Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Tempo no Algarve

Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Calendário

Março 2008

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Google

Comentários recentes

  • Anónimo

    Horários e preços já muito desatualizados.E para a...

  • Tempo no Algarve

    Boa noite. Hoje já foi publicado os dados climatol...

  • Anónimo

    Bom dia, onde estão os dados climatológicos refere...

  • Anónimo

    Bom dia, gostaria que atualizassem os dados deste ...

  • Botas de Mulher

    Informação sem dúvida muito útil apar quem pretend...

Pesquisa

Custom Search

subscrever feeds

Mais sobre mim

08
Mar08

180: Algarve desperdiça água

Tempo no Algarve
Câmaras chegam a perder metade da água na rede


O desperdício de água na rede pública do Algarve atinge entre 30 a 40 por cento e há autarquias cuja percentagem do fornecimento não facturado é superior a 50 por cento, conclui um estudo da empresa Águas do Algarve.

O estudo, realizado em 14 dos 16 municípios algarvios e divulgado recentemente num seminário sobre "Uso Eficiente a Água - para consumidores colectivos", concluiu que cerca de um terço das autarquias avaliadas "tem percentagens de água não facturada próximas ou superiores a 50 por cento, estando o concelho de Faro à frente na lista com 58 por cento de água não facturada.


O estudo indica ainda que "poucos são os municípios que apresentam um volume de água não facturada muito próximo dos 20 por cento, enquanto que cerca de um terço têm percentagens próximas ou superiores a 50 por cento.


"Este resultado indica que grande parte dos municípios está muito afastado do valor de referência do Instituto Regulador de Água e Resíduos (IRAR), que é de 20 por cento para sistemas de distribuição e mistos", um valor considerado, em média, técnica e economicamente aceitável, lê-se no estudo a que a Lusa teve acesso.


A água não facturada explica-se nomeadamente através de perdas, erros de medição ou consumos ilícitos, observou Ana Dias, uma das responsáveis pelo estudo da Águas do Algarve, defendendo que "para controlar melhor as perdas de água, são necessárias medições sistemáticas de toda a água fornecida gratuitamente, nomeadamente às escolas, e a realização de auditorias de perdas e balanços hídricos.


A elevada taxa de crescimento dos consumos globais da região em relação à sazonalidade e o elevado valor de água não facturada são os resultados mais marcantes da análise feita pela empresa Águas do Algarve.


No seminário, que teve lugar em Faro, Pedro Mendes, do Instituto da Água (Inag), alertou para a necessidade urgente em "criar uma consciência nacional para a poupança de água".


"Um terço da água utilizada em Portugal é desperdiçada e não chega ao consumidor final" e "a atitude da pessoa pode valer mais do que uma medida de poupança", salientou o responsável, defendendo que numa zona onde há escassez de água, não faz sentido que as piscinas tenham água potável, até porque estão muitas delas construídas a pouco mais de 100 metros de distância da praia.


 


Fonte: Observatório do Algarve




08
Mar08

179: Presidente da Câmara de Loulé «acha bem» que Almargem faça queixa sobre a Quinta da Ombria

Tempo no Algarve

A associação ambientalista Almargem quer apresentar uma queixa à Comissão Europeia para travar o projecto da Quinta da Ombria, Loulé, iniciativa aceite pelo presidente da Câmara porque assim "ficam esclarecidas todas as dúvidas".


O projecto, previsto para o interior de Loulé, arrasta-se há mais de uma década e já foi alvo de uma queixa apresentada pela Liga para a Protecção da Natureza (LPN) à Comissão Europeia, que ainda não encerrou o processo.

O Plano de Pormenor do empreendimento turístico e imobiliário que se estende por uma área de 144 hectares entrou esta sexta-feira em vigor, depois de ter sido publicado quinta-feira em Diário da República.

A Quinta da Ombria, que ocupa terrenos inseridos na Rede Natura 2000, deverá ter um clube de golfe, um aldeamento turístico de 4 estrelas, um hotel de 5 estrelas e dezenas de moradias, num total de 1.700 novas camas.

Em declarações à Lusa, Luís Brás, da Almargem, disse que, apesar de o processo estar a avançar legalmente, não é tarde para apresentar uma queixa às instâncias europeias, tal como já fez, em 2004 a LPN.

"Estamos a trabalhar na fundamentação da queixa que queremos que avance o mais depressa possível", afirmou, argumentando que o recurso à Comissão Europeia se baseia no facto de "já estarem esgotadas todas as hipóteses".

Por seu turno, o presidente da Câmara de Loulé Seruca Emídio mostrou-se satisfeito com a aprovação e publicação do Plano de Pormenor da Quinta da Ombria e afirma "compreender" a posição dos ambientalistas.

"Acho bem que façam [a queixa] para que fiquem dissipadas todas as dúvidas", disse à Lusa, estranhando, contudo, que a Almargem ainda se questione sobre um projecto que já passou no Estudo de Impacte Ambiental.

"Se acham que ainda têm dúvidas sobre um projecto que já foi objecto de discussão pública, que vai gerar emprego e contribuir para desenvolver uma zona deprimida do concelho, então que o façam", afirmou.

Seruca Emídio ressalvou ainda que a autarquia vai zelar para que sejam cumpridas todas as condicionantes ambientais inerentes ao projecto que, diz, "só tem a ganhar se contribuir para a preservação do ambiente".

Já os ambientalistas acham que a Quinta da Ombria não passa de "uma cópia importada do mesmo litoral massificado", apontando o projecto como um verdadeiro exemplo da desajustada política de ordenamento.

A Almargem critica o facto de o empreendimento, que atravessará as freguesias de Querença e Tôr, incidir sobre zonas classificadas não só como Rede Natura como também Reserva Ecológica Nacional (REN) e Reserva Agrícola Nacional (RAN).

Considera ainda que as cerca de 1.700 camas inerentes ao projecto esgotam totalmente a capacidade de acolhimento prevista no Plano Director Municipal (PDM) de Loulé, duplicando de um momento para o outro a população residente no conjunto das duas freguesias.


Fonte: Barlavento Online

08
Mar08

178: OLHÃO analisa Náutica de Recreio

Tempo no Algarve
Tendo o Algarve uma vasta costa marítima e uma grande afluência de turistas no Verão é de todo o interesse explorar o potencial da Náutica de Recreio.

No próximo dia 20 de Março, a partir das 17h, terá lugar um seminário subordinado ao tema “A visão da náutica de recreio no Algarve” que irá decorrer no Jardim do pescador em Olhão. Esta iniciativa está inserida na programação da EXPOMAR – Feira do Mar e das Actividades Náuticas (Olhão) e é da responsabilidade da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve (CCDR) em parceria com a Universidade do Algarve.


O seminário está inserido no Programa Operacional Regional do Algarve (PO Algarve 21) e é um instrumento de política que tem prioridades de investimento na região para o período de 2007-2013. A sua existência é curta, conta com apenas quase quatro meses, e por isso desconhecido pela maioria. No entanto, a organização deste evento coincide com as acções de divulgação do mesmo.


O PO Algarve 21 conta com uma dotação de 175 milhões de euros, cedido pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) e as prioridades para os seus investimentos são a competitividade, inovação e conhecimento, a protecção e qualificação ambiental e a valorização territorial e o desenvolvimento urbano.


O debate que irá decorrer pretende dar a conhecer um estudo que visa reconhecer o potencial de mercado da náutica de recreio no Algarve e as oportunidades de negócio associadas ao turismo náutico, estudando a procura e oferta actualmente existente na região.


O seminário é de entrada livre, sendo aconselhável a prévia inscrição. A edição do certame este ano realiza-se de 19 a 23 de Março.



 


Fonte: Observatório do Algarve

08
Mar08

Ranking meteorológico do Algarve

Tempo no Algarve

Dia 7 de Março de 2008



Temperaturas Máximas:


 


1 - Faro (Aeroporto) 23.3 ºC


2 - Tavira 23.2 ºC


3 - Olhão 21.3 ºC


4 - São Brás de Alportel 19.3 ºC


5 - Sagres 17.4 ºC


6 - Monchique 13.2 ºC



Temperaturas mínimas:



1 - Olhão 6.0 ºC


2 - Faro (Aeroporto) 6.7 ºC


3 - Monchique 6.9 ºC


4 - São Brás de Alportel 8.2 ºC


5 - Sagres 8.5 ºC


6 - Tavira 9.2 ºC

Calendário

Março 2008

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Facebook

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Google

Comentários recentes

  • Anónimo

    Horários e preços já muito desatualizados.E para a...

  • Tempo no Algarve

    Boa noite. Hoje já foi publicado os dados climatol...

  • Anónimo

    Bom dia, onde estão os dados climatológicos refere...

  • Anónimo

    Bom dia, gostaria que atualizassem os dados deste ...

  • Botas de Mulher

    Informação sem dúvida muito útil apar quem pretend...

Pesquisa

Custom Search

subscrever feeds

Mais sobre mim