Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt

Sexta-feira, 25 de Maio de 2012
1579: Catástrofes naturais causaram prejuízos de 5,5 mil milhões ao país

Nos últimos 30 anos, as catástrofes naturais em Portugal causaram prejuízos de 5,5 mil milhões de euros, sendo que a factura para as seguradoras no mesmo período foi de 128 milhões de euros, apenas 2,3% do total.

 

Os dados surgem numa apresentação da resseguradora Munich RE.

Entre as catástrofes naturais que mais prejuízos causaram no País esteve a onda de calor e a seca em 2005. Este fenómeno causou perdas de 1,6 mil milhões de euros. Apesar destes prejuízos, a onda de calor acabaria por não causar prejuízos às seguradoras.

Já as chuvas torrenciais e deslizamento de terras na Madeira, que aconteceram em Fevereiro de 2010, causaram prejuízos de 1,1 mil milhões de euros e 42 vítimas mortais. Apesar disso, o custo para as seguradoras ficou em 56 milhões de euros, segundo os dados da Munich RE.

Outra das catástrofes que mais custos teve para as seguradoras foi a passagem da tempestade Xynthia pelo Norte de Portugal no início de 2010.

Os desastres naturais mais comuns e mais graves em Portugal têm origem em condições climatéricas que causam cheias ou incêndios. São 38% dos 107 desastres contabilizados pela Munich RE nos últimos 30 anos.

Já as catástrofes naturais mais raras em Portugal são as que envolvem eventos geofísicos como terramotos, tsunamis e erupções vulcânicas.

 

Fonte: Rádio Horizonte/Algarve


--------------------------------------------------------------------------------
tags:

publicado por Tempo no Algarve às 22:56
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 19 de Março de 2012
1546: 2010 foi o ano mais quente de sempre

De acordo com uma nova avaliação da evolução das temperaturas da Terra, o ano de 2010 passa a ser o mais quente desde 1850, em vez de 1998. Esta actualização, feita pelo HadCRUT, um dos principais registos de temperatura global, do Reino Unido, contou com novos dados de temperatura do Árctico. Os resultados foram publicados na revista Journal of Geophysical Research e mostram que esta actualização não altera o aumento médio de temperaturas desde 1900, de 0,75 graus.

 

A ciência do clima e a teoria largamente defendida de que a Terra está a registar um aumento de temperatura que não se explica por oscilações naturais, mas sim pela mão humana, está também baseada no registo das temperaturas do ar nos continentes e dos oceanos, ao longo de mais de um século.

Os dados da HadCRUT incluem informação das temperaturas nos continentes compiladas pela Unidade de Investigação Climática (CRU, sigla em inglês) da Universidade de East Anglia, em Norfolk, no Reino Unido e os registos de temperaturas da superfície dos oceanos, compilados pelo Centro de Hadley do Instituto de Meteorologia do Reino Unido. “O novo estudo reúne as nossas bases de dados mais recentes e mais completas das observações da temperatura da terra e do mar, em conjunto com novos avanços na compreensão de como se faziam as medições no mar”, disse Colin Morice, cientistas do Instituto Meteorológico do Reino Unido, citado pela AP.

A primeira rede de estações meteorológicas data de 1653, no Norte de Itália, mas só a meio do século XIX é que o número de estações e a sua distribuição passou a ser suficientemente generalizada para ter validade científica.

Desde essa altura que os métodos têm vindo a ser optimizados e normalizados. Os cientistas tiveram agora em conta, por exemplo, o enviesamento nos registos de temperatura da superfície do oceano, quando era medida em baldes com água tirada do mar, em que havia uma descida de temperatura em relação à do oceano.

No novo artigo foram incluídas as observações de 400 estações meteorológicas no Árctico, na Rússia e no Canadá. Uma das regiões mais afectadas pelo aumento de temperatura. “A HadCRUT é sustentada por observações e tornou-se claro que [o modelo] poderia não estar a captar na sua totalidade as mudanças no Árctico, devido a haver tão pouca informação nesta área”, disse Phil Jones, director do CRU e primeiro autor do artigo, citado pela BBC News. Os resultados também utilizaram registos novos vindo da África e da Austrália.

“A actualização resultou em algumas mudanças em anos individuais, mas não mudou o sinal geral do aquecimento de cerca de 0,75 graus desde 1900”, disse Morice.

Mas o ano mais quente de todos, 1998, caiu para terceiro lugar, segundo a nova actualização, sendo substituído por 2010 e o ano de 2005 ficou em segundo lugar. Os dez anos mais quentes ocorreram todos nos últimos 14 anos. Outra conclusão, é que o aumento de temperatura não é homogéneo. “O Hemisfério Norte e o Hemisfério Sul aqueceram em 1,12 graus e 0,84º ao longo do período entre 1901 e 2010”, lê-se no resumo do artigo. Só desde 2001, o Norte aqueceu 0,1 graus.

No início deste ano, a NASA divulgou um relatório que previa um maior aquecimento da Terra nos próximos anos. De acordo com este trabalho da agência espacial norte-americana, o ano de 2011 acabou por ser o nono mais quente desde 1880. No ano passado, as temperaturas médias à superfície foram 0,51ºC mais altas do que os valores médios do período base 1951-1980.

 

Fonte: Publico


--------------------------------------------------------------------------------
tags:

publicado por Tempo no Algarve às 19:31
link do post | comentar | favorito
|

Quinta-feira, 26 de Janeiro de 2012
1507: 2011 o 6º ano mais quente dos últimos 80 anos

O Instituto de Meteorologia editou agora o Boletim Climatológico de 2011, o qual para além da informação tradicionalmente apresentada em Boletins
anteriores, inclui informação complementar com aspetos inovadores, particularmente ao nível do apuramento anual e mensal do número de dias com
valores significativos e de extremos absolutos de vários parâmetros meteorológicos: precipitação, temperatura, vento, ondas de calor e de frio, e
ainda informação sobre o número de dias de geada, nevoeiro e trovoada.

 

Neste Boletim confirma-se a informação já veiculada no final do mês de Dezembro, através de relatório preliminar, de que 2011 foi o 6º ano mais quente desde 1931 no continente, com o valor da temperatura média do ar de 16ºC, tendo mesmo registado o maior valor médio da temperatura máxima anual (21,36ºC) dos últimos 80 anos.

 

Em termos de totais de precipitação média no continente, o ano de 2011 registou um valor inferior ao valor normal de 1971-2000, com uma anomalia de -136,6mm, destacando-se os meses de novembro e dezembro com anomalias de +48,9mm e -102,8mm, respetivamente.

 

Nos Arquipélagos da Madeira e dos Açores os valores médios da temperatura do ar foram superiores ao valor médio do período 1971-2000.

Quanto ao total de precipitação anual, no arquipélago dos Açores os valores foram inferiores ao normal, exceto na Horta onde foi muito superior. Quanto à Madeira, os valores foram inferiores ao normal no Funchal e muito superiores em Porto Santo, cerca de 170% em relação ao valor normal.

 

Fonte: IM


--------------------------------------------------------------------------------
tags:

publicado por Tempo no Algarve às 14:35
link do post | comentar | favorito
|

Sábado, 31 de Dezembro de 2011
1489: 2011 deverá ser um dos anos mais quentes desde 1931

O ano de 2011 em Portugal continental deverá ser um dos três mais quentes
desde 1931, em termos da média da temperatura máxima, e um dos sete mais quentes
dos últimos 80 anos, tendo como referência a temperatura média anual, de acordo
com a versão preliminar do Boletim do Clima do Ano de 2011, disponibilizado hoje
pelo Instituto de Meteorologia, I.P.

 

Os meses que mais contribuíram para o ano de 2011 ser um dos anos mais
quentes em relação à temperatura máxima, foram abril, outubro, maio, junho e
setembro, que registaram anomalias em relação a 1971-2000 de +4.90ºC, +4.73ºC,
+3.91ºC, +1.58ºC e +1.22ºC respetivamente. De realçar ainda que os meses de maio
e outubro foram os mais quentes desde 1931, em relação ao valor da temperatura
máxima do ar e abril foi o segundo mais quente na temperatura média e máxima do
ar, também desde 1931. Também as temperaturas mínimas em abril e em maio
estiveram muito acima do valor normal.

 

É de salientar que nos últimos 18 anos a temperatura média anual foi sempre
superior ao valor médio 71-2000, com exceção de 2008.

 

O total de precipitação anual deverá ser  inferior ao valor normal 1971-2000,
com uma anomalia de -132.2mm. Durante o ano destacam-se os meses de novembro,
que  registou um total mensal superior ao normal em +48.9mm e de dezembro com um
total mensal muito inferior ao normal.

 

Em 2011 destacam-se como fenómenos climáticos relevantes, as inundações em
Lisboa dia 29 de abril, com queda violenta de granizo em Benfica e Damaia,
tendo-se originado  camadas de gelo no solo com vários centímetros de altura; o
vento forte com rajadas superiores a 100Km/h de onde se destacam, entre outras,
os 157 km/h de rajada em Faro (24 de outubro) e 134 km/h em Coruche (16 de
fevereiro); a temperatura máxima do ar em maio e outubro foi a mais alta desde
1931 e a ocorrência de 5 ondas de calor em Portugal continental, uma em abril,
duas em maio e duas em outubro; a queda de neve em vários pontos do pais, que
levou a condicionamentos locais, como o encerramento de escolas.

 

Nos Arquipélagos da Madeira e dos Açores, os valores médios de temperatura do
ar foram superiores aos valores normais. No que diz respeito aos totais de
precipitação, os Açores apresentam valores inferiores ao normal, à exceção da
Horta, onde foram muito superiores. Na Madeira os valores de precipitação no
Funchal foram inferiores ao normal, enquanto que no Porto Santo foram cerca de
170% superiores ao respectivo valor normal.

 

Fonte: IM


--------------------------------------------------------------------------------
tags:

publicado por Tempo no Algarve às 13:41
link do post | comentar | favorito
|

Quarta-feira, 9 de Dezembro de 2009
819: Faro promove vigília pelo Clima, à luz das velas, a pé e de canoa

Uma vigília à luz de velas, em Faro, como parte de um grande dia de mobilização global contra as alterações climáticas, está marcada para 12 de Dezembro, sábado, a partir das 18h00.


 


A vigília tem a particularidade de poder ser feita a pé ou de canoa, na Ria Formosa.



Para a primeira hipótese, a vigília terá lugar na Doca de Faro e está marcada para as 18h00.



Quem preferir participar de canoa, deverá comparecer às 17h30, no Sport Faro e Benfica, também na zona ribeirinha da cidade.



Segundo a organização, este «será um evento breve e simples e para que seja um sucesso só precisamos de aparecer! Basta passar por lá uns momentos, de preferência levando uma vela - e um amigo(a)».

 

«Nesta altura, os nossos governantes estarão em Copenhaga para as negociações climáticas mais importantes do nosso tempo. A mensagem é clara: o Mundo quer um Acordo para Valer - um tratado suficientemente forte para combater as perigosas alterações climáticas», acrescentam os organizadores da vigília em Faro.

 

Quem quiser participar de canoa – a «canoagem é igual a zero poluição e é amiga do Ambiente», salientam os organizadores -, deverá levar velas, pirilampos para sinalizar as embarcações e uma corneta para dar o toque do início da vigília.



Para participar, deve contactar-se o Sport Faro e Benfica - Secção de Canoagem ou enviar um e-mail para ferradamichael@gmail.com.



Para saber mais ou ajudar na organização, deve contactar-se o email clima12dez.faro@gmail.com.



No Algarve, há ainda outras acções marcadas para Portimão, dia 12, às 17h30, na Alameda da Praça da República, e para Tavira, no mesmo dia e à mesma hora, na Praça da República (junto à câmara).


 


Fonte: Barlavento Online


--------------------------------------------------------------------------------
tags:

publicado por Tempo no Algarve às 20:26
link do post | comentar | favorito
|


Facebook
pesquisar
 
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
13
14

18
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

1579: Catástrofes naturai...

1546: 2010 foi o ano mais...

1507: 2011 o 6º ano mais ...

1489: 2011 deverá ser um ...

819: Faro promove vigília...

818: Temperatura em Portu...

816: Cimeira do Clima de ...

813: Recordar as cheias f...

arquivos

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Anúncios
tags

7 maravilhas

acontecimantos

alergias

alterações climáticas

ambiente

aniversário

ano novo

astronomia

avisos

barragens

bivalves

boas festas

calor

clima

climatologia

concurso

dados

dados da estação

desporto

economia

eventos

fotos

incêndio e uv

incêndios

mar

marés

mau tempo

natal

notícias

opinião

passatempo

praias

previsões

previsões sazonais

ranking

relatórios

secas

sismologia

sondagem

vulcão

webcam

todas as tags

links
Relógio
Tradutor
Ofertas de Emprego - Faro
Ofertas Emprego Best Empregos
Google
Pesquisa
Custom Search
subscrever feeds