Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Calendário

Maio 2008

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Google

Comentários recentes

  • Anónimo

    Horários e preços já muito desatualizados.E para a...

  • Tempo no Algarve

    Boa noite. Hoje já foi publicado os dados climatol...

  • Anónimo

    Bom dia, onde estão os dados climatológicos refere...

  • Anónimo

    Bom dia, gostaria que atualizassem os dados deste ...

  • Botas de Mulher

    Informação sem dúvida muito útil apar quem pretend...

Ofertas de Emprego - Faro

Pesquisa

Custom Search

subscrever feeds

Mais sobre mim

17
Mai08

271: Museu de Portimão abre portas

Tempo no Algarve

Um espaço moderno e dinâmico, voltado para o público, abre hoje as portas em Portimão. Espreite aqui o que lá pode encontrar. (fotos)


 



O processo de criação do Museu Municipal, iniciado em Fevereiro de 1996, altura em que a autarquia Portimonense comprou a antiga fábrica de conservas “Feu Hermanos”, culmina hoje com a inauguração de um espaço onde se pretende dar vida à História.


O novo espaço, integrado na Rede Portuguesa de Museus, segue “um modelo de Museu de Sociedade, Identidade e Território, encarado como um centro multifuncional de formação, de prestação de serviços e de actividades científicas e culturais”, refere José Gameiro, director do Museu.


O Museu de Portimão está orientado para a formação e prestação de serviços museológicos e educativos, mas pretende também estabelecer-se como elemento indutor, no âmbito da região algarvia, na renovação e abordagem das representações e ofertas culturais mais contemporâneas.


A oferta cultural é algo que o responsável pelo espaço pretende manter com qualidade elevada, gerando maior número de visitantes: “Um aumento da oferta cultural ao longo do ano gera igualmente um aumento da procura e também aí, o papel do Museu como parceiro local e regional desse aumento e dessa procura, pelo conjunto de infra-estruturas e serviços, desempenha um importante factor no combate à sazonalidade regional”, sublinha.


 


Sem esquecer as origens


 


O edifício onde foi instalado o Museu de Portimão é a primeira estrutura industrial recuperada na cidade para fins museológicos e culturais.


O antigo edifício da fábrica de conservas possui uma imagem bem identificada na malha urbana e no imaginário da população local e regional.


Localizado há beira do Rio Arade, as características do edifício foram preservadas e valorizadas as referências ao funcionamento do espaço enquanto fábrica, além de funcionar como elo de ligação entre a cidade e o Rio.


 


Os diferentes espaços


 


O Museu é voltado para o público e actividades culturais, daí estarem estabelecidos espaços com diferentes funções. Destaquemos alguns como a sala de exposição permanente e evolutiva, localizada na grande nave industrial e na antiga sala de lavagem e “descabeço” do peixe, totalmente recuperada e museografada, onde funcionam duas áreas de exposição.


Existem ainda duas salas de exposições temporárias, um Centro de Documentação/Arquivo Histórico e uma Oficina Educativa, um auditório polivalente e salas de reuniões e formação.


 


 


 


 


 


O que se pode encontrar


 


O público pode optar por realizar a visita ao Museu seguindo três percursos diferentes, no que diz respeito às exposições permanentes: Origem e Destino de uma Comunidade; A Vida Industrial e o Desafio do Mar; e Do Fundo das Águas.


Em constante renovação estão as exposições temporárias e com actividades dinâmicas, no sentido de cativas novos públicos, encontra-se o serviço educativo do museu.


 


Quando tudo começou…


 


A história do Museu de Portimão começa em 1983, quando a Câmara Municipal aprovou um projecto museológico visando a investigação, recolha, documentação e divulgação do património local, com especial destaque para o arqueológico, industrial, náutico e subaquático.


A Comissão Instaladora do Museu de Portimão (CIMP), então nomeada, reuniu esforços no sentido de criar, numa primeira fase, uma estrutura que salvaguardasse o património cultural em risco, sensibilizasse a população para a necessidade de preservar a memória colectiva local, caracterizando os seus principais traços identitários, tendo como principal objectivo a criação de condições para o surgimento pioneiro e efectivo de um Museu no município.


Em 1996, a Autarquia adquire a antiga fábrica de conservas, “Feu Hermanos”, num local contíguo ao rio Arade, junto ao Convento de S. Francisco, visando a instalação dessa futura unidade museológica.


Um ano depois, em 1997, é criada a Divisão de Museus, Património e Arquivo Histórico que dará origem à actual Direcção de Projecto do Museu, que conta já com uma equipa de cerca de 26 elementos.


Dois anos mais tarde (1999), é elaborado o programa museológico, específico para aquele antigo espaço industrial e lançado o concurso para o projecto de arquitectura, das novas instalações.


Em 2001, o Museu de Portimão integrou o primeiro conjunto de unidades da Rede Portuguesa de Museus.


Em 27 de Agosto 2004 teve lugar a cerimónia de consignação e lançamento da obra de empreitada de construção.


Um longo processo de 25 anos, com altos e baixos, que termina agora, com a inauguração oficial do um espaço voltado para o futuro.


A abertura é hoje, às 16h00. Visite o Museu!



 


 


Fonte: Observatorio do Algarve

17
Mai08

270: Forte chuva danificou esculturas de areia do FIESA mas abertura continua marcada para quinta-fe

Tempo no Algarve

A chuva que esta sexta-feira se registou no Algarve provocou danos em várias obras do 6º Festival Internacional de Esculturas em Areia (FIESA 2008), mas a inauguração, prevista para a próxima quinta-feira, não será adiada, revelou fonte da organização.


O organizador João Sustelo disse à Lusa que a maioria dos escultores terminara quinta-feira a sua colaboração, mas a chuva da noite e manhã na região de Pêra, Silves, danificou várias esculturas e obrigou a equipa a retornar ao trabalho.



O director artístico do Festival, o turco Alaper Alagoz, disse entretanto à Lusa que os danos só não foram maiores devido ao tipo de areia de rio utilizado nas esculturas, cuja mistura com água a torna "muito compacta", bem como à cobertura à base de cola branca com que são revestidos os trabalhos.



"O problema é que foram muitas horas seguidas de chuva, cinco ou seis, e este revestimento só está preparado para resistir uma ou duas horas", disse, adiantando que, por outro lado, a cola de algumas peças ainda não estava completamente seca.



Apesar dos "danos visíveis", a inauguração não sofreu qualquer adiamento e as 35 mil toneladas de areia do evento deverão estar no seu lugar.



A edição deste ano é dedicada ao universo de Hollywood, com uma área de 15.000 metros quadrados dedicada a obras clássicas, como os filmes Casablanca, A Guerra das Estrelas, Psycho, Os Salteadores da Arca Perdida, King Kong, Indiana Jones, O Senhor dos Anéis e O Feiticeiro de Oz.



À semelhança do que vem acontecendo desde há alguns anos, o FIESA 2008 estará patente ao público durante todo o Verão, num recinto próximo de Pêra.


 


Fonte: LUSA

17
Mai08

269: Alfarroba utilizada para produzir biocombustível

Tempo no Algarve

O Algarve vai dispor da primeira unidade de biocombustíveis do País a partir da alfarroba. O projecto está em marcha e deverá ficar concluído em 2009, prevendo-se o início da produção dentro de dois a três anos.





"É uma energia limpa e com a enorme vantagem de não interferir com a cadeia da alimentação humana", refere Manuel Caetano, vice-presidente da Associação Interprofissional para o Desenvolvimento e Valorização da Alfarroba (AIDA), uma das entidades promotoras do projecto, a par da AGRUPA, associação de produtores.


O local para a instalação da fábrica não está definido, mas será nos concelhos de Loulé ou de S. Brás de Alportel. O investimento ascenderá a cinco milhões de euros, com o recurso a fundos exclusivamente nacionais. "Vamos criar uma nova empresa, com a finalidade de explorar a fábrica", diz Manuel Caetano.


Na elaboração do projecto estão a colaborar a Universidade do Algarve e o Instituto Nacional de Engenharia, Tecnologia e Inovação, além de outras entidades. Um processo enzimático permitirá a produção de álcool a partir da massa da alfarroba, que representa cerca de 90% do peso do fruto – os outros 10%, da grainha, são já utilizados em diversas indústrias.


Nos últimos dez anos, os pomares algarvios de alfarroba foram renovadossignificativamente, com as ajudas comunitárias e a produção, que este ano será de mais de 40 mil toneladas – em parte pelas condições climatéricas favoráveis –, poderá subir 50% nos próximos cinco anos.


Para a fábrica de biocombustíveis irão, inicialmente, cerca de dez mil toneladas. "Como a produção está a aumentar, não há risco de não dispormos de resposta para os mercados habituais, como a indústria das rações", explica Manuel Caetano. A fábrica surge, de resto, como resposta ao aumento de produção (dois milhões de árvores plantadas nos últimos 12 anos). "Se a oferta for muita e não houver saída, os preços baixam. Queremos evitar isso", conclui.


 


PORMENORES


 


RENDIMENTO


A alfarroba é rentável: os preços ganharam 14 pontos em relação à inflação nos últimos 30 anos. Por isso o número de produtores algarvios tem crescido: vai em 14 mil.


 


FÁBRICAS


A região possui duas fábricas transformadoras de alfarroba, que retêm mais-valias na região. Uma fábrica de álcool esteve prevista, em 1968, mas o Governo de então acabou por recuar no projecto.


 


HECTARES


Portugal é o terceiro maior produtor mundial de alfarroba, mas já ameaça Marrocos, o segundo da lista. Na frente está Espanha. O Algarve tem 13 mil hectares dedicados à produção de alfarroba.


 


Fonte: Correio da Manhã

Calendário

Maio 2008

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Google

Comentários recentes

  • Anónimo

    Horários e preços já muito desatualizados.E para a...

  • Tempo no Algarve

    Boa noite. Hoje já foi publicado os dados climatol...

  • Anónimo

    Bom dia, onde estão os dados climatológicos refere...

  • Anónimo

    Bom dia, gostaria que atualizassem os dados deste ...

  • Botas de Mulher

    Informação sem dúvida muito útil apar quem pretend...

Ofertas de Emprego - Faro

Pesquisa

Custom Search

subscrever feeds

Mais sobre mim