere José Gameiro, director do Museu.


O Museu de Portimão está orientado para a formação e prestação de serviços museológicos e educativos, mas pretende também estabelecer-se como elemento indutor, no âmbito da região algarvia, na renovação e abordagem das representações e ofertas culturais mais contemporâneas.


A oferta cultural é algo que o responsável pelo espaço pretende manter com qualidade elevada, gerando maior número de visitantes: “Um aumento da oferta cultural ao longo do ano gera igualmente um aumento da procura e também aí, o papel do Museu como parceiro local e regional desse aumento e dessa procura, pelo conjunto de infra-estruturas e serviços, desempenha um importante factor no combate à sazonalidade regional”, sublinha.


 


Sem esquecer as origens


 


O edifício onde foi instalado o Museu de Portimão é a primeira estrutura industrial recuperada na cidade para fins museológicos e culturais.


O antigo edifício da fábrica de conservas possui uma imagem bem identificada na malha urbana e no imaginário da população local e regional.


Localizado há beira do Rio Arade, as características do edifício foram preservadas e valorizadas as referências ao funcionamento do espaço enquanto fábrica, além de funcionar como elo de ligação entre a cidade e o Rio.


 


Os diferentes espaços


 


O Museu é voltado para o público e actividades culturais, daí estarem estabelecidos espaços com diferentes funções. Destaquemos alguns como a sala de exposição permanente e evolutiva, localizada na grande nave industrial e na antiga sala de lavagem e “descabeço” do peixe, totalmente recuperada e museografada, onde funcionam duas áreas de exposição.


Existem ainda duas salas de exposições temporárias, um Centro de Documentação/Arquivo Histórico e uma Oficina Educativa, um auditório polivalente e salas de reuniões e formação.


 


 


 


 


 


O que se pode encontrar


 


O público pode optar por realizar a visita ao Museu seguindo três percursos diferentes, no que diz respeito às exposições permanentes: Origem e Destino de uma Comunidade; A Vida Industrial e o Desafio do Mar; e Do Fundo das Águas.


Em constante renovação estão as exposições temporárias e com actividades dinâmicas, no sentido de cativas novos públicos, encontra-se o serviço educativo do museu.


 


Quando tudo começou…


 


A história do Museu de Portimão começa em 1983, quando a Câmara Municipal aprovou um projecto museológico visando a investigação, recolha, documentação e divulgação do património local, com especial destaque para o arqueológico, industrial, náutico e subaquático.


A Comissão Instaladora do Museu de Portimão (CIMP), então nomeada, reuniu esforços no sentido de criar, numa primeira fase, uma estrutura que salvaguardasse o património cultural em risco, sensibilizasse a população para a necessidade de preservar a memória colectiva local, caracterizando os seus principais traços identitários, tendo como principal objectivo a criação de condições para o surgimento pioneiro e efectivo de um Museu no município.


Em 1996, a Autarquia adquire a antiga fábrica de conservas, “Feu Hermanos”, num local contíguo ao rio Arade, junto ao Convento de S. Francisco, visando a instalação dessa futura unidade museológica.


Um ano depois, em 1997, é criada a Divisão de Museus, Património e Arquivo Histórico que dará origem à actual Direcção de Projecto do Museu, que conta já com uma equipa de cerca de 26 elementos.


Dois anos mais tarde (1999), é elaborado o programa museológico, específico para aquele antigo espaço industrial e lançado o concurso para o projecto de arquitectura, das novas instalações.


Em 2001, o Museu de Portimão integrou o primeiro conjunto de unidades da Rede Portuguesa de Museus.


Em 27 de Agosto 2004 teve lugar a cerimónia de consignação e lançamento da obra de empreitada de construção.


Um longo processo de 25 anos, com altos e baixos, que termina agora, com a inauguração oficial do um espaço voltado para o futuro.


A abertura é hoje, às 16h00. Visite o Museu!



 


 


Fonte: Observatorio do Algarve

17
Mai08

270: Forte chuva danificou esculturas de areia do FIESA mas abertura continua marcada para quinta-fe

Tempo no Algarve

A chuva que esta sexta-feira se registou no Algarve provocou danos em várias obras do 6º Festival Internacional de Esculturas em Areia (FIESA 2008), mas a inauguração, prevista para a próxima quinta-feira, não será adiada, revelou fonte da organização.


O organizador João Sustelo disse à Lusa que a maioria dos escultores terminara quinta-feira a sua colaboração, mas a chuva da noite e manhã na região de Pêra, Silves, danificou várias esculturas e obrigou a equipa a retornar ao trabalho.



O director artístico do Festival, o turco Alaper Alagoz, disse entretanto à Lusa que os danos só não foram maiores devido ao tipo de areia de rio utilizado nas esculturas, cuja mistura com água a torna "muito compacta", bem como à cobertura à base de cola branca com que são revestidos os trabalhos.



"O problema é que foram muitas horas seguidas de chuva, cinco ou seis, e este revestimento só está preparado para resistir uma ou duas horas", disse, adiantando que, por outro lado, a cola de algumas peças ainda não estava completamente seca.



Apesar dos "danos visíveis", a inauguração não sofreu qualquer adiamento e as 35 mil toneladas de areia do evento deverão estar no seu lugar.



A edição deste ano é dedicada ao universo de Hollywood, com uma área de 15.000 metros quadrados dedicada a obras clássicas, como os filmes Casablanca, A Guerra das Estrelas, Psycho, Os Salteadores da Arca Perdida, King Kong, Indiana Jones, O Senhor dos Anéis e O Feiticeiro de Oz.



À semelhança do que vem acontecendo desde há alguns anos, o FIESA 2008 estará patente ao público durante todo o Verão, num recinto próximo de Pêra.


 


Fonte: LUSA

17
Mai08

269: Alfarroba utilizada para produzir biocombustível

Tempo no Algarve

O Algarve vai dispor da primeira unidade de biocombustíveis do País a partir da alfarroba. O projecto está em marcha e deverá ficar concluído em 2009, prevendo-se o início da produção dentro de dois a três anos.





"É uma energia limpa e com a enorme vantagem de não interferir com a cadeia da alimentação humana", refere Manuel Caetano, vice-presidente da Associação Interprofissional para o Desenvolvimento e Valorização da Alfarroba (AIDA), uma das entidades promotoras do projecto, a par da AGRUPA, associação de produtores.


O local para a instalação da fábrica não está definido, mas será nos concelhos de Loulé ou de S. Brás de Alportel. O investimento ascenderá a cinco milhões de euros, com o recurso a fundos exclusivamente nacionais. "Vamos criar uma nova empresa, com a finalidade de explorar a fábrica", diz Manuel Caetano.


Na elaboração do projecto estão a colaborar a Universidade do Algarve e o Instituto Nacional de Engenharia, Tecnologia e Inovação, além de outras entidades. Um processo enzimático permitirá a produção de álcool a partir da massa da alfarroba, que representa cerca de 90% do peso do fruto – os outros 10%, da grainha, são já utilizados em diversas indústrias.


Nos últimos dez anos, os pomares algarvios de alfarroba foram renovadossignificativamente, com as ajudas comunitárias e a produção, que este ano será de mais de 40 mil toneladas – em parte pelas condições climatéricas favoráveis –, poderá subir 50% nos próximos cinco anos.


Para a fábrica de biocombustíveis irão, inicialmente, cerca de dez mil toneladas. "Como a produção está a aumentar, não há risco de não dispormos de resposta para os mercados habituais, como a indústria das rações", explica Manuel Caetano. A fábrica surge, de resto, como resposta ao aumento de produção (dois milhões de árvores plantadas nos últimos 12 anos). "Se a oferta for muita e não houver saída, os preços baixam. Queremos evitar isso", conclui.


 


PORMENORES


 


RENDIMENTO


A alfarroba é rentável: os preços ganharam 14 pontos em relação à inflação nos últimos 30 anos. Por isso o número de produtores algarvios tem crescido: vai em 14 mil.


 


FÁBRICAS


A região possui duas fábricas transformadoras de alfarroba, que retêm mais-valias na região. Uma fábrica de álcool esteve prevista, em 1968, mas o Governo de então acabou por recuar no projecto.


 


HECTARES


Portugal é o terceiro maior produtor mundial de alfarroba, mas já ameaça Marrocos, o segundo da lista. Na frente está Espanha. O Algarve tem 13 mil hectares dedicados à produção de alfarroba.


 


Fonte: Correio da Manhã

16
Mai08

268: Combustíveis: A económica tentação de atravessar a fronteira

Tempo no Algarve

Foto

 
 

Na semana em que os combustíveis atingiram máximos históricos, o «barlavento» fez-se à estrada e foi comparar os preços na fronteira do Guadiana. Se escolher os dias certos, pode poupar 15 euros por depósito.

Não fosse o colapso no sistema bancário que, na passada quinta-feira, atingiu todo o sistema de pagamentos electrónicos em Ayamonte (Espanha), e (ainda) maior teria sido o lucro daquela que é uma das gasolineiras que mais vende em toda a Península Ibérica.

«No se puede pagar con tarjeta» [não se pode pagar com cartão], dizia em tom atarefado o funcionário do posto BP frente ao Centro Comercial Plaza de Ayamonte, o que levava a maior parte dos consumidores portugueses a abrir a carteira, olhar para os trocos e ver quanto podiam investir em combustível.

«Só tenho 20 euros comigo, mas estava a contar atestar o depósito», dizia uma consumidora portuguesa. Ao menos, ainda se poupa alguma coisa», desabafava para o funcionário que pouco se parecia importar com a situação.

E poupou mesmo. Enquanto os biocombustíveis não chegam ao Algarve e os preços dos combustíveis nacionais não param de subir, são às centenas os algarvios que continuam a procurar alternativas à escalada dos preços, mesmo que isso signifique atravessar a fronteira.

A situação é de tal modo evidente que, durante um périplo feito pelas gasolineiras de Vila Real de Santo António, o «barlavento» não encontrou uma única viatura a abastecer nos cerca de dez minutos que permaneceu junto a cada posto.

Pelo contrário, em Espanha, o ambiente que se vive na bomba de gasolina junto ao centro comercial Plaza de Ayamonte é de permanente azáfama e os abastecimentos são demorados, já que ninguém quer regressar a Portugal de depósito vazio. O mesmo cenário acontece uns metros mais abaixo no posto espanhol… da Galp.

Mas vamos às contas, tomando como base de referência os preços fixados na passada quinta-feira, nos postos de Portugal (Vila Real de Santo António) e Espanha (Ayamonte).

O primeiro destaque terá de ir para a gasolina sem chumbo 95, onde as diferenças de preços, entre os dois países, ascendem praticamente aos 36 cêntimos (70 escudos) por litro.

Já no caso do gasóleo normal (que em Portugal atingia o valor máximo de 1,32 euros), Espanha conseguia, na semana passada, fixar o preço 25 cêntimos abaixo da tabela nacional, cifrando o litro do chamado «gasóleo A» na barreira dos 1,078 euros.

Nos restantes combustíveis nobres – gasóleo extra e sem chumbo 98 – as diferenças entre as duas margens do Guadiana oscilavam entre os 20 e 26 cêntimos, respectivamente.

Outra nota de destaque terá novamente de ir para a gasolina sem chumbo 95, que em Vila Real de Santo António estava a ser vendida 11 cêntimos mais cara que o gasóleo, ao passo que em Espanha a diferença de preços entre os dois produtos era inferior a um cêntimo.

Fonte: Barlavento Online
 

15
Mai08

266: Incêndios: Fase "Bravo" inicia-se hoje

Tempo no Algarve

A fase "Bravo" de combate aos incêndios florestais inicia-se hoje, com cerca de 6.600 elementos, 1.600 veículos e 30 meios aéreos.



A fase "Bravo", a segunda mais crítica (depois da fase "Charlie", a que mobiliza mais meios humanos e materiais), conta com 1.601 equipas, num total de 6.625 elementos, 1.592 veículos e 30 meios aéreos, prolongando-se até 30 de Junho.


A esses meios juntam-se dois helicópteros bombardeiros ligeiros da AFOCELCA, uma associação de empresas do sector papeleiro e de celulose, e brigadas de outros agentes presentes no terreno.


Todo este dispositivo é coordenado pela Autoridade Nacional de Protecção Civil, através do seu Comando Nacional e Comandos Distritais de Operações de Socorro.


O início da fase "Bravo" é assinalado hoje com um reunião com os agentes de protecção civil, com a participação do ministro da Administração Interna, Rui Pereira, e do secretário de Estado da Protecção Civil, José Miguel Medeiros.




 


Fonte: Observatório do Algarve

13
Mai08

265: Plano de Contingência Regional para Ondas de Calor arranca

Tempo no Algarve

O Plano de Contingência Regional para Ondas de Calor 2008 da Administração Regional da Saúde do Algarve, I.P. arranca esta quinta-feira, 15 de Maio, na região algarvia, e vai estar em vigor até 30 de Setembro.



Trata-se de “um instrumento estratégico que tem como finalidade a promoção da protecção da saúde da população contra os efeitos de uma Onda de calor, através do qual as pessoas serão informadas sobre os níveis de alerta e das medidas a ter em conta para minimizar os efeitos sentidos em períodos de altas temperaturas” refere a ARS Algarve.



O Plano de Contingência Regional (PCR) será dotado de um Sistema de Previsão e Alerta e conta com a participação e mobilização de outras instituições com responsabilidade na protecção das populações.



Durante o período de activação do plano vai ser feita uma avaliação diária do risco com base na monitorização diária de vários parâmetros e posterior emissão dos níveis de alerta.



Existem três níveis de alerta: Verde (situações de temperaturas normais para a época do ano) Amarelo (em caso de temperaturas elevadas que podem provocar efeitos na saúde) e Vermelho (quando se registam e prevêem temperaturas muito elevadas que podem trazer graves problemas para a saúde). Para cada nível estão contempladas várias medidas e intervenções ajustadas a cada um deles.



Refira-se, ainda no âmbito deste plano, a ARS Algarve vai disponibilizar, durante este período, na sua página da Internet, bem como às diversas instituições regionais, informações e conselhos úteis dirigidos aos vários grupos que devem ser alvo de um cuidado especial.

 


Fonte: Região Sul

13
Mai08

264: Gasolina e gasóleo voltam a subir à meia-noite

Tempo no Algarve

O presidente da ANAREC disse à RTP que a gasolina e gasóleo devem subir três cêntimos às 00h00 de quarta-feira. Augusto Cymbron adiantou que o aumento deve acontecer numa grande petrolífera mas que as “outras devem ir atrás”.


 


 


 



De acordo com o presidente da Associação Nacional dos Revendedores de Combustíveis, o preço do gasóleo passa dos actuais 1,339 euros para os 1,369 euros e a gasolina 95 sobre dos 1,449 euros para os 1,479 euros.



À RTP, o presidente da Anarec não quis adiantar qual a petrolífera que vai aumentar os preços.



De acordo com Augusto Cymbron, o gasóleo já subiu 7 cêntimos desde 29 de Abril e a gasolina sem chumbo 4,8 cêntimos. Este responsável estranha o aumento, argumentando que não há justificação para tal uma vez que o barril de petróleo é vendido em dólares e para o futuro.



O Presidente da Anarec diz que a desvalorização da moeda norte-americana face ao euro compensa a subida do preço do barril.



Anarec aguarda relatório da Autoridade da Concorrência



Augusto Cymbron disse à RTP estranhar mais este aumento numa altura em que o ministro da Economia pediu à Autoridade da Concorrência para investigar as subidas sentidas nos últimos tempos.



O presidente da ANAREC afirmou que a Autoridade da Concorrência pediu “informação mais detalhada” à Associação e que o “estudo deve estar para sair”.



Aumentos “escandalosos”



“Se calhar, este aumento serve para compensar a descida do IVA em um por cento”, disse à RTP Augusto Cymbron, recordando que os lucros das petrolíferas continuam a aumentar.



“A BP no primeiro trimestre obteve um lucro 63 por cento superior ao de igual trimestre do ano passado”, disse. “É escandaloso que as subidas continuem a este ritmo”.

 

Fonte: RTP
12
Mai08

263: Previsão meteorológica de 12 de Maio a 18 de Maio de 2008

Tempo no Algarve

Previsão meteorológica para os próximos dias:


 


Dia 12 (2ªfeira) - Céu pouco nublado temporiamente nublado por nuvens altas. Vento fraco a moderado de noroeste.  


 


Máximas: 18ºC - 21ºC


mínimas: 8ºC - 13ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1 metro. Temperatura da água do mar: 17 - 18ºC


 


Dia 13 (3ªfeira)  - Céu  nublado por nuvens altas. Aguaceiros e possibidade de trovoadas durante a manhã. Vento moderado de noroeste.


 


Máximas: 18ºC - 22ºC


mínimas: 8ºC - 12ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1  metro. Temperatura da água do mar: 17 - 18ºC


 


Dia 14 (4ªfeira) - Céu nublado por nuvens altas. Vento fraco a moderado de  noroeste.


 


Máximas: 18ºC - 21ºC


mínimas: 9ºC - 13ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1 metro.


 


Dia 15 (5ª feira) - Céu muito nublado. Vento fraco a moderado de noroeste. Possibilidade para a ocorrência de aguaceiros e trovoadas. 


 


Máximas: 16ºC - 22ºC 


mínimas: 9ºC - 13ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1 metro..


 


Dia 16 (6ªfeira)  - Céu nublado. Vento moderado a forte de sul. Aguaceiros e condições favoráveis à ocorrência de trovoadas


 


Máximas: 16ºC - 22ºC


mínimas: 9ºC - 13ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1 metro..


 


Dia 17 (Sábado)  - Céu pouco nublado temporiamente nublado por nuvens altas. Aguaceiros e condições favoráveis à ocorrência de trovoadas. Vento moderado a forte de oeste.


 


Máximas: 16ºC - 21ºC


mínimas: 9ºC - 12ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1 metro.


 


Dia 18 (Domingo) - Céu muito nublado. Vento fraco a moderado de noroeste. Aguaceiros e condições favoráveis à ocorrência de trovoadas


 


Máximas: 16ºC - 23ºC


mínimas: 8ºC - 12ºC


 


Estado do mar: Ondas de sudoeste com 1 metro.


 


Precipitação durante a semana: 5 mm a 10 mm

Calendário

Maio 2008

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Google

Comentários recentes

  • Tempo no Algarve

    Boa noite. Hoje já foi publicado os dados climatol...

  • Anónimo

    Bom dia, onde estão os dados climatológicos refere...

  • Anónimo

    Bom dia, gostaria que atualizassem os dados deste ...

  • Botas de Mulher

    Informação sem dúvida muito útil apar quem pretend...

  • Anónimo

    Boa tardeGostaria de saber qual o horario do barco...

Ofertas de Emprego - Faro

Google

Pesquisa

Custom Search

subscrever feeds

Mais sobre mim