Estado do Tempo, Previsões, Alertas e Notícias sobre a Região Algarvia. E-mail: temponoalgarve@sapo.pt
Quarta-feira, 26 de Maio de 2010
997: Via do Infante: PSD/Algarve rejeita portagens

O PSD/Algarve opõe-se “frontalmente” a portagens na Via do Infante (A22), recusando a taxa “como medida anti-crise, ou sob a alegação de acabar o «privilégio» de que o Algarve beneficia de uma auto-estrada sem pagar portagem".


 



Manifestando-se preocupada “certas notícias que pretendem criar ambiente para uma suposta inevitabilidade de serem impostas portagens na Via do Infante”, a Comissão Política Distrital do PSD/Algarve, em comunicado, afirma que se oporá sempre à introdução de portagens na Via do Infante.


 


Isto porque essa decisão “terá um efeito paralisador do Algarve, com a congestão da EN 125 (requalificada ou não), que para o PSD “hoje já não passa de um arruamento urbano, uma autêntica avenida ladeada de actividades económicas habitacionais”.


 


Para os sociais democratas do Algarve é inaceitável “que se pretenda tratar de forma igual situações diferentes”, deixando no ar a ameaça: a população do Algarve sairá de novo à rua em protesto, se houver portagens.


 


Segundo a nota, o Governo deveria respeitar o compromisso assumido e quantificado na base de critérios técnicos, de transformar previamente a EN 125 numa alternativa credível à Via do Infante, situação que para o PSD “está longe de se concretizar, dada a suspensão das obras”.


 


O documento lembra ainda que cerca de dois terços do traçado da Via do Infante nada tiveram que ver com o modelo de financiamento SCUT, que hoje se prova ter sido negócio ruinoso para o Estado, antes foram foram financiados pelos fundos comunitários e pelo orçamento público.


 


“Querer incluir este traçado no desastre SCUT é um aproveitamento indecente e mais uma exploração a que se pretende sujeitar o Algarve, a região que tudo dá e nada recebe em troca”, conclui a nota.


Fonte: Observatório do Algarve

--------------------------------------------------------------------------------
tags:

publicado por Tempo no Algarve às 11:59
link do post | comentar | favorito
|

996: Incêndios: «Situação na floresta algarvia está pior do que em 2003»

Os receios da governadora civil Isilda Gomes em relação à Serra de Monchique são mais do que justificados.


 


Vários produtores florestais daquele concelho consideram que toda essa zona está transformada, de novo, num autêntico «barril de pólvora», disse ao «barlavento» o produtor florestal Hélder Águas, na zona do Alferce.

«Há zonas, sobretudo no fundo de vales, onde devido à humidade os silvados já atingiram dois metros e meio de altura. Noutras áreas, a altura do mato e da vegetação, que cresce de forma espontânea, varia entre 1,50 e 2,00 metros. A situação na floresta está pior do que em 2003 e se alguém lançar um fósforo e houver um incêndio nunca mais pára. Os terrenos foram, na sua maioria, abandonados e como tal isto está à mercê dos fogos», acrescentou.

Já António João, dono de terrenos com medronheiros, eucaliptos e sobreiros, na zona de Casais, depois de lembrar que «o Inverno foi muito rigoroso» e a vegetação tem crescido significativamente sem que a floresta seja limpa devido a dificuldades económicas da maioria dos proprietários, além da falta de rentabilidade na produção de várias espécies, afirmou «temer o pior» no Verão que se aproxima.

«Com o calor ficarei com o coração nas mãos, como se costuma dizer. A Serra de Monchique é um barril de pólvora. Tudo o que ardeu em 2003 poderá voltar a arder. Não sei se será possível controlar incêndios. Os meios são sempre insuficientes», sublinhou António João, para quem a solução para evitar tragédias passará pelo recurso a aviões Canadair, a exemplo de outros anos.


 


Fonte: Barlavento Online


--------------------------------------------------------------------------------
tags:

publicado por Tempo no Algarve às 11:56
link do post | comentar | favorito
|

995: Verão algarvio vai ser problemático com vaga de incêndios florestais

Comandante Operacional Distrital Vaz Pinto diz que a vegetação que cresceu com o Inverno chuvoso contribui para «aumentar a capacidade de propagação desses incêndios».


 


O ano de 2010 pode tornar-se bastante problemático no Algarve ao nível de fogos florestais. É que «se ocorrerem as situações meteorológicas que tivemos em 2003 e 2004, com o combustível disponível que existe podemos ter um ano muito complicado», alertou o comandante Operacional Distrital Vaz Pinto, num encontro com os jornalistas, após a apresentação do Plano de Combate a Incêndios Florestais/2010, nas instalações do Governo Civil de Faro.

«Choveu, há muita vegetação, muita espontânea, o que vai naturalmente aumentar a capacidade de propagação desses incêndios. Aquilo funciona como um rastilho e a velocidade de propagação é muito mais rápida», acrescentou aquele responsável.

Para já, como referiu Vaz Pinto, «até final do mês de Maio vão manter-se as condições de instabilidade atmosférica que provocam a atual situação meteorológica, uns dias com calor, outros dias a chover, pelo que, penso, não vamos ter problemas».

Por isso, acrescentou, «o dispositivo que devia arrancar, agora, no dia 15, foi protelado até ao final do mês, à exceção dos postos de vigia», os quais eventualmente serão ativados, pelo menos cinco, já a partir daquela data.

Trata-se da «Fase Bravo», de 31 Maio até 30 de Junho, e que, além do helicóptero estacionado em Loulé, a que se juntarão, a partir do dia 1 de Junho, mais dois meios aéreos do mesmo tipo, em Monchique e em Cachopo, no concelho de Tavira, envolve um total de 373 elementos.

Estes elementos pertencem aos dispositivos de combate e ataque inicial, como os Grupos de Intervenção e Proteção de Socorro (GIPS da GNR), bombeiros, meios de vigilância, equipas de Sapadores Florestais, Brigadas de Proteção Ambiental e forças de segurança, com o apoio de 97 viaturas.

Essa estrutura aumentará para 506 elementos e 129 viaturas, mantendo-se os três helicópteros, durante a «Fase Charlie», considerada a mais crítica, de 1 de Julho a 30 de Setembro.

Na «Fase Delta», de 1 a 31 de Outubro, serão disponibilizados 366 elementos e 93 viaturas, além dos três helicópteros, embora estes só estejam operacionais até 15 desse mês.

Apesar de admitir que «os meios nunca são suficientes em nenhuma situação», o comandante Vaz Pinto considerou «adequado» o dispositivo preparado para o ataque inicial aos fogos florestais no Algarve, que deverá estar no terreno de forma musculada no máximo 15 minutos após o alerta.

«Os meios, em 2010, são exatamente os mesmos de 2009, com algum ajuste aqui e ali», observou, destacando como inovação o alargamento da «Fase Delta» até final de Outubro.

O comandante operacional distrital pediu para que «não se façam queimadas» se as condições meteorológicas se mantiverem, numa altura em que, de resto, já nem se podem realizar. Isto, depois de reconhecer que a chuva impediu queimadas.

Já a governadora civil do Distrito de Faro Isilda Gomes apontou a Serra de Monchique como «uma grande preocupação».

E acabou por deixar alguns recados ao nível da prevenção em toda a região algarvia: «depois dos incêndios de 2003 e 2004, penso que foram aprendidas algumas lições».

Em resposta a uma questão colocada por um jornalista, Isilda Gomes disse que não tem notado a existência de «capelinhas» e «portas fechadas», «antes pelo contrário» no combate a fogos.

Por outro lado, acrescentou, «a fiscalização tem de ser intensiva, tem de atuar. É para isso que existe. Quem aplica as coimas são as autarquias, depois de a GNR levantar os autos. Temos sensibilizado os autarcas para a necessidade de sermos rigorosos e rígidos».

É que um aspeto é ocorrer um incêndio devido a um «percalço de um cidadão», outra é um fogo «ser provocado por desleixo e negligência. Essas situações têm de ser caucionadas, como é óbvio».


 


Fonte: Barlavento Online


--------------------------------------------------------------------------------
tags:

publicado por Tempo no Algarve às 11:53
link do post | comentar | favorito
|

Segunda-feira, 24 de Maio de 2010
994: Ria Formosa: Polis requalifica 4 pontes-cais

As obras de requalificação das pontes-cais de Olhão, Armona, Culatra e Farol, na Ria Formosa, arrancaram hoje e devem terminar em Dezembro. Investimento de 3 milhões de euros, do Polis e Instituto Portuário e dos Transportes Marítimos (IPTM).


 


"Estes trabalhos representam mais um passo para a requalificação, segurança e turismo na Ria Formosa", referiu à agência Lusa a secretária de Estado do Ordenamento do Território.


 


Fernanda do Carmo referiu que o investimento de três milhões de euros será suportado através da Sociedade Polis e pelo Instituto Portuário e dos Transportes Marítimos, estando prevista a sua candidatura ao Programa de Investimentos do Turismo.


 


"Os trabalhos são importantes para garantirem a mobilidade na Ria Formosa assegurando a adequada circulação de utentes e embarcações para as ilhas barreira. São obras que asseguram igualmente as infraestruturas necessárias ao apoio das actividades económicas na Ilha Formosa", acrescentou Fernanda do Carmo.


 


Os trabalhos de requalificação das quatro pontes-cais - suporte indispensável à movimentação de pessoas na Ria Formosa durante todo o ano -, vão ser realizados de modo a não interferirem com os movimentos de passageiros e garantindo todas as condições de segurança e operacionalidade dos cais, acrescentou fonte do Ministério do Ambiente.


 


O projeto contemplou uma inspeção subaquática, que teve como objetivo fazer o diagnóstico do estado de conservação das estruturas, de forma a equacionar qual o tipo de intervenção a efetuar e a avaliar a natureza e dimensão das ações.


 


Estas obras fazem parte do plano estratégico do "Polis Litoral Ria Formosa", um programa que tem um período de intervenção de 2008 a 2012 e conta com um investimento de 87,5 milhões de euros.


 


A área de intervenção é em 48 quilómetros de frente costeira e 57 quilómetros de frente lagunar e abrange cinco municípios: Loulé, Faro, Olhão, Tavira e Vila Real de Santo António.


 


Fonte: Observatório do Algarve


--------------------------------------------------------------------------------

publicado por Tempo no Algarve às 20:03
link do post | comentar | favorito
|

Resumo do mês de Abril de 2010

Abril de 2010


 


Média das Máximas: 21.7ºC (+1.7ºC)


Média das mínimas: 13.5ºC (+3.0ºC)


MÉDIA: 17.6ºC (+2.3ºC)


 


Temperatura MÀXIMA mais alta: 29.0ºC (dia 27)


Temperatura MÁXIMA mais baixa: 18.6ºC (dia 2)


Temperatura mínima mais alta: 18.8ºC (dia 25)


Temperatura mínima mais baixa: 8.3ºC (dia 4)


 


Nº dias com temperaturas MÁXIMAS superiores a 25ºC: 3


Nº dias com temperaturas mínimas inferiores a 10ºC: 4


 


Precipitação: 52 mm


Precipitação máxima diária: 18 mm (dia 18)


Nº dias com precipitação superior a 10 mm: 2


Nº dias com precipitação: 7


Nº dias com trovoada: 3


 


 



 



--------------------------------------------------------------------------------

publicado por Tempo no Algarve às 19:54
link do post | comentar | favorito
|

Facebook
pesquisar
 
Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
14
15

19
24
25

26
27
28
29
30


posts recentes

Dados da Estação Meteorol...

2853: Situação da Seca em...

Previsão das marés no Alg...

2852: Situação nas Albufe...

2851: Previsão meteorológ...

2850: Resumo climatológic...

2849: Resumo do mês de Fe...

Horário dos barcos para a...

Situação da Seca em Portu...

2848: Tempo quente e seco...

2847: Previsão meteorológ...

2846: Resumo climatológic...

2845: Resumo do mês de Ja...

2844: Situação da apanha ...

2843: Situação nas Albufe...

2842: Tubarão ‘pré-histór...

2841: Previsão meteorológ...

2840: Olhão produz ouriço...

2839: Aviso Amarelo no Al...

2838: Exercício para test...

2837: Situação nas Albufe...

2836: Resumo do Ano de 20...

2835: Resumo climatológic...

2834: Resumo do mês de De...

Dados da Estação Meteorol...

2833: Previsão meteorológ...

2832: Adutor que abastece...

2831: Situação da apanha ...

2830: 10 anos

2829: Calor e perigos de ...

arquivos

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Anúncios
tags

7 maravilhas

acontecimantos

alergias

alterações climáticas

ambiente

aniversário

ano novo

astronomia

avisos

barragens

bivalves

boas festas

calor

clima

climatologia

concurso

dados

dados da estação

desporto

economia

eventos

fotos

incêndio e uv

incêndios

mar

marés

mau tempo

natal

notícias

opinião

passatempo

praias

previsões

previsões sazonais

ranking

relatórios

secas

sismologia

sondagem

vulcão

webcam

todas as tags

links
mais sobre mim
Relógio
Tradutor
Ofertas de Emprego - Faro
Ofertas Emprego Best Empregos
Google
Pesquisa
Custom Search
subscrever feeds